Você Sabia Que o Poker e o BlackJack São SUPER Parecidos Com o Trading?

Mark Minervini não é um jogador profissional, ele é um especulador.

Mas quando questionado por Jack Schwager no livro Stock Market Wizards sobre quais foram as coisas que mais o ajudaram em sua carreira de operador da bolsa de valores, Minervini mencionou o fantástico How to Trade in Stocks de Jesse Livermore e as partidas de poker que jogou com seus amigos.

Ele explica que quando começou a assistir as pessoas jogarem poker, percebeu que cada mão vencedora lucrava em média 50 dólares. Só que era preciso pagar apenas 50 centavos por rodada para ver suas 3 primeiras cartas. Logo, por uma quantia pequena de dinheiro, Minervini podia ter as informações necessárias para calcular suas chances de ganhar 100 vezes o valor arriscado.

Descobriu também que se apostasse pouco por jogada, mesmo desistindo de 50 mãos ruins para ganhar apenas uma, ainda ganharia o dobro do que tinha perdido aos poucos.

Esses são alguns dos princípios básicos dos jogos de azar que traders como Mark Minervini levam para a bolsa de valores.

Neste post, falo desses traders e seus princípios.

“Can’t read my e nem quero ler a sua pokeeer faaaace…”

Mesmo porque suas habilidades devem ser inversamente proporcionais à sua esquisitisse 😛

Victor Sperandeo, esse sim um verdadeiro jogador e autor do ótimo Methods of a Wall Street Master, explica em seu livro que começou a jogar poker para fazer dinheiro pois não aceitava a idéia de precisar trabalhar para outras pessoas. E como esse Market Wizard (pra variar) não era nada idiota, leu tudo que pôde sobre o assunto, praticou bastante e aí, conseguiu bons resultados.

Mas depois de um tempo, insatisfeito com o modo beirando-o-ilegal em que as coisas funcionavam, decidiu trocar de profissão.

Fez uma pesquisa sobre as carreiras mais bem pagas da época e descobriu que as 3 melhores envolviam física, biologia ou especulação. Como Sperandeo sabia mais sobre probabilidades do que sobre a teoria das cordas ou Darwin, escolheu a especulação.

Agora, esse seria o ponto da história em que inevitavelmente, eu entraria naquela velha papagaiada de que “então ele teve muitas dificuldades, apanhou muito, então ressurgiu das cinzas e finalmente, fez dinheiro”. Mas dessa vez não, Sperandeo não teve esses problemas, ele já começou ganhando.

Mas porque?

Pois aplicou à bolsa de valores o que tinha aprendido nos jogos de poker.

Ele explica em seu livro que os mesmos conceitos de position sizing usados no trading também são aplicados nas cartas. Victor sabe que para se ganhar no poker, é preciso abandonar as mãos fracas, jogar apenas as mãos fortes e apostar pouco em cada rodada. Assim, mesmo perdendo muitas vezes seguidas, sempre poderá jogar novamente, até vencer.

Dos Cassinos para Wall Street

Nossa, porque você fez uma tatuagem de porquinho em sua careca? Puta coisa ridícula meu! Ahh sim, claro, ações, bolsa de valores, blá blá blá…

Outro especulador muito bem sucedido que começou se envolvendo com jogos “de azar”, e para não perder o costume, outro Market Wizard, é o operador de opções Blair Hull.

Porém, ao contrário dos outros que começaram jogando poker, Hull jogava blackjack, conhecido em terras tupiniquins pelo bobo nome de 21.

E qual era o seu “segredo” para o sucesso?

Ele sabia contar as cartas.

No blackjack, a casa tem uma vantagem estatística sobre o jogador comum, mas os bons jogadores conseguem inverter essa vantagem para até 1% ou 2% sobre a casa. Ou seja, em milhares de jogadas, provavelmente ganharão no final. Isto é, enquanto seguirem seus sistemas que apresentam essa vantagem. Se não forem disciplinados, perderão. Igual aos sistemas de trading comuns.

Mas voltando…

Conforme Hull foi se aperfeiçoando, decidiu participar de um grupo de jogadores. Eles iam em cassinos menores para tirarem uma grana. O esquema funcionou muito bem até o momento em que começaram a ser expulsos dos cassinos. Por isso, Hull e seus “comparsas” ficaram aos poucos, impossibilitados de jogarem. Tinham entrado na “lista negra” dos cassinos.

Mas ao mesmo tempo em que sofria da “Síndrome de Jesse Livermore nas Bucket-Shops”, Blair Hull estudava opções por influência do seu avô, um grafista. Alguns meses depois, assim como o Victor Sperandeo, decidiu dar um “pulinho” dos jogos “de azar” para a especulação com opções.

O final da história é previsível, adivinha?

Acabou dando tudo certo. 😛

Lições da Mesa de Jogo Para a Bolsa de Valores

Podemos tirar alguns bons ensinamentos dessas histórias de sucesso desses especuladores-jogadores de poker e blackjack.

Basicamente elas apontam 3 conceitos muito importantes para a especulação bem sucedida na bolsa de valores, e esses conceitos são:

1 – Arrisque pouco em cada trade, pense no position sizing

Se o seu sistema de trading apresenta uma expectativa positiva, você sabe que acabará lucrando no final.

Porém isso só acontecerá depois de muitas operações. Logo, se arriscar todo o seu dinheiro em apenas alguns trades e acabar perdendo tudo, não poderá tentar ganhar nada pois ficou sem capital.

2 – Saiba quando vale mais a pena comprar, vender ou ir pescar

Faça trades racionalmente, utilizando apenas metodologias válidas.

Se comprar ações sempre que alguém te der uma dica ou escolhê-las por uni-duni-tê, você não terá uma expectativa positiva. E sem isso, sem um “edge”, mesmo arriscando pouco por trade, acabará perdendo tudo no final.

3 – Considere um position sizing variável

Proteja o seu capital de drawdowns diminuindo as suas posições quando estiver perdendo muito dinheiro consistentemente.

Se por outro lado, estiver lucrando bem, aumente as suas posições. Dessa forma, poderá se proteger quando o mercado e seu sistema de trading estiverem se bicando e lucrará bem mais quando eles “fizerem as pazes”

E você? Joga poker ou blackjack? Gosta? Comente 😀

Jogue menor quando estiver perdendo e maior, quando estiver vencendo – Para se proteger dos períodos de drawdown é necessário variar o tamanho de seus trades. Se você estiver sendo stopado o tempo todo, o mercado pode estar andando lateralmente, e se isso for ruim para você, é melhor continua operando, afinal, você não sabe quando os falsos rompimentos terminarão, mas para se proteger, é bom apostar pouco em momentos ruins e mais em momentos bons, aproveitando assim, o melhor dos dois mundos, proteção e lucros.


Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


6 Comentários Você Sabia Que o Poker e o BlackJack São SUPER Parecidos Com o Trading?

  1. Ulisses

    Boa tarde,

    Gostaria de saber os melhores livros que ensinam sobre tecnicas de entrada e/ou explicam algo sobre como otimiza-las.

    Obrigado,
    Ulisses

    Responder
    1. Hugo

      Olha Ulisses, honestamente a maioria dos livros de análise técnica são iguais.

      Eu conheço alguns que são “crús” e por isso, são interessantes. O comprar ou vender do eduardo matsura tem só AT mesmo, mas o que tem sobre o assunto é de boa qualidade. Outro que eu recomendo o tempo todo é o operando na bolsa de valores utilizando análise técnica do joseilton correia. Esse último fala superficialmente dos pontos importantes da especulação, isto é, psicologia do trading e position sizing (money management).

      Agora, como eu falei, a maioria dos livros de at são parecidos. Você não vai aprender a operar lendo apenas esses livros. Na verdade você estará melhor preparado se ler Memórias de um Operador da Bolsa do edwin lefevre, ler quase tudo o que eu já escrevi e utilizar médias móveis para suas entradas.

      Vou escrever essa semana um post sobre os perigos e ilusões da otimização dos sistemas de trading. Não conheço livros nacionais sobre o assuntos porém os americanos que li, incluiam muita enrolação desnecessária.

      Abraço,
      Hugo

      BTW: vou escrever sobre entradas com médias móveis provavelmente essa semana também.

      Responder
  2. Ulisses

    Muito obrigado Hugo,

    Estou lendo todos os livros que você indicou como iniciante e intermediário e aprendi muito, pois já operava e agora estou conhecendo realmente como as coisas funcionam. Estou quase terminando de montar o meu Sistema de Operação e agradeço a sua ajuda.

    Obs: Você acha viável entender o jogo da especulação, sem jogar poquer como um profissional?

    Abraço,
    Ulisses

    Responder
    1. Hugo

      Eu não tenho certeza de que entendi sua pergunta mas responderei assim mesmo:

      Sim, é claro que é viável. Os jogos são importantes porque você coloca em prática conceitos que usará no futuro. Ou seja, você meio que já chega “preparado” para a bolsa. Agora, não é precis saber jogar poker ou blackjack para operar bem, esses jogos são apenas uma boa ajuda, pelos seus conceitos. E você pode tirar essas lições de outros lugares, como em livros tipo o do Victor Sperandeo ou o Trade Your Way to Finantial Freedom do Van K. Tharp.

      Agora, o blackjack eu nunca joguei direito mas o poker é interessante sim.

      Eu lembro que em meu primeiro jogo de poker, eu não sabia jogar e nem pensava na bolsa de valores. Por isso, estava achando o jogo um saco. Só sabia de uma combinação boa de cartas e sempre abandonava a mão quando ela era ruim. Mas eu utilizei “position sizing”. Apostava com moderação sempre. Fui de pouco em pouco perdendo meu capital até que fiquei entendiado demais e decidi apostar tudo de uma vez para poder ir embora. Meu irmão continuou apostando pouquinho e, sem saber nada também, acabou ganhando bem em duas rodadas, aí no final, ele ficou ganancioso irracionalmente, apostou tudo de uma vez e perdeu 😛

      Agora, vai dizer que não parece que eu estou falando de trading?

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  3. Ulisses

    Hugo,

    Pela sua resposta você entendeu muito bem a minha pergunta, muito obrigado pela ajuda.

    Descobri que preciso jogar poker também rsrs

    Abraço,
    Ulisses

    Responder
  4. Eduardo Rocha

    Boa Hugo.

    Bem verdade esse artigo. O jogador no estilo “paciente” sempre consegue ganhar mais. Sempre fui um jogador arrojado, e mais ganhava que perdia.
    Sendo um jogador “paciente” estou ganhando bem mais.
    Lenda da forma que você escreveu, é exatamente igual o trading ao jogo de poker. É uma boa forma de entender como se comportar ao operar ‘de verdade’.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *