Será Que Vale a Pena Investir Sem Usar Um Sistema de Trading?

Existem basicamente três tipos de traders:

  • Os que utilizam sistemas mecânicos de trading;
  • Os que gostam de métodos arbitrários;
  • Os que preferem sistemas “híbridos”.

O trader que utiliza um sistema 100% mecânico, sabe quando comprar ou vender um ativo e também, quando sair de uma operação, onde posicionar seus stops e por aí vai.

Esse tipo de operador segue regras rígidas e, se for disciplinado o suficiente, poderá ser bem sucedido. O ponto negativo é que as coisas podem complicar se as condições do mercado mudarem bruscamente. O sistema poderá se tornar ineficaz e etc.

Por outro lado, aqueles que utilizam metodologias arbitrárias, não costumam ter esse problema porque eles se adaptam facilmente às novas condições dos mercados.

Esses são os conhecidos traders dicricionários, arbitrários ou, sem enrolações bixísticas, traders que não utilizam um sistema mecânico em suas operações. Eles são os “artistas” dos padrões gráficos, que desenham linhas de tendência em cima de candlesticks ou que simplesmente seguem regras de trading, mas que não sejam fixas ou 100% mecanizadas como as dos traders que utilizam sistemas.

Porém, fica a dúvida, será que operar sem um sistema de trading vale a pena?

Só Para Traders Burros?

Ah, Deeeeeeeeeeeeeer!

Há algum tempo atrás foi feito uma pequisa (li em algum livro do Alexander Elder, não me lembro qual) dizendo que aqueles traders que operam sem um sistema, tem uma probabilidade de 80% de fracassarem nos mercados. E por causa de pesquisas como essa, surgiu um grande preconceito contra métodos arbitrários de trading.

O problema é que esse preconceito, pra variar, não faz sentido.

Quem lê a pesquisa pode pensar que quem não utiliza um sistema mecânico é um total idiota. Uma hora esse idiota utiliza o MACD e na outra as médias móveis, seu position sizing (se ele usar) varia radicalmente de trade para trade e de vez em quando opera padrões gráficos sem stop-loss e etc. Ou seja, muitos acreditam que aqueles que operam utilizando métodos arbitrários não seguem regras.

Agora, existem vários grafistas por aí que adoram padrões gráficos e se dão bem com eles.

Tirando o fato de que quase todos os padrões gráficos são apenas suportes e resistências agrupados de forma engraçada e com nomes retardados, podemos concluir que esses traders entendem esses padrões e seguem várias regras diferentes. Eles não são nada idiotas, apenas gostam de uma maior flexibilidade.

Esses traders sabem onde colocar seus stops, utilizam técnicas inteligentes de position sizing, possuem métodos para detectarem os padrões que devem ser operados e aqueles que devem ser evitados e por aí vai. Ou seja, só porque a palavra “arbitrária” sugere que eles são como ovelhas que não tem a mínima idéia do que estão fazendo, não significa que todos eles não saibam mesmo.

Só os mais burros…

Os Traders que Andavam com os Dinossauros…

Estocástico? Stop ATR? Sabonete?

No post Como os Grandes Traders Operavam Antigamente explico como eles especulavam em 1300 e egípcios. Naquela época não existiam essas facilidades como softwares de backtesting, sistemas de trading, expectativa matemática, indicadores, osciladores, plataformas gráficas e etc.

Resumindo: não existia porra nenhuma e eles eram obrigados a fazer as coisas de forma “artística”, manual e arbitrária.

Traders como Jesse Livermore não começaram seguindo sistemas de trading, afinal, eles mal tinham como testá-los. Só depois de muita experiência que eles podiam estudar os próprios trades para descobrirem a expectativa de seus métodos. E todo o processo levava tempo e era imperfeito, mas funcionava.

De qualquer forma, como eles tinham um controle maior sobre suas operações, raramente os loucos movimentos dos mercados os surpreendiam. Quando tudo desse errado, eles apenas se adaptariam às novas condições. Nada de chorar nerdemente porque seus sistemas não funcionam mais.

Tudo bem que o Jesse Livermore começou aos poucos mecanizar seus sistemas mas eles não eram 100% mecânicos e sim, “híbridos”. Livermore seguia suas regras mas tinha a experiência necessária para saber quando elas poderiam ser quebradas.

Tudo funcionou muito bem até o momento em que ele explodiu seus miolos no banheiro de um hotel, o que não teve nada a ver com sistemas. 😛

A Tragédia dos n00bs Bananas

Grafista iniciante…

Apesar de muitos traders bons, inclusive os de hoje, utilizarem metodologias “flexíveis”, eles o fazem porque são MUITO mais experientes do que nós. E é por isso que traders iniciantes devem mesmo utilizar sistemas 100% mecânicos de trading, justamente porque eles não tem a experiência necessária para operarem dessa maneira mais “aberta”. Se tentarem, provavelmente vão estragar tudo.

E não, a intuição de um trader iniciante costuma não servir para nada, ok?

Um trader que começa seguindo um sistema simples baseado no cruzamento de duas médias móveis e com position sizing de  volatilidade terá uma maior chance de sucesso do que aquele que opera padrões gráficos e deixa para escolher na hora se vai ou não seguir algum sinal de entrada ou de saída. Grafistas n00bs tendem a operar baseando-se mais em achismos do que em experiência.

Mesmo porque eles não tem nenhuma. 🙂

O grafista decente precisa saber quando é melhor entrar no trade, quando é melhor ficar longe dele e etc.

Enquanto um sistema 100% mecânico o diria exatamente o que fazer, uma metodologia arbitrária pode causar confusão. E aí as emoções poderão atrapalhar, o ego entrará em jogo e então, quando o caos começar, o trader perceberá que devia ter apenas seguido um simples sistema mecânico.

A Conclusão dos Concluintes!

Não precisa ter medo. Basta ter cuidado para não cair de bunda em cima delas…

Se você é um iniciante que gosta de candlesticks, padrões gráficos, linhas de tendência e coisas do tipo, não fique com medo quando falarem que a maioria dos traders que operam sem um sistema de trading perdem dinheiro. Isso é verdade mas eles se referem mais aqueles traders burros que, além de não possuírem uma metodologia válida, muito menos fixa, operam sem nenhum tipo de regra.

Traders arbitrários sabem o que fazem. Eles seguem várias regras, utilizam métodos válidos de position sizing e estudam os seus trades assim como todos os outros. O único problema é que suas metodologias são difíceis de serem testadas e operadas por iniciantes, principalmente por causa dos achismos. Só que como eu disse, eles sabem o que estão fazendo.

Mas os iniciantes estão na maior parte das vezes, perdidos nos mercados sem saberem de nada. Eles não tem a experiência necessária, não conhecem padrões o suficiente e ainda podem não ter aprendido o básico dos fundamentos da especulação.

Logo, será menos difícil se eles seguirem sistemas mecânicos do que pensarem na altura necessária para que eles possam operar um três-montanhas com o mínimo de segurança.

Se os sistemas 100% mecânicos tiram a emoção do trading e ajudam os traders a operarem, um iniciante deve utilizá-lo para que seu começo na bolsa de valores seja o mais lucrativo, ou então, o menos doloroso possível.

Para terminar, resumo tudo em 3 itens:

  • Existe um preconceito irracional contra metodologias arbitrárias.
  • Traders “artistas” não são burros pois seguem regras úteis e fazem dinheiro com elas.
  • Sistemas mecânicos de trading são mais fáceis de serem operados. Ideal para iniciantes.

No começo eu queria operar padrões gráficos “quando os candles mandassem”. Ainda bem que não fiz isso… e vocês, tem alguma história para contar sobre o assunto?



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


15 Comentários Será Que Vale a Pena Investir Sem Usar Um Sistema de Trading?

  1. Paulo

    Fala Hugo!

    Eu estou pra conhecer um iniciante que consiga seguir um sistema mecânico enquanto aprende sobre o mercado. Acho quase impossível por dois motivos:
    1- o iniciante logo acha que o mercado é simples e/ou que ele é o máximo e solta o dedo no gatilho do HB!
    2- o iniciante não sabe nada de risco/retorno, drawdowns, movimentação de stop, medidas de volatilidade, etc e assim não tem chance de construir ele própio um sistema mecânico. E se já é complicado acreditar num sistema mecânico supimpa quando ele entra naquela inevitável fase de perdas seguidas imagine se nem foi você quem implementou a bagaça??

    Quanto aos padrões gráficos, eu minimizo sua importância mas ainda acho que representam algo. O complicado é programa os desenhos no sistema mecânico… certo que o martelo, um engolfo e padrões simples não tem complicação, mas um OCO é outra história. 🙂

    abs
    Paulo

    Responder
    1. Hugo

      Oi Paulo!

      Eu concordo com você, porém te aquela também. Você pode dizer pro iniciante como fazer tal coisa e porque… mas ele só vai aprender mesmo quando fizer as coisas erradas e der tudo errado. Nós aprendemos com a dor. Nós precisamos que a crença de que “fazer tal coisa é errado porque…” para realmente nos mantermos na linha.

      Agora os padrões gráficos, bem, continuo achando que eles são apenas suportes e resistências com nomes esquisitos mas tem gente que gosta deles.

      Mas programas os candles pode não ser tão fácil assim, imagina que tem um harami, pelo menos é o que parece. Mas para ele ser um harami mesmo e assim, gerar um sinal de compra, o fechamento precisaria estar 1 centavo pra baixo. E agora? Entra mesmo assim e usa seu 1 centavo como margem de erro ou não?

      Aí o iniciante pode deixar o 1 centavo passar. Aí na próxima serão 2 centavos… e no final, tchau tchau capital do trader.
      Iniciantes precisam mesmo é de sistemas mecânicos, eles podem começar apanhando um pouco e isso é bom, mas depois, melhor ficarem com os sisteminhas mesmo. É mais seguro.

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  2. Vitor

    Pergunta de newbie.

    Quem tem probabilidade de conseguir uma maior rentabilidade, traders “artistas” EXPERIENTES que usam metodos arbitrarios, ou traders EXPERIENTES que usam metodos mecanicos? Quando digo experientes me refiro aos que tem um tempo ja de mercado, psicologico treinado, disciplina e etc. E a minha pergunta não se da apenas ao longo prazo e sim em periodos como sei lá, 1 mes, 6 meses, 1 ano.

    valew

    Responder
    1. Hugo

      Oi Vitor!

      O trader experiente arbitrário terá sempre uma vantagem sobre aquele que opera com sistemas. A vantagem está no fator adaptação. O cara que usa um sistema pode demorar muito para se adaptar à condições novas dos mercados enquanto o trader arbitrário estará sempre em sintonia com eles.

      Mas é como eu falei, muitas vezes esses métodos arbitrários são apenas sistemas com alternativas de entradas/saídas/position sizing/etc ou características difíceis de serem sistematizadas. Todos eles utilizam regras também, apenas se dão ao direito de terem um pouco mais de flexibilidade sobre suas operações.

      Agora, quando eu digo experiente,me refiro aqueles que já operam com consistência a pelo menos uns 5 anos de swing-position trades. É muito fácil se achar “O cara” depois de alguns meses ou anos de sucesso, como por exemplo, aqueles que fizeram muita grana antes da crise de 2008 porque só operavam comprados. Quando os bancos começaram a ir para o saco, de nada serviu a experiência de comprados em um mercado loucamente volátil e para vendidos.

      Essa vantagem de adaptação dos traders arbitrários extremamente experientes se dá em todas as escalas temporais. Mas lembre-se disso, EXTREMAMENTE EXPERIENTES.

      Todos os outros terão maiores chances de sucesso com sistemas mecânicos.

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  3. mailo

    tbm considero que o “trader artista” leva vantagem. No meu entendimento de trader artista tbm está incluido aquele que entende um pouco de macroeconomia e fundamentos, além da sua percepção técnica e boa utilização das ferramentas. Logicamente é dificil saber se vc realmente atingiu esse grau de arte, só o tempo vai dizer.

    Responder
    1. Hugo

      mailo:

      Inclusive fatores políticos…

      Só ver como o George Soros está envolvido com isso. Tudo bem que ele não tem apenas interesses especulativos no negócio mas acredito que o conhecimento a mais o forneceu uma visão mais ampla do mundo e consequentemente, deve ter melhorado seu edge…

      De qualquer forma, traders mecânicos não precisam se preocupar com isso. Outro motivo pelo qual sistemas mecânicos são melhores para iniciantes 🙂

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  4. Fabio

    Hugo, Sistemas Mecânicos consiste em você operá-lo sistematicamente com disciplina e paciência…

    Mas digamos que acontece uma nova crise como a de 2008, se fosse um sistema de volatilidade, ele continuiria dando entradas independente da tendência (nesse caso operamos apenas comprados), essas entradas seriam stopadas, pois tendência seria lógicamente de baixa…

    Mesmo o mais disciplinado dos traders, não seria melhor esperar abaixar a “poeira” e depois da crise continuar com o sistema operando daí sim sistematicamente ?

    Responder
  5. Paulo

    Oi Fabio! Não sou o Hugo mas vou dar um palpite.

    Você tem razão em tocar nesse ponto e eu acho que os sistemas mecânicos devem ser desenvolvidos para cenários do mercado. Um sistema de volatilidade como o que você citou pode fazer a festa em um cenário igual ao de 2008, mas desde que opere vendido também. Se não for o caso então ele deve ficar de lado e esperar. Colocar filtros para decidir se ativa ou não o sistema e obedecer esses filtros também é agir “mecanicamente”.

    Por exemplo, se esse sistema de volatilidade só opera no lado comprado, então ele só poderia gerar sinais de compra se uma média móvel qualquer estiver em alta, sacou? Em 2008, mesmo com volatilidade alta dando gatilho de entrada esse filtro colocaria o sistema na gaveta.

    Eu acho bom ter vários sistemas, que operem diversos cenários. Dificilmente um sistema é bom em todos os cenários. Acho até que isso deva ser impossível.

    Valeu!

    Responder
  6. Fabio

    A ideia do filtro é algo já testado por mim.. o problema é que eu perderia muito na rentabilidade com uma média móvel ou qualquer outra coisa, pois o meu sistema de volatilidade funciona e muito bem nas correções, o problema mesmo é a crise, em que o papel derrete MUITO..

    Exemplo ? Fiz um teste em JBSS3, no ano de 2010 obviamente a tendência é baixa e ainda sim teríamos uma lucratividade de +8%.

    Operar vendido é uma ótima opção, mas aí eu teria problemas:
    1. Venda a descoberto só pode para Day-Trades, pena.
    2. Aluguel de ações precisa de um capital razoável, e o meu não se encaixa nesse parametro.
    3. Poderia operar Futuros e BVMF, mas o meu foco é outro.

    Então por enquanto eu só poderia operar comprado. Mas já quase decidi, em épocas de grande desespero, o ideal seria esperar a crise passar e depois entrar com tudo, porém ainda vou validar matemáticamente, se confirmar, tudo bem.

    Responder
  7. Paulo

    E aí Fabio!
    Então seu sistema só apanha mesmo em crises mais ferradas; isso é bem bom! Talvez o que você precise seja determinar uma espécie de “indicador de crise” e jogar ele no sistema para impedí-lo de operar em condições adversas. Assim você mecaniza essa parte e pode ter validade estatística fazendo backtest. Se deixar esse filtro só na sua cabeça ele vai ser sempre diferente em cada crise.

    Posta o sistema no forum sim, seria legal ter um tópico voltados aos sistemas que a galera está utilizando.

    Valeu.
    abraços

    Responder
  8. Fabio

    Bem legal essa ideia de “indicador de crise”, vou pesquisar e estudar e possívelmente terei resultados favoráveis..

    Realmente, se deixar o filtro na minha cabeça, sem um controle emocional, pode gerar uma catrastofe, pois seria extremamente subjetiva..

    Abraços, nos vemos em breve…

    Responder
    1. Hugo

      Fabio, quase todos os sistemas que testei destruíram animal toda a crise de 2008 e geraram lucros absurdos com vendas à descoberto. Não aconteceu nada demais, a única coisa é que a volatilidade zoneou totalmente todas as técnicas possíveis e imagináveis de position sizing que eu conheço.

      Não sei se vale a pena utilizar um filtro para retirar oportunidades absurdas com a da crise de 2008 para os seus trades. Já pensei muito nisso e cheguei a conclusão de que ele mais atrapalha do que ajuda. A não ser em mercados laterais, mas como a crise não tinha nada de lateral, sai fora disso.

      Não vale nada a pena ficar fora de cenários super favoráveis como aquele. É totalmente ilógico abandonar oportunidades enormes. Um filtro deve te ajudar e não te impedir de fazer dinheiro.

      Tudo bem que vender à descoberto é um saco mas você pode sempre utilizar opções ou começar a operar índices. Tudo bem que pode não fazer a sua praia mas lembre-se, existem oportunidades fantásticas em outras praias 😉

      Sinto falta da crise 🙁
      Era muito mais fácil fazer dinheiro em day-trades naquela época hehe 😛

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  9. Fabio

    Realmente Hugo, ao criar um filtro contra grandes quedas, eu estaria ignorando períodos de extrema volatilidade..

    Operar índices ? Pode ser. Opções ? Pode ser também.

    Tenho algumas ideias para aproveitar o mercado em queda, além de seguir o sistema original.

    Cara, o sistema vai ficar show..

    Abraços…

    Responder
  10. Rafael

    Hugo, Boa tarde. Primeiramente parabéns pelo ótimo trabalho do site e pelos ebooks (Comprei e li os dois primeiros). Sou um trader iniciante e estou com uma dúvida. Estou operando no mercado da forma mais simples possível, uso as MME para verificar os sinais e utilizo o método dos bloquinhos como gestão do dinheiro, sempre posicionando meus stop loss em 2% e o stop gain em 4%. Ainda não me aprofundei em backtesting. Os resultados por enquanto são razoáveis, porém, minha dúvida é se estaria eu dando sorte, pois não testei meu sistema, ou se é possível ir bem mesmo sem o backtesting

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *