Olá Hollywood. Eu sou Wall Street, prazer.

Os executivos da indústria do cinema sempre dão um jeito de usar qualquer idéia para tentarem fazer algum dinheiro, o resultado são vários filmes toscos sobre monstros, super-heróis que usam roupas ridículas, psicopatas que ficam matando adolescentes que mais parecem ter 30 anos de idade e por aí vai. Os mercados claro, não ficaram de fora mas felizmente tivemos alguns filmes muito bons com esse tema. Farei um pequeno review dos 3 filmes que acredito que melhor apresentam essa peculiar combinação de Hollywood com as bolsas de valores de Wall Street!

Trocando as Bolas (Trading Places)

trading-places

Ótimo exemplo de comédia bem feita!

Trailer

Trocando as Bolas é um simpático filme estadunidense de 1983 que conta a bizarra história de Louis Winthorpe III (Dan Aykroyd, ótimo), um bem sucedido corretor/analista que trabalha na Duke & Duke, uma popular corretora de mercadorias. Quando os irmãos Duke decidem fazer uma aposta valendo 1 dólar baseada na famosa discussão “Nature versus Nurture”, eles escolhem Louis como cobaia num experimento. A idéia é tirar tudo dele, dinheiro, prestígio, sua noiva, carro, casa, mordomo, cartões de crédito, enfim, tudo o que for possível e dar para um cara qualquer, como o mendigo Billy Ray Valentine, interpretado pelo Eddie Murphy. Os irmãos Duke tem como objetivo, descobrir se existe um “gene do sucesso” em Winthorpe, ou seja, querem ver se ele se recupera rápido e volta a ter sucesso como antes, recomeçando com apenas os seus “genes azuis”. Por outro lado, querem descobrir se o Valentine pode ser bem sucedido como Winthorpe se ele apenas tiver a oportunidade.

Hmm, vamos pensar, é um experimento com cobaias, feito em 1983 por dois caras que trabalham com mercadorias. Epa, perae! Perceberam? Essa é praticamente a mesma história dos Turtles de Richard Dennis! Será que tem alguma coisa a ver? O próprio Richard Dennis disse no livro The Complete Turtle Trader de Michael Covel que não, foi apenas coincidência e que na verdade ele tinha gostado mais do filme do que gostaria de admitir e ele e Eckhardt já discutiam a idéia de nurture vs. nature antes do filme ser lançado. Coincidência sim, porém uma extremamente improvável!

De qualquer forma, voltando ao filme. Para iniciar o experimento, os irmãos Duke usam uma peça roubada em um clube e a colocam no casaco de Winthorpe, os caras do clube descobrem e ele é expulso, é demitido da Duke & Duke, perde a casa e o mordomo, seus amigos o abandonam, vai preso ao plantarem drogas nele, sua noiva vai pagar a fiança mas uma prostituta cai em cima dele na frente da noiva, o que faz com que ele a perca também, tudo obviamente com o dedinhos dos irmãos Duke. Winthorpe, desiludido acaba se entrosando com a prostituta, interpretada por Jamie Lee Curtis. Com Valentine o contrário acontece, ele ganha dos Dukes tudo que Winthorpe tinha, menos a noiva (duhh). Por isso o título Trading Places, que também é um trocadilho já que em português pode significar Trocando de Lugar ou Lugar de Trading, no caso, a bolsa de mercadorias.

O filme vai caminhando a partir daí, se eu contasse mais iria estragar. Posso dizer que o filme é um clássico sessão-da-tarde, é um daqueles filmes com replay alto, ou seja, pode ser visto várias vezes sem que se torne chato! É uma ótima comédia, tem muitas coisas engraçadas acontecendo durante as duas horas pelas quais o filme se estende. A trilha sonora contém Mozart, sua “The Magic Flute” toca o tempo todo e combina muito bem com o clima do filme. De um modo geral Trocando as Bolas é um ótimo filme. Claro, você não vai aprender a negociar trigo assistindo mas dá pra se divertir e dar umas boas risadas o que é muito melhor do que ficar sem fazer nada e correr o risco de overtrade. Pode ser encontrado em qualquer locadora. Você pode também comprar o DVD ou procurar na internet. Como no site de arquivos filecrop.com, a legenda é por sua conta.

Wall Street

wall-street-poster

Lançado em 1987, ano do "Black Monday"...

Trailer

O clássico de 1987 dirigido por Oliver Stone conta a história de um corretor bobão chamado Bud Fox, interpretado pelo Charlie Sheen, mais conhecido pela popular série Two and a Half Men. Bud trabalha numa corretora, ele fica sentado na frente de um computador e fica executando ordens de clientes num ambiente toscamente barulhento e entulhado de outros corretores. Ele não ganha muito dinheiro, mora num apartamento minúsculo e fica constantemente pedindo dinheiro emprestado para o seu pai Carl, na vida real, Martin Sheen, pai verdadeiro do Charlie Sheen.

A vida de Bud muda quanto ele tem uma oportunidade de oferecer seus serviços à um magnata da bolsa de valores chamado Gordon Gekko (Michael Douglas). Ele tenta impressionar Gekko e no final seus serviços são aceitos. A partir daí sua vida muda, com toda a grana que seu cliente gera com comissões, Bud compra um ótimo apartamento, paga seus empréstimos e melhora seu estilo de vida. O problema é que Gekko não é exatamente um cara muito gente boa, ele faz algumas coisas imorais e ilegais mas Bud, mesmo sabendo, continua com Gekko porque ele está feliz demais com as comissões. Toda a situação muda quando Gekko vai tentar fazer um negócio envolvendo a empresa de aviões na qual o pai de Bud trabalha, o que começa a estragar tudo. Para piorar tudo eles também começam a “compartilhar” a mesma mulher, Darien Taylor (Darryl Hanna).

Wall Street é um filme legalzinho, pessoalmente não vi nada de especial, eu nunca gostei de nenhum filme do Oliver Stone como o super-emo Platoon ou o mais-enrolação-menos-guerra Alexander. E com esse filme minha opinião não mudou, continuo não gostando desse diretor. Wall Street é um filme legalzinho e é razoavelmente interessante, mas o problema é que você fica vendo o tempo todo essa maria mole chamada Bud Fox sendo jogada por aí para fazer as vontades do Gekko, muitas delas, ilegais. Talvez seja porque eu realmente não veja absolutamente nada de divertido em ser um corretor ou uma maria mole, ainda mais hoje com a internet e corretagem fixa, mal precisamos pensar nisso, mas para aqueles que querem seguir esse caminho (ou gostam do Oliver Stone), talvez possam ver algo mais em Wall Street do que um filme legal mas facilmente esquecível, com a possível excessão da performance do Michael Douglas, que ganhou um oscar interpretando Gordon Gekko.

Novamente, pode ser encontrado em qualquer locadora ou comprado em DVD. Tem também no filecrop.com, só avisando que se forem baixar nesse site, notem que alguns arquivos aparecem constando em dois lugares diferentes, como no Megaupload e no Rapidshare, portanto cuidado pra não confundirem e baixarem arquivos repetidos.

Vale lembrar que Wall Street terá uma continuação a ser lançada no ano que vem, quem quiser pode acompanhar a ficha do novo “Wall Street 2: Money Never Sleeps”.

A Fraude (Rogue Trader)

rogue-trader

Ou: "How letting your losses ride will get your ass burnt"

Trailer

A Fraude conta a história de Nick Leeson (Ewan McGregor), o líder de bancada de corretores de pregão que operam SIMEX (Singapore International Money Exchange, hoje, apenas Singapore Exchange) em nome de clientes do banco Barings, o mais velho da Inglaterra, fundado em 1762. Nick é casado com a bela Lisa (Anna Friel), tem um apartamento razoável, tem um salário simpático e bônus no final do ano. Tudo muda no dia em que um de seus subordinados, uma jovem corretora, executa para um cliente uma ordem invertida, ela vende quando deveria ter comprado, o custo desse erro para o banco é de 20 mil libras. Porém Leeson tenta salvar a corretora da demissão escondendo a operação, para isso ele abre uma conta secreta chamada de “error account”, o número escolhido para essa conta é 88888, porque 8 é considerado um número da sorte na cultura chinesa. No dia seguinte a corretora mané não aguenta a pressão de ter feito merda e se demite, a lambança feita é resolvida por Leeson com uma ajudinha do Senhor Mercado.

Por causa disso, Nick começa a abusar da sorte. Quando um grande cliente quer fazer uma operação que não poderia ser executada corretamente, Nick usa o dinheiro do banco para tentar possibilitar a operação, que eventualmente não é executada. Ele perde o cliente e ainda mantém uma posição perdedora no mercado. Ele não pode negociar dessa forma, usando o dinheiro do banco, apenas para os clientes, logo, além de tudo, é uma posição ilegal. Como o prejuízo é alto, Nick Leeson registra novamente tudo na “error account”, ele esconde o prejuízo do banco para não ser demitido. O plano dele é esperar o mercado mudar de direção para assim, poder resolver o problema que nem da outra vez. Porém o buraco vai aumentando e, como uma bola de neve, vai adquirindo proporções catástróficas conforme outros problemas vão surgindo, ele faz tanta merda em tão pouco tempo que chega a ser inacreditável. As consequências de suas ações são… olha, eu prefiro até não falar mais nada porque senão realmente estragaria tudo. Assistam para descobrir (ou olhem no Google).

Eu realmente gostei desse filme, ele é muito legal, vale os 100 minutos gastos para assistí-lo. O único ponto que eu não gostei é que ele é muito curto, daria pra ter continuado por algum tempo depois do ponto onde os produtores decidiram terminá-lo. Além disso durante o filme todo fica a sensação de que as coisas estão indo numa velocidade muito alta, não que isso não seja bom, mas parece que fizeram o roteiro com 100 minutos em mente e não o contrário, e que deveria ser o certo, que seria escrever o roteiro e então pensar no tempo. Não estou dizendo que foi isso que aconteceu, mas que parece, parece.

Você pode encontrá-lo nos lugares de sempre, locadoras e internet. Eu achei no filecrop, já vem com legendas em inglês. Quem se interessar pela história pode encontrar maiores informações no site do próprio Nick Leeson.

E vocês? Conhecem outros filmes?

Pois eu não conheço mais nenhum, logo, se alguém tiver alguma sugestão de filme sobre o assunto, não hesite em sugerir nos comentários. O SenhorMercado agradece!



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


11 Comentários Olá Hollywood. Eu sou Wall Street, prazer.

  1. Matheus

    Oi pessoal
    Eu tenho uma dica pra quem quiser começa a operar, quando começei, logo fiz um curso, procurei uma escola de traders pois alem de eu adquirir uma boa base, me falaram um bom método para min usa. Eu fiz um curso muito bom, a aula é online com um programa muito fácil de usar, e pelo conhecimento que nos da, acho que ta barato 40R$ mensais. Estou começando a aplicar e to me saindo muito bem.
    Quem quiser mais informações e cadastrar ai esta, eu achei eles bem sérios.
    http://www.equipetrader.com.br/
    aqui tem uns vídeos:
    http://www.youtube.com/watch?v=gJaZ3HgpOZs&feature=channel

    Responder
    1. Hugo

      mailo: E nos megavideos dá vida 😛

      Se for sagaz, talvez eu escreva sobre ele, vamos ver 😛

      velaepavio: Parece até que o cara nasceu pra servir de exemplo pros traders do que não fazer :S


      Abraço,
      Hugo

      Responder
  2. Alex Borges

    Primeiramente quero agradecer ao Dr. Hugo Teixeira pela sua ilustre matéria, eu Alex Borges de 18 anos, quero entrar para o mercado de corretores de ações e com certeza vou levar em mente seus excelentes contexto, gostaria muito de ser correspondido, e se o Dr. Hugo gostaria de deixar um conselho para mim.

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Ok, primeiro conselho: nunca fui um corretor da bolsa, eu sempre trabalhei como trader, especulador, logo, não posso te confirmar 100%… porém, todos os corretores que conheci, inclusive os bons, me disseram que é uma profissão ingrata onde você trabalha demais e ganha com mais dificuldade do que antigamente (com corretagens fixas é assim)… então pense muuuuuuuuuuuuuuito bem antes de virar corretor. 😉

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *