Os Turtle Traders de Richard Dennis: Parte 2

… leia Os Turtle Traders de Richard Dennis: Parte 1.

Hora de escolinha!

As aulas foram dadas pelos próprios Richard Dennis e William Eckhardt em um clube extremamente conservador em Chicago. Todos os membros eram obrigados pelo clube a usarem jaqueta e gravata, obviamente isso se aplicava à comitiva das tartarugas.

As lições dadas durante as duas semanas de aula foram sobre assuntos típicos de trading. Ironicamente foi William Eckhardt, que acreditava que traders não podiam ser ensinados, que deu a maior parte das aulas relacionadas ao sistema, Richard Dennis contava mais histórias. É possível dizer que Eckhardt ensinava coisas que você leria em um bom livro de análise técnica e o que Dennis falava, estava mais para um Memórias de um Operador da Bolsa. Essa era uma mistura ideal na perspectiva dos Turtles.

O sistema de trading que os Turtles aprenderam era um de trend-following, basicamente eles tinham dois tipos de entrada, a S1 e a S2. A primeira técnica de entrada, a S1, era feita em um break-out de 4 semanas em alguma commoditie qualquer, as saídas eram novamente, break-outs, só que de 2 semanas e na direção oposta, obviamente. Já a S2 gerava sinais de entrada em break-outs de 11 semanas e saídas em break-outs de 4 semanas. O S2 servia naquelas vezes em que a oportunidade da entrada S1 era perdida, seja por falta de atenção, monguisse, ou qualquer outro motivo. Foi também ensinada uma técnica de position sizing que mistura um sistema de volatilidade com o de porcentagem.

Sentem-se e façam dinheiro!

Nhá!! Compra toda essa porra!

Eu disse: COMPRAAAAAAAAAAAA!!!!

Depois do treinamento, os Turtles foram trabalhar em uma sala escolhida por Dennis, esta sala era composta de cubículos com canetas, papel e um telefone, nada mais, e eu realmente quero dizer nada mais, eles não tinham nem uma máquina de café ou uma televisão, era um ambiente de trabalho totalmente espartano, os Turtles não tinham acesso a nada que não fosse estritamente necessário. Eles apenas faziam os trades por telefone e os registravam em uma folha de papel carbono, deixavam a cópia no escritório e só isso. Além disso eles não tinham supervisores, eram só eles, quase o tempo todo. Mesmo nessas condições, as pequenas cobaias se dedicaram muito, trabalharam muito e terminaram o ano com muito sucesso! Ok, não exatamente, o primeiro ano dos Turtles foi tenso, como eles eram novos e não sabiam muitas coisas, seria natural que eles tivessem algumas dificuldades de adaptação nos mercados.

Muitos deles ficaram no vermelho durante uma boa parte de 1984 e só conseguiram gerar lucros mais substânciais no final desse ano, porque? Porque, como já mencionei, eles utilizavam sistemas de trend-following, sabemos que esse tipo de sistema pode gerar pequenas perdas o tempo todo, mas em uma única operação na qual o sistema funcione bem, os lucros podem cobrir os prejuízos e ainda mais um pouco, ou um monte. Mas isso apenas se os mercados estavam agitados, ou “trendando”, o legal é que como não há nada a ser feito quando o mercado está em L, os Turtles tinham muito tempo livre, Dennis e Eckhardt visitavam o escritório apenas algumas vezes por semana, eles chegavam, perguntavam se alguém tinha alguma dúvida, e depois iam embora! E os próprios Turtles tinham essa liberdade, Svoboda ficou 3 meses em Las Vegas trabalhando em seu jogo de blackjack enquanto trabalhava na C&D, afinal, mas também, ficaria fazendo o quê? Sentado numa cadeira esperando pelas tendências se formarem? Não, só precisa olhar as cotações todos os dias, afinal, Turtles não eram day-trades! De qualquer forma, toda essa liberdade era condizente com o ambiente flexível que Dennis criou, ele dizia: “Contato que você trabalhe direito, não me importo onde você esteja fisicamente.”

Depois da fase de adaptação, as coisas começaram a ficar mais, hmm, “fáceis”, os Turtles já tinham se acostumado com o modo em que o sistema funcionava e estavam mais confortáveis com o todo o tempo livre. Lembrando que durante o processo, se eles tivessem alguma dúvida, poderiam perguntar para o chefão. Richard Dennis convidava todos os anos cada Turtle para um almoço à dois para uma conversa, ou seja, com o objetivo de saber o que aquela cobaia específica estava achando do trabalho e outras coisas do tipo. Dennis era consideravado um “chefe gente boa”, uma vez em ele levou de avião para Las Vegas todos da C&D Commodities para assistir um show de uma banda que ele gostava, Blood, Sweet and Tears. Todas esses detalhes ajudaram muito os Turtles a se adaptarem tanto ao sistema quanto ao ambiente de trabalho e, naturalmente, suas performances refletiram essa adaptação, depois de 1984, os outros anos foram consideravelmente melhores para ele.

Essa tabela mostra o retorno anual de alguns Turtles nos 4 primeiros anos:

 1984198519861987
Mike Cavallo14%100%34%111%
Jerry Parker-10%129%124%37%
Liz Cheval-21%52%134%178%
Stig Ostgaard20%297%108%87%
Jeff Gordon32%82%51%11%
Mike Carr24%46%78%49%
Jim Melnick102%42%160%46%
Howard Seidler16%100%96%80%

Pra ele, dois biscoitos, pra aquele, três, e pra esse, nove!

Quem rir primeiro perde. Valendo todas as cenouras. 1, 2, 3 e já!

Quem rir primeiro perde. Valendo as cenouras. 1, 2, 3 e já!

O experimento teve seus conflitos, além de vários Turtles ficarem dando em cima da Liz Cheval, de longe o maior problema foi a notável “preferência” de Dennis por um ou outro Turtle. O que acontecia era que ele dava valores diferentes para cada um deles, ou seja, enquanto um operava com 300 mil dólares, o outro tinha um ou dois milhões para operar, mesmo se a performance média entre os dois fosse basicamente a mesma. Era notável que Dennis tinha fortes convicções políticas e que alguns Turtles que tinham escolhas políticas diferentes, alguns deles, como Jerry Parker. achavam que essas diferenças faziam com que o chefão tivesse as suas tartaruguinhas preferidas. E o pior era que os Turtles eram pagos com 15% do que eles faziam, e como existe uma diferença enorme entre 15% de 300 mil e 15% de 2 milhões, alguns Turtles se tornaram milionários enquanto outros ainda lutavam para pagar as contas do dia-a-dia. Ás vezes quando um Turtle tinha um ano muito bom, o dinheiro disponível para operar no ano seguinte era menor do que o do ano anterior! Qual a lógica nisso? Imagine como você se sentiria se fizesse 100% de lucro começando com 2 milhões mas no ano seguinte eles “agradecessem” cortando seu capital pela metade! Sacanagem né? Um dos Turtles, Jeff Gordon, desistiu por essa razão.

Sim, ok, mas o que diabos nós temos a ver com isso?

epic-fail

Hein, senhor Dennis? Hein?

No final de abril de 1988, Richard Dennis decidiu acabar com o experimento. Os Turtles ficaram chocados, pois o término foi anunciado totalmente do nada e sem motivo aparente, as peformances deles eram exemplares e fizeram muito dinheiro até aquele momento. É estimado que uma quantia de aproximadamente 175 milhões de dólares tenha sido gerada pelas tortuguitas, portanto porque acabar com tudo? Let your profits ride né? Então o quê aconteceu? O que Richard Dennis disse era que ele estava se aposentando dos mercados e que iria se dedicar mais à política.

Só que teve um outro fator, um enorme. Durante o experimento com os Turtles, Dennis negociava dinheiro de clientes de dois fundos públicos de uma famosa firma chamada Drexel Burnham Lambert. Tudo ia ok até que os mercados tiveram um mês ruim, era abril de 88, os Turtles perderam em média 11% de seu capital, porém as perdas do próprio Richard Dennis nos fundos Drexel foram de enormes -55%! Sim, o chefe deles detonou mais da metade do capital dos fundos em 1 mísero mês. Os clientes ficaram desesperados pois aparentemente o pessoal da Drexel não os alertou corretamente sobre os riscos desse tipo de fundo. Dennis disse que nada estava fora do esperado, porém ele já vinha tendo resultados ruins desde o final de 87, logo o mês de abril foi a “gota d’água”. Alguns clientes processaram a firma acusando o seu famoso gestor de não estar seguindo suas próprias regras. Toda essa confusão deve ter tirado o tesão que o chefe dos Turtles tinha pelo negócio, e infelizmente isso significava TODO o negócio, ou seja, bye bye Turtles.

E depois?

Aaaalll by myyyyyseeelfff, allll byyyy myyyyseeeeeeeelf...

Aaalll byyy myyyyyseeelfff, aaall byyyy myyyyseeeÉeeelf...

Apesar de não trabalharem mais para a C&D Commodities, os Turtles ficaram conhecidos pelos mercados, muitos deles foram trabalhar para outras firmas, outros, como Curtis Faith, a testemunha de Jeová, decidiu se aposentar, aos 23 anos. Outros decidiram negociar com dinheiro de clientes. Um dos Turtles mais bem sucedidos nessa nova empreitada foi Jerry Parker, que com seu Chesapeake Capital, apareceu no ano de 1994 em uma lista da revista Financial World que mostrava os mais bem pagos de Wall Street, ele estava na vigésima-quinta posição, naquele ano ele tinha feito 35 milhões de dólares. Liz Cheval e Paul Rabar também formaram fundos, o EMC Capital e o Rabar Market Research respectivamente. Jim DiMaria continuou negociando, só que por conta própria.

E os professores? O que aconteceu com William Eckhardt? Em 1991 ele fundou a Eckhardt Trading Company (ETC) e hoje negocia com 700 milhões de dólares de clientes, nada de catastrófico aconteceu com ele durante esse tempo todo.

E com o Richard Dennis? Ele decidiu voltar a negociar com dinheiro público em 1994, começou muito bem, teve um retorno anual médio de 63%. Em 1998, quando todos estavam perdendo dinheiro ou explodindo junto com o Long-Term Capital Management, o Rei das Tartarugas estava lucrando, fez 13.5% naquele mês. Porém em junho de 2000, Dennis sofreu uma perda de -50%, recuperou um pouco em julho e em seguida caiu para -52%. E considerando que quando você está com um drawdown de -52% é sempre possível que esse valor caia ainda mais, para um ponto sem volta, como -60% ou -80%, Richard Dennis, novamente, decidiu se aposentar.

Resumão

complete-turtle-trader

O saco é esperar 1 mês para chegar :/

Quase tudo que eu escrevi aqui foi um resumão do ótimo livro do Michael W. Covel, chamado The Complete Turtle Trader. Eu o comprei ano passado no Amazon. Peguei essa versão com capa dura, mas depois acabei não gostando, pegue a versão em paperback mesmo, que além de ser mais prática por ocupar menos espaço e ser mais fácil de folhear, custa 5 dólares a menos.

The Complete Turtle Trader é um daqueles livros que fica melhor a cada vez que você o lê. O conteúdo sobre o sistema dos Turtles é interessante, principalmente pela idéia de usar uma técnica de position sizing que mistura as de volatilidade e porcentagem. Mas o que vale mesmo é a história, muito interessante e divertida. O autor escreve de uma forma direta e muito fácil de entender, dá pra você ler todas as 200 páginas em algumas horas. Eu recomendo para todos aqueles que gostaram desse pequeno resumo sobre os famosos Turtles de Richard Dennis.

E você? Aplica algumas idéias do sistema dos Turtles em seu trading? Comente!



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


14 Comentários Os Turtle Traders de Richard Dennis: Parte 2

  1. Paulo

    Hugo,
    você já leu o “Trend Following” do próprio Michael Covel?
    Se positivo, o que achou?

    Se possível me responda por email… como esse post é antigo eu posso não passar mais por aqui. Valeu.

    abraços

    Responder
    1. Hugo

      Eu não ouvi falarem do assunto diretamente mas acredito que seja possível.

      O Michael Covel já fez até algumas palestras no Brasil e está fazendo algumas parcerias por aqui.

      Vou tentar descobrir mais informações e aí, te aviso, ou faço um post, tweeto e etc 😛

      Abraço!

      Responder
  2. velaepavio

    O Hugo,

    Cara paga a entrega express da Amazon.
    As vezes eu peco na sexta a noite e segunda a tarde ta na minha mesa no trampo. E aindo assim sai mais barato do que comprar na Borders.

    Detalhe, vem pra Australia. No Brasil acho que chega mais rapido.

    A bagaca vem pela DHL.

    A nao ser que nao esteja com aquela vontade de ler ai vc economiza uns 15 dolares, mas espera os 30 dias ou mais.

    Responder
    1. Hugo

      Então velaepavio, normalmente eu prefiro ficar com o dinheiro do frete. Eu tenho tantos livros na minha pilha que meio que tanto faz se eu recebo hoje ou daqui 1 mês. Mas para quem tem pressa é uma boa.

      Eu não li o Trend Following, dei uma olhada só mas não li nada porque me pareceu meio fraco. O pouco que li, já sabia então nem continuei. Mas o dos turtles é bacana, ótima história 😀

      Responder
  3. velaepavio

    Fala Paulo,

    Eu li os dois livros do Covel. Sao muito bons. Na verdade o cara conta historias de famosos trend followers.

    Se vc curte a estrategia eh um prato cheio. Recomendo os dois.

    Eu nao botava fe no livro dos turtes, achei que nao tivesse muito o que contar, mas superou minhas expectativas

    Responder
  4. Eduardo Rocha

    Que historia fantastica!!
    Mereceria um filme, ou já existe?

    Tava vendo o nome dos turtles, muitos lançaram livros e tudo mais. tem algum que tu recomende a leitura?
    Abraços

    Responder
    1. Hugo

      É ridiculo que todos os filmes sobre a bolsa de valores são na verdade sobre corretores… fazer o que? :S

      De qualquer o The Way of the Turtle do Curtis Faith que o velaepavio citou é 66% ótimo. O começo e o final valem a pena, mas o meio é apenas uma propaganda longa de um software que ele vende 😛

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  5. velaepavio

    Fala Edu. O melhor livro sobre o assunto e o do Michael covel. Muito Bem escrito. Nao tem filme. Se quiser tem o filme trading places com o ed Murphy. Nao eh a historia dos turtles mas o principio parecido. Tbm tem os livros do Curtis Faith que eh um turtle que conta a historia de uma outra perspective.

    Responder
  6. velaepavio

    Hugo,

    Trader em Holywood eh vilao. Especulador em portugues eh uma palavra pejorativa. Tipo se vc fala especulador quando eh criancinha vc corre perigoso apanhar do seus pais.Trader so fica famoso se faz uma cagada homerica como o Nick Leeson e o Jerome Kirvel ou no Brasil viloes como o Naji Nahas.

    Falar em Nick Leeson tem um filme com o Iwan McGregor que conta bem a historia da cagada que o cara fez pra quebrar o Barings. Recomendo.

    O nome do filme eh Rogue Trader.

    Responder
    1. Hugo

      Mas o Nick Leeson era também um corretor de valores, então meio que dá na mesma.
      O cara é um idiota, tem seus clientes, começa a fazer merda com dinheiro da empresa e aí, tchau tchau. Mas como ele não operava apenas por conta e só isso, ele não se encaixa exatamente na categoria.

      Tipo, não dá pra compará-lo com um Jesse Livermore, um Paul Tudor Jones ou um Zézinho day-trader que opera full-time do seu notebook.

      BTW, eu escrevi sobre esse filme na área de análises de filmes e de livros 🙂

      Responder
  7. velaepavio

    Com certeza ela nao era um trader propriamente dito com o objetivo de gerencial equity e fazer crescer como os exemplos que deu, mas ele fez a cagada tradando.

    Eh um tipico exemplo de um cara que:

    – Foi contra a tendencia
    – Nao tinha regra de money manegement
    – Psicologia era zero

    O cara cometeu estes erros BASICOS de traders losers.

    Responder
  8. Eduardo

    Hugo, vc escreveu muito bem essa historia interessante e inusitada! Parabéns! Fico pensando, os mercados mudaram muito de lá pra cá? Essas técnicas fariam sentido hoje, no mundo das criptomoedas e HBs? Abraços!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *