Porque Alta Liquidez e Baixa Slippage São VITAIS Para Quem Opera Ações

Sem uma boa liquidez no mercado e/ou com uma alta slippage, as suas aventuras no mercado de ações não vão durar nada.

Infelizmente esses dois aspectos costumam ser ignorados demais pela esmagadora maioria dos traders e, principalmente no caso daqueles que têm um capital um pouco maior, podem causar um estrago na carteira e na auto-estima desses traders.

Não costumo falar muito de liquidez, slippage e afins, mas como é um problema sério (e eu imagino que você nunca chegou nem perto de pensar neles), vou falar dessas coisas nesse post.

Mas antes de fazer isso, vou te contar uma historinha para ilustrar.

Vamos lá!

Como “O Velho e o Mar” Explica Liquidez e Slippage

Uma das mais simples e fáceis formas de se explicar a importância do fator liquidez nos mercados é feita utilizando a metáfora do extremamente popular livro “O Velho e o Mar” de Ernest Hemingway.

Vou resumir todo o livro pra facilitar e agilizar:

A história é sobre um velho pescador que fica muitos dias sem pegar nenhum peixe. Um dia ele se cansa desse fracasso todo e decide se esforçar na busca e captura do maior peixe que for possível encontrar. O pescador pega seu barquinho, seu material de pesca e sai em direção ao alto mar.

Depois de muitas horas remando ele se vê no meio do nada com um monte de água em volta, muito sol e pior, continua não pescando nada. Quando sua esperança (urgh) já está quase se esvaindo, surge do nada um enorme Marlim Azul, uma espécie cujas fêmeas podem passar de 4 metros de comprimento e chegar à quase duas toneladas de massa. E é esse peixe que fisga a isca do pescador.

A partir daí eles ficam brigando por 3 dias, numa hora parece que o peixe vai vencer e conseguir fugir, na outra parece que será o velho o vitorioso. Os dois quase morrem nisso.

Finalmente o peixe fica cansado e dá uma brecha pro pescador enfiar o arpão em sua cabeça, o velho venceu. Em seguida ele decide voltar para casa, porém não tem como colocar um peixe de quase duas toneladas dentro de seu pequeno barquinho. Na verdade não consigo nem imaginar como ele conseguiria pegar um monstro desses pra começar… De qualquer forma, ele tem a ideia de amarrar o peixe na lateral do barco esperando que nada aconteça no caminho de volta.

“Nada vai dar errado! Eu pensei demais em tudo isso!”

Conforme ele vai voltando à praia, vários tubarões aparecem e tentam comer o peixe! O velho luta contra os tubarões batendo com o remo em suas cabeças. Ele consegue matar alguns e espantar outros, porém eles continuam chegando e uma hora existem tantos tubarões que simplesmente não tem o que fazer, os filhos das p*tas começam a realmente comer o marlim!

Quando ele finalmente chega à praia, era uma vez o peixe, só sobrou suas partes inúteis, toda sua carne ficou com os tubarões.

É isso.

O livro é um clássico, é legal, divertido, pode ler sido em poucas horas e de modo geral é um passatempo digno. Só acho que o título seria melhor se fosse: “O Velho e o Peixe” ou “O Velho e o Peixe Espada”, ficaria mais engraçado.

Porém a estrutura da livro pode servir para uma história envolvendo um trader, sua posição em um papel qualquer e a liquidez desse papel, como explicarei agora…

O Que o Peixe Tem a Ver Com Liquidez e Slippage?

O que acontece com o peixe é a mesma coisa que aconteceria com um grande fundo se seus gestores decidissem liquidar uma posição enorme de uma vez.

Por exemplo, conforme o Long-Term Capital Management foi indo pro saco ele não podia simplesmente vender suas posições perdedoras, pois o tamanho dessas posições era tão enorme que se seus gestores se livrassem de todas elas, suas vendas iriam puxar o mercado pra baixo de uma forma tão violenta que a maior parte de suas vendas seriam fechadas por preços ridiculamente mais baixos pois não tinha gente o suficiente para comprar tanta coisa pelo valor desejado, só abaixo desse valor.

Ou seja, se eles não fizessem nada, seria o fim, e se eles vendessem tudo, era o fim. Logo, o quê foi feito? Foram pedir socorro para o George Soros, Warren Buffett, todos os bancos, gente rica, gente famosa, eu, você, o Faustão, o Popeye e etc. No final eles acabaram segurando as posições e entregando o fundo nas mãos dos bancos.

Causa Mortis: Falta de liquidez dos mercados (e irresponsabilidade…)

Exato, liquidez, as posições do fundo não eram líquidas o suficiente, eram grandes demais.

Vou dar um exemplo:

Imagine que nosso bom e velho amigo Dalai Lama tem 10 mil ações da VALE5 ou alguma outra blue chip e quer vendê-las. Olhando no book de ofertas dá pra chutar (e põe chute nisso) que umas 15 pessoas em média estão dispostas à comprar essas ações. O papel está atualmente em 30 reais e o Dalai decide vender tudo de uma vez.

Como a VALE5 é líquida o suficiente para acomodar a venda de suas 10 mil ações, ele provavelmente conseguirá vender todas as 10 mil, um pouquinho pra cada uma das 15 pessoas interessadas em um curtíssimo espaço de tempo e pegará exatos 30 reais em cada uma das 10 mil ações vendidas, ou um valor muito, mas muito próximo disso.

Pouquíssimas ações vendidas com sucesso!

Mas o que acontece se o tio Dalai Lama, estiver querendo vender uma outra ação, um mico, pelos mesmos 30 reais, mas o mercado dessa ação é de baixa líquidez?

Sendo este o caso, quando ele vender as 10 mil, o valor total pode ficar longe dos 30 reais. Ele pode vender umas 1000 por 30 reais, outras 3000 por 29, mais 300 por 28 e por aí vai. Isso se chama slippage, que nada mais é do que o termo usado para nos referirmos aos lucros que “escaparam” devido à baixa liquidez de tal ação.

Ok, então uma PETR4 ou uma VALE5 são de alta liquidez? Sim, pelo menos para nós, pois a classificação é relativa. Vender ou comprar 10 mil dessas ações é muito simples e rápido, não deve afetar os preços, e se afetar, será em no máximo alguns centavos.

Porém, se você for negociar 1 milhão de ações, a história muda completamente.

Será muito mais difícil comprar e vender essas ações, pois a quantidade de vendedores, se você quiser comprá-las, ou compradores, se você quiser vendê-las, não será o suficiente. A PETR4 é muito líquida sim, mas se você tiver a idéia débil mental de tentar fazer day-trades bilionários nela (se é que isso é permitido), definitivamente sua liquidez não será o suficiente. Assim, você sofrerá com a slippage.

Agora, voltando ao peixe e aos tubarões….

Na metáfora, o tamanho do peixe representa o tamanho da posição de um especulador em um trade qualquer. Se a posição é nanica comparada ao resto do mercado, como 10k de ações numa VALE5, ele teria uma posição sardinha. Ele pode tirar a sardinha do mar facilmente, basta puxar a vara, tirá-la do anzol e realizar os lucros na praia.

Mas por outro lado…

O marlim azul representa uma posição grande demais, não tem como simplesmente tirá-lo do anzol e colocá-lo no barco como é possível se fazer com uma sardinha, logo, é preciso ir trazendo-o devagarinho, por fora do barco, o que infelizmente fará com que os tubarões peguem alguma coisa no caminho de volta à praia.

Esses tubarões representam a slippage.

A facilidade em manusear os peixes, devido ao seu tamanho, representa a liquidez.

Então quanto menor for sua posição em uma ação relativa ao seu volume, mais fácil será entrar ou sair dela na hora em que você bem entender.

“Tá, Mas Eu Só Opero Umas 500 Ações Por Trade…”

“Eu até daria a mínima… mas eu não dou!”

Ótimo!

Se você não mantém posições enormes, de muitos milhões ou bilhões e se mantém muito longe dos micos e outras ações com baixa liquidez, esse definitivamente não será um problema. Essa é a vantagem dos especuladores que “pescam sardinhas”, qualquer problema, só puxá-las para o barco que elas ficarão a salvo dos tubarões.

A “alegria” da alta liquidez e da ridiculamente pequena slippage são típicas em pequenos operadores, a não ser que você opere no fracionário, aí será muito difícil não ter slippage, quer saber o porquê? Compare o book de ofertas da PETR4 com a da PETR4F. É uma diferença brutal, logo, não opere no fracionário. Se não tiver outro jeito, junte mais dinheiro para começar da forma certa.

Explicarei em um outro post o porquê de não ser possível operar prudentemente com pouco dinheiro. Mas voltando…

Se você não opera no fracionário e não é muito milionário, aproveite agora vantagens e trabalhe muito para que um dia, você precise se preocupar com liquidez e slippage, afinal, ninguém quer pescar sardinhas para sempre 🙂

E aí, o que achou da metáfora? E você é sardinha ou tubarão?



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


5 Comentários Porque Alta Liquidez e Baixa Slippage São VITAIS Para Quem Opera Ações

  1. Maria de Fátima Sousa

    Gostei . sou ainda uma sardinha , mas ainda vou ser um tubarão fêmea.Ano passado comprei o E-book a Tríplice do Trading.Muito boom,requer estudar mais. Mas vou chegar lá.

    Responder
  2. Ronne

    Ainda sou sardinha. Mas, pacientemente, quero ir crescendo. Não sei se serei tubarão. Mas se chegar a pirarucu, já estará de bom tamanho.

    Responder
  3. Ssauro

    Caríssimo, Hugo,

    Posso me considerar uma sardinha perseguida por vários anos por piranhas (a analogia no caso é referente ao governo que temos, impostos, chicotadas assalariais e tudo mais).

    Ganhei um certo peso, pois já tenho uma idade um pouco mais avançada para entrar no mundo dos tradings, o que não diminue em nada a minha vontade, tanto que nesse mês conheci e li centenas de posts seus. Obrigado pelo seu espírito disseminador e sua atitude grandiosa de espalhar seu conhecimento que não é pouco. Os posts já tem mais de 6 anos e para mim continuam super atuais. Estou treinando a um tempo em simuladores e com sua ajuda e aplicando as técnicas aprendidas vou conseguir grandes realizações na minha vida e de meu filho de 6 anos. Em parte, mértio seu também, por isso agradeço desde já.

    Responder
  4. rogerio

    Bom dia,gostei da metáfora comecei a investir a pouco tempo,e estou tentando buscar o máximo de informação possível,são muitas pessoas com estilos e métodos diferentes,todos dizendo que suas técnicas e métodos são os melhores,estes dias assisti a um vídeo onde a pessoa indicava como sendo “saudável” comprar fracionados..vai entender!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *