6 – A partir de que valor posso iniciar meus investimentos na bolsa de valores?

Uma coisa ótima sobre a bolsa de valores que posso falar logo de primeira! Não existe esse negócio de mínimo! ! Lógico, o investidor também não vai sair aqui do blog, e correndo até ao Home-broker para comprar uma cota de FFCI11 pagando pouco menos de R$ 2,00 e pagando uma corretagem de R$ 15,00, não faz sentido.

Vamos explicar como investir de maneira mais equilibrada nesse sentido. Principalmente levando em consideração a taxa de corretagem. Diferente da taxa de custodia, a corretagem é um valor que vai estar mais presente na vida do investidor.

Mas então, como assim não existe um valor mínimo? Pois é caro leitor, ao pé da letra realmente não tem um valor mínimo. Para você comprar lotes de ações, ou melhor, ter acesso a um lote mínimo de ações, você vai precisar comprar no mínimo 100 ações de determinada empresa.

Quando o assunto é ETF, a quantidade de cotas em cada lote muda, ao invés de 100, será necessário comprar 10. E por ultimo mais não menos importante existem os FII, que não a necessidade de comprar 100 cotas, ou 10, mas a partir de unidades simples, de uma cota, já é possível investir.

Ou seja, bem simples o mercado, correto? Estou nesse ponto falando sobre ativos que não são derivativos e tão pouco referentes ao mercado futuro, e as commodities (vou deixar esse assunto que é um pouco mais complexo para outro artigo).

Bom então qual seria o valor necessário para começar a investir na bolsa de valores. Uma quantia mínima, a meu ver pode ser algo bem pessoal. Vai de cada um. Vou falar um pouco aqui sobre minhas experiências com relação a isso.

Quando comecei a investir na bolsa de valores, optei por iniciar com os FII. Gosto muito da ideia de rendimentos mensais isentos de IR. É algo fantástico, e muito interessante. Uma graninha coando todo o mês, através de bons empreendimentos.

Pois bem, a minha primeira aplicação, só foi possível através do meu décimo terceiro. Na época o meu décimo terceiro acumulava uma boa quantia, o que tecnicamente me dava condições de adquirir mais do que uma cota de FII.

O valor total da aplicação girou perto dos R$ 1.500,00, não é muito dinheiro, mas na época era de mais! Mas beleza, vamos que vamos. Consegui comprar duas cotas diferentes, as cotas eram WPLZ11B e TRXL11.

No curto prazo WPLZ11B me fez perder uma grana, mas TRXL11 até que me deu uma alegria. Pois bem o custo nessa operação ficou em R$ 15,00 de corretagem na compra de cada uma, então o custo total foi de R$ 30,00.

Para um investimento de R$ 1.500,00, pagar R$ 30,00 na entrada não foi tão ruim. O meu custo foi de 2% sobre o investimento. Levando em consideração que WPLZ11B estava pagando na época, distribuições equivalentes a R$ 0,83 ao mês e TRXL11, algo próximo dos R$ 0,80, em questão de três meses, por meio das distribuições os custos estariam pagos.

Na minha visão, não era um mau negócio. Ainda mais que ao longo do tempo, fui realizando mais e mais aportes, aumentando minha carteira de FII.

Então, não via problema algum, em manter um custo de 2% das minhas aplicações. Lógico, se o investidor pensa que eu fiz compras de R$ 500,00 nessa época, por exemplo, eu não fiz. Evitava qualquer compra que pudesse me gerar um custo maior ou equivalente a 3% por exemplo.

Isso era um preço alto para conseguir investir em ativos na bolsa de valores. Os investimentos também precisão seguir outras regras. Alias, adoro regras! Sempre gostei de elaborar controles, principalmente visando a alocação da minha carteira. Novamente estou saindo do foco de nosso artigo! Caramba! Em outro artigo vou abordar o assunto de alocação, podem ficar tranquilos!

Resumindo a minha ideia de valor mínimo para investimento na bolsa de valores. Desde que o investidor elabore um plano sólido de investimento, tente projetar gastos máximos com as aplicações.

Se você quer muito entrar na bolsa de valores, e compreende que existe uma possibilidade grande de conseguir um rendimento superior aos produtos de renda fixa, então veja um limite de corretagem para poder investir.

No meu caso foi 3% do valor investido. No seu, caro leitor, pode ser 5%, ou de repente a tolerância para compras seja menor, 2%, ou quem sabe 1%. Não fique pensando também que todas as instituições do mundo cobram R$ 15,00 por operação, na realidade existe uma grande diversidade de corretoras no Brasil, sendo possível encontrar algumas que dependendo do ativo, não chegam a nem cobrar a taxa de corretagem.

Novamente, para mais informações, destaco o nosso artigo sobre corretoras baratas!

Na próxima página (página 8/11): Horários de Negociação da Bovespa

  1. Sergio 27 de novembro de 2017 at 12:28

    Quando se coloca uma ordem de compra ou venda de ações, pode fazer o cancelamento desta ordem antes que ela seja concluída?

    1. Oliver Imhof 1 de dezembro de 2017 at 19:03

      Boa noite Sergio! Tudo bom? Sim, claro! Se a ordem ainda não foi executada e o ativo não veio parar na suas carteira, ou saiu dela, a ordem podem sim ser cancelada! Espero ter ajudado! Qualquer coisa estamos ai!

Deixe Um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *