O Que Fazer Quando Um Investimento Está Indo Bem? Fique Longe Dele!!

No começo, todos nós cometemos erros estúpidos e infantis. Esnobamos stops, ignoramos sinais de saída e ainda pior, inventamos desculpas para fazermos preço médio.

Mas depois de um tempo, acordamos pra realidade. Estudamos e treinamos bastante e aí, as coisas começam a funcionar.

E a frequência dos erros? Diminui.

O problema é que não existem só esses “erros de iniciante”. Um outro tipo de erro é aquele dos “traders recém vencedores”. Esses, em vez de perderem dinheiro em alguma operação, não perdem nada de seus capitais pois estão em operações vencedoras. Eles já estão fazendo dinheiro.

Porém, se lembram daqueles períodos ruins e ficam com medo de saírem do trade sem um lucro qualquer. Aí, vendem suas posições e tiram alguns trocados. Mas depois dessa venda (ou compra), o papel continua seguindo a mesma direção de antes. E os traders? Se arrependem.

Nesse momento, pensam naquele velho “axioma” da especulação:

“Corte suas perdas e deixe os seus lucros se acumularem.”

Agora, porque é tão difícil seguirmos corretamente a segunda parte dessa “filosofia”? Porque “dói” tanto? E mais importante, porque devemos fazê-lo?

Eu não tenho a mínima ideia.

🙁

FIM!

~.~.~

Bônus:

Quando Uma Ação se Comporta Normalmente

No ótimo livro “How to Trade in Stocks”, Jesse Livermore explica como uma ação costuma se comportar depois de uma compra no rompimento de uma nova máxima.

Algo mais ou menos assim:

Você compra um papel e, se tudo der certo, ele começará a subir. Porém, esse papel não irá de 50 até 70 com perfeição. Nada disso, existirão correções no meio do caminho. O ativo irá de 50 para 55, voltará para 52, subirá até 60, caíra mais um pouco e por aí vai.

O trade só deve ser terminado quando surgir algum sinal de perigo, como uma nova mínima ou o cruzamento de uma média móvel.

Porém, até que esse sinal de saída apareça, não temos como saber se os últimos “candles” representam uma simples correção comum ou infelizmente, o término do movimento. Por isso, se decidirmos “chutar” que o fim da tendência chegou mas estivermos errados e na verdade o que aconteceu foi apenas uma reação, ficaremos com nossos 4 reais de lucro enquanto o papel sobe ainda mais.

O fato é que só vamos descobrir a verdade de um trade “depois”.

O problema é que depois, quando o sinal der as caras, será provável que tenhamos perdido uma boa parte dos nossos lucros porque estávamos esperando para saber se o movimento iria continuar. Mas como não vamos descobrir isso na hora, muito menos com precisão, não podemos (nem devemos) fazer nada além de esperar.

Por isso, na maioria das vezes, vamos perder uma parte dos lucros no final.

É claro que existem aqueles traders que entram e saem várias vezes num mesmo movimento. Só que eles correm o gigantesco risco de fazerem vários trades e mesmo assim, não tirarem um mísero centavo da bolsa de valores. Como tem medo de perderem a “cobertura do bolo”, acabam operando demais e terminam na situação da qual eles estavam tentando evitar. A de sofrerem com perdas.

A Lição Mais Difícil

Copiada do ADVFN.com

É claro, não é nada fácil assistirmos nossos lucros desaparecerem diante dos nossos olhos só porque “racionalmente, não tem nada de errado ainda com esse ativo”. E quem lê essas palavras pode não achar que isso é tão difícil de ser feito, mas agora, dê uma olhada nesse gráfico aí de cima:

As médias móveis de valores 10 e 30 estão plotados no gráfico da ação PETR4. Como qualquer um pode perceber, a seta azul indica o preço máximo atingido pelo movimento, e o ponto vermelho indica onde as médias se cruzaram, indicando assim, o término do trade.

Mas preste atenção nesses pontos!

O Senhor Mercado ficou com uma boa parte dos lucros do trade!

Legal né?

Não!

Às vezes é muito frustrante, mas é assim que o jogo funciona.

Enquanto um ativo estiver “normal”, precisamos esperar, até torcer, por lucros maiores. Sairemos apenas quando surgir um sinal. Não importa se ele vier de uma MME, de um Stop ATR, ou do rompimento de uma LTA ou LTB. Devemos deixar os lucros crescerem, mesmo que isso signifique arriscar um pouco dos nossos lucros no papel.

No longo prazo, essa estratégia vale a pena.

Em muitos trades que tivermos vontade de realizar, se os deixarmos quietinhos, poderemos nos beneficiar muito depois. É possível que tudo dê errado e sintamos que o dinheiro foi pro lixo. Mas se sairmos cedo demais de uma operação que no futuro, teria gerado lucros fantásticos, iremos nos arrepender por um bom tempo. E nunca ficaremos ricos. 😛

O Bom Trader Fica com o “Grosso” do Trade!

Portanto amigo trader, você sabe que é preciso cortar suas perdas rapidamente, mas existe uma diferença grande entre perdas.

Se por um lado devemos sair voando de um trade ruim, do outro, somos obrigados a termos o bom senso de esperar por evidências que comprovem que o trade ficou realmente ruim. Às vezes apenas estamos com medo e não demos o espaço suficiente para o ativo se mover.

Outra coisa, um especulador que opera à favor da tendência sabe que a idéia de tentar aproveitar 100% de um movimento, é totalmente ilusória. Na maioria dos trades bem sucedidos, iremos realizar no máximo 70% desse movimento. Ocasionalmente, dá para tirarmos ainda mais, só que essas vezes não são tão comuns assim. Logo, devemos estar preparados para todos os tipos de possibilidades.

Para terminar, se você ficar com medo de perder o pico do monte everest e por isso, sair da aventura cedo demais, meus pêsames. É possível que você perceba depois que além de não ter conseguido acertar o pico do monte, perdeu o everest todo!

Aceite o fato de que seus lucros realizados serão menores do que aqueles das máximas dos papéis ou NUNCA se tornará um trend-follower bem sucedido (se você me acompanha a muito tempo, saiba que quase tudo faz parte dessa filosofia).



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


12 Comentários O Que Fazer Quando Um Investimento Está Indo Bem? Fique Longe Dele!!

  1. Gaspar

    Eu sei que você não gostar mas . . . realizações parciais podem ajudar a “relaxar” os nervos em caso de pânico.

    Vemos a situação; IFR hipercomprado/vendido, médias virando e sem seguida cruzando, candles andando lá por fora das bollinger, ai forma aquele martelo que mais parece uma marreta pelo tamanho do cabo, e o volume em 20% do normal.(exagero né ;P)

    Poxa! hehe realiza uma parte e deixa o resto ir pro pau . . . assim cobre os gastos operacionais mais um trocados 😀

    Posições pequenas não dá, mas nas com mais dígitos pode-se fazer um saída de 30-40% da posição para diminuir o risco.

    Ai caso a tendência continue é só esperar dar uma entrada e aumentar a posição.

    PS O que achaste das MME de 9??

    Abraço

    Responder
    1. Hugo

      Gaspar:

      As realizações parciais não fazem sentido para mim pelo seguinte motivo: se os seus lucros estiverem diminuindo mas não existirem sinais de perigo (saída), não tem o que fazer pois não tem NADA DE ERRADO com o papel. E quando tiver algo de errado, como um cruzamento de uma média móvel ou uma nova mínima, aí sim precisamos fazer alguma coisa. Só que, como Jesse Livermore diria: “Quando você quer sair, VOCÊ QUER SAIR!” No caso, a realização seria total e não parcial.

      Agora, sobre o seu exemplo: se as médias viraram e cruzaram, é pra sair de uma vez. Não justifica sair só um pouquinho quando o sinal está gritando para você: “Vaza daqui porra!” E outra, eu não sei se você apenas chutou essas coisas, mas se você estiver usando o IFR, as MMs, olhando candles, prestando atenção no volume e também nas bandas de bollinger, aí é coisa demais. Dá uma limpada nisso aeow!

      Por último, cuidado com essa de entrar e sair, mesmo que parcialmente. É possível operar um movimento inteiro e ainda perder dinheiro. E a sensação é horrível :S

      Ernesto:

      Fala Vasserstein!

      Eu li em algum lugar que um trader de qualidade é um ativo para qualquer corretora. Não entendo como algumas parecem apenas querer tirar todo o dinheiro de um cara aos pouquinhos quando eles poderiam receber comissões por vários anos.

      Middle-men… pufff 😛

      José Carlos:

      Eu também odeio esses candles enormes do fundo da alma. Mas com vários day-trades em 2008 com aquela volatilidade louca, acabei de acostumando. Na verdade, depois que o mercado acalmou, fiquei com uma sensação extremamente esquista, como os meses tivessem 60 dias, sei lá 😛

      De qualquer forma, não tem o que fazer. No momento que você colocou o trade, você aceitou o risco logo, o jeito é fazer tudo corretamente. BTW, recomendo Trading in the Zone, fala bem desse negócio de aceitar os riscos.

      João Paulo:

      Você tem razão, muitos traders fazem isso. Mas tem uma coisa, realizar os lucros cedo demais, quando funciona, é bom. Só que quando você começa a se livrar de um papel e ele começa a subir demais, o efeito psicológico não é de tranquilidade e sim, de frustração.

      É possível que essa frustração de deixar dinheiro na mesa seja até pior do que ficar com medo de deixar os seus lucros correrem. Porque no final, você poderá sofrer da mesma maneira e assim, erros provavelmente serão cometidos. Talvez a pressão seja igual, a única coisa que terá mudado é que de um jeito você ganha mais e de outro, ganha menos.

      Mas como eu não estive na sua situação, posso estar errado 😛


      Abraço,
      Hugo

      Responder
  2. José Carlos

    É… numa simulação que eu fiz eu perdi uma boa parte do lucro que teria se tivesse esperado algum sinal real de venda, porém aquele CANDLE GIGANTESCO DE BAIXA me assustou tanto que não suportei e sai. No entanto no outro dia a ação voltou pra tendência de alta e seguiu nela até alguns dias depois e eu diquei a ver navios. =(

    Responder
  3. João Paulo

    Devolver os lucros em alguns trades é o preço que temos que pagar para pegar tendências maiores em outros trades. Só que esse preço é baixo, pro ganho potencial que proporciona. O mais difícil é ter a disciplina para executar o trend following corretamente.

    Estatisticamente (no longo prazo) deixar o trade desenvolver sempre foi melhor que embolsar os lucros rapidamente. Se o trader não consegue esperar sua estratégia dar a saída e antecipa a mesma para embolsar os lucros (por nervosismo e com medo de devolver os ganhos), deve trocar de estratégia..

    Eu já trabalhei com realizações parciais (50% / 50%) no diário, por puro efeito “calmante”. Mas estatisticamente, juntando todas as operações dessa estratégia, se eu tivesse saído no alvo mais alto, teria ganhado mais. Porém, a ideia da época era tirar renda do mercado, e não acumular capital. Então a realização parcial me serviu bem, no caso.

    Já quem se propõe a seguir o trend following, deve estar buscando acumulação de capital (enriquecimento) no longo prazo, mas para isso é primordial respeitar as saídas mais longas. Minha opinião.

    Responder
  4. Gaspar

    Não uso todos os indicadores que citei não kkkkkkkkkk

    Não ia nem dar pra ver os candles com tanto treco 😛

    Mas como sou iniciante e estou vendo os senpais me dando uma referência diferente, vou ir repensando o assunto hehe.

    Responder
    1. Hugo

      Ahh bom! Mas vai saber né hahahah.

      BTW, eu nunca gostei de indicadores, como o IFR. Essas linhas com risquinhos estranhos definitivamente não fazem a minha cabeça :S

      Responder
  5. Gaspar

    Não uso o tempo todo não, mas tem uns setups que apontam entradas interessantes baseadas no IFR, bollinger também tem uma contra-tendência bem legal.

    As vezes tá meio tudo andando de lado e aparece uma entrada por um setup simples usando uma ferramenta dessas ai, no geral um Swinguizinho de leve.

    Uso mais pra isso mesmo.

    Responder
  6. Paulo

    Fala Hugo!
    Os comentários da galera nos seus posts tem crescido bastante. Enquanto lia tua postagem e depois lendo as réplicas dos outros pensei em bastante coisa pra falar, as vezes até fugindo do tema atual. E depois essas postagens fica “esquecidas” com o passar do tempo e dos novos posts. Será que não está na hora de ativar aquele “forum” Senhor Mercado que você já cogitou anteriormente? 🙂

    Bom, mas vamos ao que interessa:

    1) Também não gosto de realizar os lucros parcialmente. O Tharp no “Trade your way to financial freedom” diz que acredita não fazer sentido realizar parcialmente porque quando somos estopados no prejuízo, em geral nos primeiros dias de um trade ruim, realizamos 100% da posição no prejuízo. Se realizarmos os lucros parcialmente estaremos retalhando a posição vencedora e limitando o potencial de um trade excelente. Isso no longo prazo prejudica principalmente os trend-followers. Bom, é o que ele pensa, e eu concordo.

    3) Também não gosto de osciladores e os meus sistemas tendem a ser simples no conceito, porém exaustivamente testados. Gosto de programar e abuso disso pra obter confiabilidade “estatística” nos meus estudos. Aproveitando o gancho, posso recomendar o genial programa gratuito “R” para quem quiser aprender a fazer simulações com programação. Ele é um software voltado para quem lida com estatística, mas apresenta 1001 funcionalidades.
    http://www.r-project.org

    4) E por falar em simulação, você tem aí o “Beyond Technical Analyses” do Tushar Chandle? Tem uma parte que ele fala de gerar séries históricas de um suposto ativo no Excel. É realmente muito simples de se fazer.
    Coloquei no Excel essa semana e fiquei impressionado… mesmo com tudo sendo gerado de forma aleatória, uma vez após a outra as séries surgiram diante de mim e todas tinham o comportamento de um ativo real. Um bom analista técnico acharia de tudo lá: suportes, resistências, ilhas de congestão, engolfo disso e daquilo, quando na realidade não existia nenhuma psicologia de massa alí mas apenas a boa e velha aleatoriedade.
    Por essas e outras razões acredito cada vez menos em AT e mais no caos dos mercados.
    Você podia dedicar um post sobre isso. Ajudo se quiser, pois achei interessantíssimo.

    abraços
    Paulo Nogueira

    Responder
    1. Hugo

      Olá Paulo,

      1 (né?) – Estou estudando o fórum, honestamente acho que no final desse mês ou no começo do próximo, ele já estará de pé. Porém, nunca gerenciei um fórum antes então pode atrasar um pouquinho…

      2 – Acho que nenhum trend-follower clássico gosta de “sair aos pouquinhos”. Ou sai de uma vez na hora certa ou nem entra. Mas como eu disse no post sobre axiomas e suas exceções, vale o que servir para cada um. Se funcionar, tanto faz o que os outros pensam.

      3 (?) – Vixe! Simulações com programação? Você usou esse “R” para backtest? Muito complicado? Funciona legal? Precisa compilar? Nerd! Hehehe

      4 – Eu não conheço esse livro mas vou procurar. Agora, o Larry Williams já tinha falado disso, que em coisas não influenciadas por conceitos de procura e demanda, como jogadas de moeda, também existem padrões gráficos, de candles e por aí. Porém, como em muitas coisas estranhas no mundo, pode ser tudo apenas outra coincidência extremamente estranha. Mesmo porque não existe nada de aleatório nos mercados.

      Na verdade eu acredito que não existe nada de aleatório em lugar nenhum. Afinal, se uma moeda der “cara” mais do que der “coroa”, pode ser porque o vento estava 0,nada mais forte, ou porque tinha 0,menosnada de massa de um lado do que do outro lado da moeda. Ou um átomo preso de um dos lados e por aí vai. Se você for pensar, até que faz sentido. Porém, como eu não sou um especialista, melhor não viajar muito. Mesmo porque iria cair em papos existenciais sobre física quântica e esse é um post de trading (e sim, precisamos de um fórum).

      Talvez eu escreva sobre esse assunto da aleatoriedade dos mercados, das moedas e sei lá mais o que sim. Apesar de que provavelmente terminarei o post falando: “e é por isso que o position sizing é tão importante e a AT é apenas ok”.

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  7. Paulo

    Hugo,
    o R serve pra muitas coisas, mas basicamente ele resolve o problema se você aprender a linguagem dele da mesma forma como em qualquer outra linguagem de programação. E não precisa compilar os códigos dele não… rs

    Quanto à aleatoriedade dos mercados, eu acho que boa parte do movimento do mercado é sim de origem aleatória e não pode ser explicada. O ruído e a volatilidade principalmente.

    abs

    Responder
    1. Hugo

      Não pode ser explicada porque ninguém fica controlando o que cada trader individual faz. Se alguém fosse tão louco assim, existiram notícias do tipo:

      BLGA5 cai 3% porque o Seu João ficar chateado por levar um fora de sua namorada e vendeu 500 ações de raiva. Por outro lado, a Míriam se tornou uma milionária e decidiu vender mais 4300 ações para comprar um carro novo como comemoração. No meio da tarde o Sr. Soros comprou 100 ações para dar de presente para seu sobrinho mas isso não foi o suficiente para conter a queda causada pela venda de 83000 ações pelo mendigo Rasmelah, o bilionário que mora no esgoto. Foi por isso que a BLGA5 caiu.

      Continuo acreditando que não existe NADA aleatório em lugar algum. Pode até parecer mas na verdade apenas não podemos explicar. Acho que as pessoas desprezam o fator vento, direção da jogada e átomos de uma lado da moeda em jogos de cara ou coroa e coisas do tipo, se é que você me entende.

      Abraço,
      Hugo

      btw: pode ser também que eu não saiba o que “aleatório” significa realmente huehueha 😛

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *