5 Coisas a Fazer Quando a Bolsa de Valores Estiver Em Queda

A coisa mais fácil do mundo é investir quando o mercado está em alta. Você pode comprar um saco de merda e ainda assim aquilo vai fazer com que você ganhe uma nota preta.

Porém, quando o mercado resolve ficar ruim ou entrar em uma correção (como estamos vendo agora), fica mais difícil lucrar bem com as cotações de merda por aí.

Sendo assim, nesse post eu vou te dar 5 coisas que você pode (e deve) fazer quando o mercado está ruim e você não aguenta mais perder dinheiro (ou pelo menos, perder temporariamente com toda a volatilidade chata).

A primeira coisa a se fazer é…

1 – Certificar-se De Que Você Tem Uma Estratégia Decente e Realmente Completa!

Uma estratégia completa não é uma média móvel com 20/80 períodos.

Uma estratégia completa não é donchian com 60/60 na escala mensal.

Uma estratégia completa é composta de 5 elementos:

  • A ferramenta técnica de análise técnica;
  • O sistema de gestão do dinheiro (position sizing);
  • A escolha da escala temporal mais adequada;
  • A escolha do tipo de ativo adequado;
  • Um edge muito bem definido.

Mas não!

Tem gente que ignora esses detalhes.

O que se vê na internet é o cara que conhece apenas a análise técnica, algumas poucas ferramentas e gosta de usar uma aqui, outra ali e fica variando o tempo todo sem nenhum tipo de controle.

Obviamente isso nunca vai funcionar, mas mesmo quando funciona, o fato do cara não ter uma estratégia de gestão do dinheiro (ou seja, quanto ele arrisca por trade, qual capital ele vai perder se for stopado e tudo o mais), faz com que ele invista de forma totalmente relaxada. Ele coloca R$1000 aqui, R$5000 ali sem nenhum tipo de lógica, indo completamente no feeling.

Falando no feeling, outra coisa que acontece é que muita gente faz day trade, swing trades e positions, sei lá mais o quê ao mesmo tempo. Tem muitos que fazem trades e investem com análise fundamentalista ao mesmo tempo. Olha que eu não tô falando de um pouco do capital para análise técnica e outra para a análise fundamentalista, mas tudo misturado. Se o trade não parece interessante, mas como investimento parece, o cara vai do mesmo jeito!

Também vai do mesmo jeito não importa se for uma ação small cap, uma mid ou blue chip, opções, futuros, forex ou sei lá mais o quê. Muitos vêem ativos diferentes como se fossem iguais, como se você não precisasse de variações técnicas muito específicas para cada tipo de ativo para maximizar os seus resultados nesses ativos.

Em outras palavras, a maioria das pessoas não tem um edge ao operar. Eles não tem uma base estatística (literalmente, estatística mesmo, dos trades e tudo) para saber se o que eles estão fazendo tem possibilidade de funcionar ou não. A maioria vai apenas pelos achismos ou pelo que algum analista fala, ou povo do fórum sei lá.

Obviamente, todas essas pessoas sempre se ferram no final e viram estatística das corretoras.

2 – Ler Com Urgência Livros de Psicologia do Trading (como Trading in The Zone do Mark Douglas)!

Por outro lado…

E se você já sabe disso tudo o que eu te falei?

E se você já tem uma estratégia válida, com edge e tudo o mais e sabe que com o tempo você tem a tendência de ganhar muito dinheiro, mas mesmo assim você simplesmente está perdendo a fé no sistema ao ver o seu dinheiro diminuir a cada dia mais?

Nesse caso você precisa reforçar todas as suas crenças sobre sistemas da bolsa de valores. Em outras palavras, você precisa estudar mais sobre a psicologia da bolsa de valores para entender toda a lógica por trás dos sistemas, números e afins para ter força para continuar operando e com isso, tirar aqueles lucros inevitáveis.

Em livros como Trading in The Zone do Mark Douglas, você aprende histórias como aquela do menino que é atacado por um cachorro, fica traumatizado e precisa se expor novamente aos cachorros para entender que nem todos os cachorros atacam. Com isso você aprende que só porque você teve sei lá, 5 perdas seguidas, não significa que o sexto trade será um perdedor.

Um outro livro muito bom é o Way of the Turtle do Curtis Faith. Em um caso clássico do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” (porque o cara se ferrou todo na vida depois por vários motivos), Curtis explica porque é tão importante seguir um sistema mesmo quando as coisas estão indo mal.

Então se as coisas estão indo mal e você está com dificuldades de se manter na estratégia, esses livros são o que você precisa!

3 – Diminuir o Risco Dos Seus Trades!

Agora…

Se você tem a estratégia…

Se você tem também a base psicológica…

Mas ainda assim está difícil controlar as emoções como o medo, aí não tem jeito, o ideal é simplesmente diminuir o risco dos seus trades!

Na prática, ao invés de arriscar 2% por trade, por exemplo, você pode continuar com 1% ou até 0,5% só para não deixar de operar e com isso, perder a confiança de vez. É mil vezes melhor arriscar pouco e ganhar pouco do que arriscar se queimar e desistir dos mercados para sempre.

Se você não usa números fixos de risco nos trades, você pode também aplicar menos do que você costuma aplicar. Metade? Um quarto? Não importa! Importa que você continue operando, nem que seja muito, muito pequeno.

O maior risco aqui não é nem perder dinheiro, mas perder a fé na bolsa e desistir de operar. Então se o custo de continuar operando é ter umas posições nanicas que não vão fazer nada se você tiver lucro e não vão doer nada se você tiver prejuízo, então esse custo é muito baixo.

Aqui vale aquele ditado:

Devagar e sempre é melhor do que parado.

4 – Apertar os Seus Stops Considerando a Escala Anterior!

Modo pânico!

Você não consegue pensar, não consegue raciocinar, só sente medo, frustração e raiva!

O quê fazer?

Vender tudo, sair?

Talvez!

Mas uma outra alternativa é simplesmente subir os seus stops de forma racional.

O melhor modo de fazer isso é diminuindo a escala na qual você opera para “converter” um trade de uma escala maior para um trade de uma escala menor.

Então por exemplo, se você está na escala semanal e o stop está em R$20 devido ao preço de uma média móvel ou um canal de donchian ou sabe-se lá o quê, você pode ver o gráfico na escala diária e colocar o stop de acordo com essa escala. Talvez não esteja em R$20, talvez esteja em R$23 e subindo o stop dessa forma, você converte o seu trade e se protege.

Note que fazendo isso você foge da ideia de qualquer sistema e não tem uma base estatística provando que isso vai ser realmente melhor no longo, loooongo prazo. Mas no médio prazo e, principalmente, no curto, vai te dar a tranquilidade para continuar.

5 – Criar e/ou Equilibrar a Sua Carteira de Investimentos!

Você é um trader, opera uma coisa só e não tem uma carteira de investimentos?

Então você é LOUCO!!

Quem opera desse jeito terá uma curva de crescimento de capital parecida com a de uma montanha russa, ou seja, sobe muito rápido, cai muito rápido e de um ponto de vista psicológico, é tão estressante, mas tão estressante, que ninguém aguenta isso no longo prazo.

Um bom trader opera um ou alguns mercados e quando esses mercados estão indo mal, ele tem todos os seus outros investimentos rendendo muito bem do mesmo jeito, fazendo com que o trader tenha lucros mesmo que a bolsa esteja ruim e tenha tranquilidade mesmo que o país esteja mergulhado em uma crise.

Novamente, se você não tem uma carteira de investimentos, você é louco e honestamente? Não pode ser chamado de um trader sério.

É como dizia aquele velho trader do Memórias de um Operador da Bolsa do Edwin Lefèvre:

Existem traders arrojados e traders velhos, mas não existem traders arrojados e velhos!

Em outras palavras, quem está no jogo para ganhar no longo prazo NUNCA se contenta em operar uma coisa só porque sabe que isso é uma total e completa loucura. Quem está no jogo para ganhar tem uma carteira de investimentos completa e quando a bolsa de valores está indo mal, esse trader não sente nada porque ele continua ganhando dinheiro do mesmo jeito.

De todas as dicas desse artigo, essa é de longe a mais importante. Então se você só pensou em operar uma coisa e nunca teve a intenção de possuir uma carteira completa, é hora de começar a pensar nisso o mais rápido possível.

Se você não sabe como e talvez nem entenda porque uma carteira de investimentos é tão importante, não se preocupe porque no próximo artigo eu vou falar mais sobre isso. 😉



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.