Análise do Curso “Segredos do Tesouro Direto” de André Fogaça

Se tem uma coisa que muita gente tem interesse nos dias de hoje é o Tesouro Direto, o investimento de renda fixa criado pelo Tesouro Nacional e destinado ao investidor comum.

Muita gente quer saber desse investimento e por isso, é natural que surjam muitas informações e até cursos sobre ele.

Por isso eu fiz uma avaliação de um dos cursos mais populares, o “Segredos do Tesouro Direto”, feito pelo André Fogaça do GuiaInvest, um curso separado em dez lições, cada uma explicando com detalhes funcionamento do Tesouro Direto.

Porém, como tudo que se vê na internet, sempre fica a pergunta:

Mas será que o curso é realmente bom?

É o que vamos ver nesse post.

Como é o Curso?

Assim que o aluno faz o login o mesmo tem acesso ao curso de maneira integral. As lições estão disponibilizadas e devidamente separadas. Dessa forma o aluno pode ver uma aula novamente, caso o assunto não tenha sido entendido. Além do curso, o aluno vai poder conferir os principais conteúdos do curso, além de várias outras informações que ficam no meio da página.

A interface inicial, ou melhor, a página onde o aluno vai ter acesso aos conteúdos do curso, é bem intuitiva e simplesmente não existe muita coisa para tirar atenção do investidor, coisa que facilita bastante, tendo uma guia ao lado esquerdo da tela, onde o aluno poderá selecionar qual lição deseja ver.

A duração de cada lição pode variar dos 15 até os 30 minutos. De modo geral, o curso traz muito conteúdo, de maneira bem simples, e de fácil entendimento.

Em minha avaliação, essa acessibilidade beneficia muito os iniciantes no Tesouro Direto. Querendo ou não o mercado está cheio de material sobre o Tesouro Direto, mas nas mãos do André Fogaça, investir em títulos públicos, se tornou algo mais fácil.

Para os investidores mais experientes, que já entendem o funcionamento das letras, o curso pode trazer uma ou outra informação relevante, portanto não acredito que seja interessante para essas pessoas em específico.

Existem porém, os investidores que estão começando, pessoas sem muito conhecimento sobre o funcionamento dos títulos, então acredito que o curso seja especialmente bom para eles.

Enfim…

Os 10 vídeos produzidos pelo GuiaInvest não contam com uma grande produção. Não espere ver o próprio André explicando cada ponto do Tesouro Direto, e muito menos, ver efeitos na tela, mostrando figuras ou palavras em destaque.

Ou seja, o curso é baseado em um PowerPoint (acredito) onde o André traz suas explicações de maneira pausada e de fácil entendimento. Em minha opinião, o mais importante desse curso está relacionado ao entendimento e é claro, o conteúdo!

Novamente, o curso é voltado a um público iniciante, se você já é rodado em papéis do tesouro, e espera receber alguma informação que mude suas ideias, não adquira o curso, provavelmente você irá se frustrar.

O que podemos falar sobre os Segredos do Tesouro Direto? A grosso modo, é um curso bem completo, sem dúvidas! Trazendo muitas informações relevantes aos investidores!

Qual é o conteúdo do curso?

Agora vamos explorar um pouco sobre cada uma das lições de “Os Segredos do Tesouro Direto” para você ter uma noção do conteúdo do curso.

Os primeiros 30 minutos, ou a primeira lição do curso explica o que é o Tesouro Direto? Antes de começar a mergulhar no mundo das corretoras e das vantagens que cada uma oferece,  o GuiaInvest resolveu explicar de maneira bem fácil a função e os benefícios que investir no Tesouro Direto podem trazer.

Para aqueles que já conhecem o Tesouro Direto, ou até mesmo já investem no programa de investimentos do governo federal, a primeira parte pode perecer um pouco desinteressante, pois está mais voltada aos investidores que querem conhecer:

  • Qual é a função que as letras do Tesouro desenvolvem no governo;
  • Os custos envolvidos nas operações desses investimentos;
  • Os benefícios inerentes à aplicação, dentre outras coisas.

Enfim, a lição número um do curso é muito bem explicada e os investidores iniciantes, que estão querendo saber mais sobre o Tesouro Direto antes de começar a investir, vão encontrar no curso Segredos do Tesouro Direto suas respostas aos seus anseios.

Na segunda lição do curso, o aluno vai aprender as características de cada título do Tesouro Direto. Depois de passar por uma introdução bem interessante (para iniciantes), chegou a hora de conhecer os tipos de letras.

Ao iniciar os seus investimentos, o investidor terá algumas opções de letras do tesouro para adquirir. Nessa parte do curso, o autor vai explicar com detalhes cada letra que o programa de investimento federal possui, ou seja, LTN’s, NTNB’s, NTNB Principal, LFT etc.

Novamente, para aqueles investidores que já conhecem e já investem no Tesouro Direto, essa lição pode apresentar pouco conteúdo novo.

Porém, aqueles que estão entrando em contato com o Tesouro Direto pela primeira vez precisam prestar bastante atenção nessa parte! Falo isso devido a importância mesmo.

Conhecer os tipos de letras é fundamental. Não só porque o rendimento possa estar vinculado de maneira diferente em cada uma, mas porque as funcionalidades e características de tais letras podem ser bem diferentes.

Na lição três, o investidor vai entrar em contato com as despesas e custos vinculados ao investir no Tesouro Direto.

Lição que definitivamente é muito importante. Uma das coisas que mais pode prejudicar o seus ganhos, quando falamos de investimentos, principalmente os de renda fixa, está vinculado a taxas administrativas e operacionais.

Hoje é bem difícil observar corretoras e outras instituições que vão cobrar uma corretagem ou qualquer outro tipo de taxa na hora da aquisição ou venda de um titulo.

Lógico, pressupondo que o investidor irá permanecer investido em tal papel até a data de vencimento. No Tesouro Direto não existe cobranças de corretagem na hora do resgate e tão pouco na compra.

Através dessa lição, o investidor vai começar a prestar mais atenção nas despesas variáveis que podem incidir em seus investimentos.

Acredito que até os investidores mais experientes possam dar um pouco mais de atenção nessa parte do curso! Querendo ou não, os custos vinculados a nossos investimentos acabam abatendo parte de nossos rendimentos.

Ou seja, se você recebe um rendimento de 10% ao ano, mas paga 1% em despesas administrativas, no final das contas vai acabar acumulando um rendimento de 9% (fazendo uma conta burra, só para expor a minha ideia).

Agora, se você conseguir se isentar de tal taxa, o seu rendimento será maior, mesmo tendo a mesma remuneração, correto? Nesse lição, você vai receber ótimas dicas sobre!

Sem esquecer na tributação que incide sobre as letras do Tesouro! A tributação é algo muito importante, uma vez que os impostos também vão “comer” um pedaço substancial de seus rendimentos.

Nas lições quatro, cinco e sete, o investidor vai aprender como iniciar os seus investimentos, além dos detalhes operacionais de compra e venda dos títulos. Essas três lições são bem importantes, uma vez que se tratam da prática!

Uma das maiores dificuldades encontrada por investidores iniciantes está relacionada a abertura de conta na corretora, a compreensão das transferências e dos custos relacionados as operações.

Sobre a lição seis, o investidor vai aprender a escolher qual letra do tesouro investir e é claro, para melhorar o desempenho de sua carteira, o investidor vai precisar avaliar bem quais papéis investir!

Essa lição é bem relevante porque na hora de aplicar, você vai começar a compreender todos os aspectos que envolvem o Tesouro Direto.

Além dos detalhes redirecionados ao mercado temos as expectativas com a economia, taxa de juro, inflação e outros fatores que podem influenciar na tomada de decisão.

Comprando os títulos do Tesouro Direto o investidor vai começar a entender um pouco mais dessas particularidades do mercado.

O curso também faz menção a estratégias aos investidores que querem construir uma aposentadoria através do Tesouro Direto, o que é possível fazer pelo programa de investimentos federal.

De qualquer forma, continuando…

Na lição oito e nove o autor fala com detalhes sobre a formação dos preços dos títulos públicos! Essa lição, em minha opinião é uma das mais importantes, se não a mais!

Aqui que mora o perigo a respeito dos títulos públicos! A formação dos preços pode ser algo bem complexo, que a primeira vista, é difícil de entender.

Recomendo para as pessoas que forem adquirir “Os Segredos do Tesouro Direto”, prestar bastante atenção nessa parte, e se for preciso, ver ela mais do que uma vez.

Essa lição é ótima, tanto para os iniciantes quanto para os mais experientes no Tesouro Direto. Se for preciso, reveja essas lições mais do que uma vez!

É imprescindível ter conhecimento sobre a variação dos preços dos títulos públicos! Através dessas oscilações, os investidores podem conseguir desempenhos acima da média, inclusive com ganhos maiores dos que os da bolsa de valores (mas só se você for beeeem fera mesmo).

Na última lição, a dez, o investidor vai aprender sobre estratégias na hora de investir nos títulos públicos.

Uma das estratégias mostradas pelo autor está relacionado a geração de renda. Quem não gostaria de contar com um “pinga-pinga” na conta?

Para qualquer tipo de investimento que fazemos, precisamos ter uma estratégia bem elaborada. Nada mais natural que pensar em meios de conseguir um desempenho maior ou até mais liquidez com os títulos do tesouro.

Vantagens e Desvantagens do Curso

Bem, o André fala com detalhes sobre cada aspecto do Tesouro Direto, inclusive trazendo detalhes técnicos sobre alguma coisas que acontecem com os títulos.

Além disso…

Vantagens:

  • Uma das grandes vantagens do curso é a sua maneira de explicar cada detalhe e cada característica do Tesouro de maneira bem calma e pausada, o que facilita muito o entendimento.
  • O PowerPoint utilizado para apresentar o curso é um ótimo recurso porque a gente consegue acompanhar cada explicação e ideia do autor na tela, o que também facilita o entendimento e também, a memorização dos ensinamentos.
  • Outro fato importante está relacionado a confiabilidade do conteúdo porque o curso de André Fogaça está de acordo com o Tesouro Direto que temos no mercado de hoje e não do ano passado ou antes disso.

Ou seja, o curso é bom e funciona.

Porém, precisamos tomar cuidado com a interpretação que fazemos dele.

O curso não é perfeito e possui alguns defeitos, como por exemplo…

Desvantagens:

  • Confesso que gostaria que o André aparecesse, usasse efeitos visuais para destacar palavras e até imagens na hora de apresentar o conteúdo do curso (não o tempo todo, mas de vez em quando seria legal).
  • O conteúdo é apresentando em um PowerPoint muito bem feito, mas sem nada de mais e com a narração do autor no fundo (ou seja, assim como o primeiro item, o curso poderia ser visualmente mais interessante).
  • Existem certos detalhes que o autor não menciona, como por exemplo, na lição do funcionamento do Tesouro Direto, ele fala da liquidez diária, mas não menciona que em finais de semana e feriados o programa do Tesouro não funciona.

Além disso, de vez em quando o André acaba se atrapalhando em uma ou outra fala no curso, não chega a ser uma desvantagem (pelo menos não para mim) e na vida real todo mundo se atrapalha, mas aqueles que forem mais “grammar nazi” podem se incomodar.

Se bem que esses se incomodariam até com o ar que respiram se eles morassem nos Alpes Suíços, então não conta. 😛

Para terminar, não havia a necessidade de fazer uma introdução com aproximadamente 30 minutos de duração. Existe toda uma abordagem de exemplo e o que podemos fazer ao investir no Tesouro Direto, mas mesmo assim acredito que poderia ter levado menos tempo.

Veredito do Curso!

Alguns investidores mais avançados podem achar o “Segredos do Tesouro Direto” do GuiaInvest um pouco lento, com uma narrativa meio pausada, mas os iniciantes provavelmente verão isso como uma vantagem, afinal, eles estão no começo.

Mesmo assim, o curso não é exatamente só para iniciantes.

O Guiainvest fala desde assuntos básicos, mais muito básicos mesmo sobre o Tesouro Direto, até a relação do valor de mercado com os preços dos títulos, coisa bem complexa que até para investidores mais experientes pode ser complexo de assimilar.

Em outras palavras, o iniciante irá gostar muito do curso, que vai ficando cada vez mais complexo.

Já o investidor experiente não verá nada de novo no começo, mas conforme o curso for avançado, irá aprender coisas muito complexas e interessantes que ele provavelmente não sabe.

Sendo assim, eu recomendo o “Segredos do Tesouro Direto” para todos os investidores, apesar de que os iniciantes provavelmente irão aproveitar um pouco mais o material. 😉

Se você tiver interesse nesse curso, você o encontra neste link AQUI.

Já investe nos Títulos do Tesouro? Tem alguma pergunta? Então comente! 🙂



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *