Os Axiomas de Moyamba: Homem Que é Homem Não Usa Stop!

Eles dizem que…

O uso do famoso stop, seja ele de compra ou de venda é totalmente desnecessário pois você pode sempre entrar ou sair na hora que quiser. A atitude de usar um treco robótico que faz suas vontades só pode ser sinal de uma entre duas coisas: ou você tem a preguiça de uma maria-mole ou uma total ausência de bagos.

Pois é…

Será que esse também é um conselho idiota?

É o que a gente vai descobrir nesse novo capítulo dos “Axiomas de Moyamba”!

Um Bom Conselho Só Para Bilionários

“Ahh, obrigado! Eu não tinha ouvido essa 50 mil vezes antes!”

Sim, é óbvio, você pode entrar ou sair sempre que desejar, contanto que tenha os nervos sob controle e uma disciplina digna de um monge budista.

É claro que se você tiver tanto dinheiro, mas tanto dinheiro que consegue influenciar fortemente os preços de algum ativo, talvez seja melhor e mais sensato, deixar o stop de lado e ficar atento apenas nas variações e no volume e não deixar nada completamente automatizado já que não é possível usar um stop alien baseado tanto nos preços como no volume.

Porém isso é apenas um mísero detalhe, já que não deve ter nenhum bilionário lendo isso e essa idéia só poderia servir, talvez, se você tivesse um capital monstro, totalmente Godzilla, grande, gordo e pesado. Como esse fundos gigantes por aí.

Porém se você não for um George Soros ou qualquer um limitado pela liquidez dos mercados, não há motivo algum para rejeitar o uso do stop, e tal atitude seria de uma estupidez absurda, principalmente se você for um iniciante.

Porque Não Usar Stop é Suicídio Econômico

Como já comentei anteriormente, o stop te protege de suas próprias emoções, ou seja, ele te impede de fazer merda, ele é o seu salva vidas, ou de uma forma mais colorida, um anjo-da-guarda automático.

Agora imagine, por exemplo, que você se interesse por uma ação chamada BLGA5, que costumava passear alegremente entre a faixa de preços de 26-30 reais. Algo acontece e a BLGA5 rompe a resistência, você é comprado automaticamente e tem um preço médio de 30 reais e 21 centavos.

Então você decide que o melhor a se fazer é abandonar o navio caso a BLGA5 caia de volta para 29.68, ou seja, se voltar para a faixa de preços anterior, ou “caixa” como diria Nicholas Darvas. Agora você tem um compromisso, o de vender todas suas BLGA5 se elas chegarem em 29.68.

Sobre o possível lucro? Sabemos que eles cuidam deles mesmos, perdas não.

Ok, it’s showtime! Seu trade começa ok, chega em 31 reais, mas decide parar por aí mesmo e ficar passeando na faixa de 30 até 31, sempre raspando o topo e o fundo. Você tem fortes convicções de que o papel deve subir muito mais, até uns 40!

Porém ele começa a cair, chega em 29.75, bem perto do seu “stop paraguaio”, então cai mais e fica em 29.70. Mas agora você não se conforma!

Você pensa:

Que droga, se eu tivesse vendido quando estava em 31! Mas tudo bem porque eu tenho certeza de que vai subir!

Finalmente o limite é atingido, 29.60, hora de vender, mas você não consegue, vender agora seria admitir a derrota, ser obrigado a aceitar a perda e pior, ter seu ego estapeado, porque, saindo agora, seria a maior prova de que você, meu amigo, está errado e é hora de desistir…

…ou não!!

Claro, podemos sempre usar aquela velha história ridícula e estúpida da esperança! Sim! Olha só! Eu tenho uma ideia! Funciona sempre! Então, que tal, você ficar olhando para o gráfico e torcer muito, com muita fé em Deus, que tudo voltará ao normal? Claro! Isso SÓ PODE funcionar, né? Né?

Quando você acordar pra realidade, seus simpáticos lotes de BLGA5 estarão, assim como o pateticamente fragilizado ego, valendo metade do que valiam antes. Há-Há-Há. Legal uh? Você não acreditou que o mercado iria perdoar a sua ignorância e falta de controle emocional só por se tratar de “você”, achou? Coitadinho… se tivesse pelo menos usado o stop…

Porque o Stop Loss é o Seu “Anjo-da-Guarda”

Pra evitar situação extremamente comuns e clichês como essa acima descrita, podemos e devemos fazer duas coisas, a primeira é trabalhar nosso lado emo, escreverei sobre isso mais pra frente, a segunda, duuuuh, é usar a porra do stop!

Sim, já mencionei algumas vezes que o stop representa o seu lado racional.

Porquê? Simples, antes do trade ser iniciado você pensou e colocou o stop em um lugar, e se você o pois lá, (a não ser que você não saiba usar o stop) deve ter sido por um ótimo motivo. Quando o trade começa, você corre o risco de ficar idiotamente emo e se encontrar petrificado diante de uma situação tensa como a do exemplo.

Logo, use o stop, não custa nada, é fácil, é uma ferramente maravilhosa e mesmo que suas emoções sejam quase inexistentes, que você seja uma pedra, não justifica não usar o stop.

Nunca confie demais em si mesmo, você pode saber (ou achar) que é o melhor motorista de todos os tempos mas mesmo assim você não iria dispensar os freios ABS e os air-bags. É fundamental saber que as ordens stop te protegem de você mesmo, portanto, reconheça que você é humano, logo, está sujeito a erros humanos, então não seja um imbecil e use a porra do stop, ou não faça nada, reze e se arrependa depois. A escolha é sua.

E você? Já cometeu “crimes de stop”, como tirá-lo de uma operação? Conte qual foi o resultado!



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


6 Comentários Os Axiomas de Moyamba: Homem Que é Homem Não Usa Stop!

  1. joao freitas

    Se os grandes fundos aplicam bilhões de reais, não usam stops, e nem teriam como vender milhões de ações em pouco espaço de tempo, porque um pequeno investidor, iria se preocupar com stop… stop é cultura de corretora para ganhar dinheiro, senão elas simplesmente não existiram… embora eu reconheça ser necessário para que haja liquidez, mas quando compro uma ação, compro uma empresa, não cotação. E o mercado uma dia reconhecerá o devido valor desta empresa.

    Responder
    1. Hugo

      “E o mercado uma dia reconhecerá o devido valor desta empresa…”

      …,quando os fundamentalistas e os técnicos já estiverem comprados bem antes do típico apostador do mercado perceber alguma coisa, quando normalmente nem vale mais a pena.

      Pelo menos para os Warren Buffetts da vida, que só compram pechinchas, ou negócios ainda muito promissores, como a Coca-Cola. Mas não sei muito, nunca gostei muito de Análise Fundamentalista 😛

      De qualquer forma usar stop na técnica é questão de bom senso, na fundamentalista seria idiota e contraditório.

      Responder
  2. Eduardo

    Essas coisas só são úteis para day trade,quem fica comprando e vendendo na mesma hora,qualquer pessoa que estudou a empresa antes de comprar (leu os balanço e dre pelo menos. ..)sabe das flutuações do preço da ação,quem fez a lição de casa sabe que o quando uma ação cai horrores é o momento que muitos “analiticos” cegos se desesperam e poucos espertos lucram

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *