O Que é Melhor : Operar Contra ou à Favor da Tendência?

Era uma vez um trader que precisava decidir como operar. Não sabia escolher entre um sistema contra a tendência, um típico “compre no suporte e venda na resistência”, ou um à favor da tendência, um clássico trend-following.

Como decidir?

Qual desses métodos é o melhor? Qual é mais lucrativo? E mais importante, será que tem como explicar tudo isso de uma forma mais besta e com mais desenhos do que o normal?

A resposta para todas essas grandes dúvidas do operador iniciante é sim! Quero dizer, pelo menos para a última questão, já que responder “sim” para as primeiras não faria sentido… falta de nexo e tal…

Entrevista Com Um Grande Trader!

Em vez de dar as respostas de bandeja, convidei um famoso trader para fazer isso no meu lugar:

Arfídise Ar Réva fez seu primeiro milhão na Bovespa em 1989 operando opções da Petrobras. Perdeu tudo depois. Mas aprendeu com seus erros e hoje é um bem sucedido operador do simulador da BM&F!

E agora, sem mais delongas, Arfídise!

Senhor Mercado: Quais são os fatores mais importantes que os traders n00bs precisam levar em conta ao escolher um sistema de trading?

Arfídise Ar Réva: Eu não sei.

SM: …

Arfídise: Um especulador meio lerdo, às vezes…

AAR: Pra variar, a escolha depende do estilo do operador.

Às vezes um trader prefere operar contra a tendência e tem resultados muito bons. Mas se você obrigá-lo a negociar de uma forma que ele simplesmente não gosta, talvez seus resultados sejam ruins, mesmo depois de passar por uma nova fase de adaptação com o novo sistema.

Outros se dão bem com qualquer tipo de sistema e é claro, existem aqueles que não deveriam nem considerar a idéia de pensar na possibilidade de talvez operar.

SM: Não ajudou muito… então, hmm, quais são as diferenças mais marcantes entre os dois tipos?

AAR: Um sistema contra a tendência permite stops bem mais curtos. Você descobre logo se o seu trade não está funcionando e então perde menos. Porém, você pode ser stopado muitas vezes seguidas, às vezes mais do que se estivesse seguindo a tendência num mercado lateral cheio de falsos rompimentos.

Já os trend-followers operam menos e por isso gastam pouco com corretagem. E quando suas ordens stop são executadas, nem sempre perdem o total arriscado no trade..

SM: Uh? Como assim não são stopados no total arriscado?

AAR: Por exemplo, se um counter-trend trader arrisca 1% numa operação, ele provavelmente perderá todo o 1% se for stopado. Esse operador esperava uma mudança de tendência que não veio, portanto, como a operação nem começou a ir na direção desejada, não teve como subir o stop, logo, o prejuízo é total.

Porém aqueles que operam a favor da tendência costumam perder menos num stop-loss, como 0,8%, 0,5% e etc. Isso acontece porque é muito comum o trade funcionar pelo menos por um tempo antes de falhar, e esse tempinho costuma ser o suficiente para subir o stop de forma racional (principalmente se for um stop ATR) para diminuir os eventuais prejuízos.

Aí sobra mais para comprar bling!

SM: Zzzzzz… uh? Ahh, sim! E qual dos dois dá mais dinheiro?

AAR: Os dois sistemas funcionam bem, mas cada um tem sua “especialidade” por assim dizer.

Se em um mercado qualquer a tendência for lateral, sistemas contra a tendência funcionarão melhor pois os suportes e resistências estarão mais fortes. Num mercado assim, os falsos rompimentos atrapalharão bastante os que operam a favor da tendência, eles serão stopados várias vezes. Porém quando as coisas começarem a andar, esses ganharão muito ao passo que os counter-trend traders serão stopados sem dó.

SM: Trader Arfídise, muito obrigado pelas respostas! E só para completar, como é que você conseguiu perder 1 milhão de reais operando opções na Bovespa?

AAR: Eu só queria saber o que acontecia com as opções depois da expiração…

SM: O que acontece?

AAR: Elas vão pro saco e você perde tudo!

SM:

AAR: …

SM: Obrigado pela entrevista!

AAR: É nóis!

Escolhendo Entre Trend ou Counter-Trend, o Teste!

“Eu não tenho a mínima ideia do que eu estou fazendo.”

Depois desta incrível e esclarecedora entrevista, apresento um simples teste baseado em conceitos de análise técnica. Basta seguir as duas instruções de forma honesta e no final, você terá uma ideia melhor de qual tipo de sistema de trading poderá ser mais confortável para operar.

Vamos começar!

1 – Observe o gráfico intra-day de uma ação real da Bovespa, a BLGA5.

Preste atenção e então pense: “Ao olhar este gráfico, o que eu tenho vontade de fazer?”.

Quando souber, prossiga com o teste.

2 – Agora você precisará comparar este gráfico mental com os que eu preparei abaixo:

A –


Se notou vários pontos de compra em suportes e vendas em resistências, talvez você prefira operar um sistema contra a tendência.

Como disse Arfídise, tais sistemas oferecem várias oportunidades de trades de curta duração. Por isso os custos podem ser altos devido à frequência de ordens executadas. Também é aconselhável o trader ter um objetivo (target) na operação e não tentar ir “até onde dá!” para não arriscar o que já ganhou.

Estes sistemas são mais eficientes em mercados laterais.

B –

Se ao invés de avistar boas oportunidades de trades, você viu apenas o irrelevante barulho do mercado, talvez um sistema a favor da tendência seja a melhor escolha.

No exemplo, deve-se comprar apenas se a resistência (linha verde) for rompida ou vender se o suporte (linha vermelha) for rompido. Se preferir operar no curto prazo, considere esta “linha invisível” no meio do gráfico (trend-followers sabem qual). Ela oferece duas oportunidades de trades ligeiros.

C –


Se sua análise técnica for um desenho de um papai e seu filhinho montanha brincando de pipa num dia ensolarado, existem duas possibilidades.

  • Você tem algum problema mental. Apesar de que muitos traders tem problemas mentais, acredite se quiser, a maioria deles não faz dinheiro!
  • Talvez seu desejo seja o de investir em ações utilizando análise fundamentalista sem nem olhar para um gráfico, como faz o Warren Buffett. Nesse caso, você está no post errado!

Conclusão

Chegamos a uma resposta previsível, o melhor sistema é:

Depende dos gostos do operador e das condições do mercado.

Tanto faz se você gosta mais de um sistema counter-trend ou de um trend-following, é possível fazer dinheiro com os dois. O importante é operar de uma forma que seja compatível com a sua personalidade.

E é claro, se esta forma não for a mais adequada às condições do mercado no momento e o você for péssimo com outro tipo de sistema, NÃO INVENTE! Melhor ficar longe do mercado ou fazer como os grandes traders, ou seja, diminua drasticamente suas posições até que as condições mudem. Aí então você poderá voltar a operar como sempre fez.



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!
(e-Book 100% Grátis!)

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Qual é o "fator não tão secreto assim" que acelera a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


11 Comentários O Que é Melhor : Operar Contra ou à Favor da Tendência?

  1. Sobrinho

    Olá, To aqui quebrando a cabeça para saber como vou entrar na bolsa de valores com 5mil reais…

    TOV + Trend-Following + operar pouco + regra dos 2% = 51… uma boa idéia??

    Responder
  2. Sobrinho

    ou eh melhor eu n beber dessa 51 e esperar chegar aos 20mil para começar…

    sinceramente fico desconfiado de coisa muito barata, da uma opiniao tb sobre corretoras, relata sua experiencia 🙂

    Responder
    1. Hugo

      Sobrinho,

      5 mil reais é pouco. Se quiser começar, para aprender, sem objetivos bobos de enriquecer logo e vendo as inevitáveis perdas como custos de educação, com 3 mil já dá pra fazer um “treino semi-suicida para traders”. É provável que você perderá sim. A corretagem vai atrapalhar um bocado mas o que atrapalhará MESMO será a inexperiência, por isso chamo de “treino semi-suicida”.

      De qualquer forma, sua fórmula é boa. Se operar um sistema robusto de trend-following com boas técnicas de position sizing (vai precisar operar no fracionário), poderá aprender muito bem. E se não errar demais, poderá manter seu capital semi-vivo e eventualmente, começará a lucrar.

      Sobre a Tov é o seguinte, ela tem alguns problemas com estabilidade. Ou seja, nada recomendada para day-trades. Porém aqueles que operam no after-market, fazendo position trades ou swings bem longos, e não precisam de um home broker funcionando 100% o tempo todo, conseguem “dar um jeito”.

      Corretoras grandes, como a XP, Ativa, WinTrade e etc são melhores obviamente. Melhor estabilidade, recursos, atendimento, vá-cé-vá. Só que enquanto as taxas de corretagem não forem praticamente insignificantes para você, como quando os emolumentos estiverem levando várias vezes o valor da corretagem, é preciso tomar cuidado com os custos. Por isso que a TOV é uma boa, ela quebra totalmente o galho para swing e position traders e é barata. Pode te dar alguma dor de cabeça de vez em quando mas pô, por 5,xx reais, queria mais o que né? 😛

      E outra, não se engane. Um trader que opera pela tov e tem 5 mil reais, sofrerá o mesmo com as taxas do que um outro trader cuja corretora cobra 15 reais mas tem 15 mil reais para especular.

      Se quiser começar com 5 mil, comece, mas só se for numa corretora muito barata como a tov. Um iniciante aprende demais mesmo com pouco dinheiro, mas é preciso jogar com pelo menos uma mínima chance de vencer senão aí você pode até se frustrar mais do que aprender.

      Para terminar:

      5 paus? Tov? Estudou direitinho? Sistema legal? Position sizing? Sabe que é possível que a maior parte da grana entre como “custos de aprendizagem”?

      Então vai lá aprender com o Senhor Mercado e bom trabalho 😀

      Abraço!

      Responder
  3. Rodrigo

    Boa Tarde, gostaria de saber sua opinião sobre eu estar a iniciar a investir inicialmente com 15 mil, usando o sistema do Hilo Tranquilo e como corretora a TOv. grato

    Responder
    1. Hugo

      Olá Rodrigo, eu confesso que não conheço o sistema Hilo Tranquilo muito bem. Porém tenho certeza de que o Ernesto Vasserstein do http://www.tradertranquilo.com.br poderia te ajudar melhor.

      De qualquer forma, ele é feito no semanal não é? Logo, com 15 mil reais, as taxas de corretagem serão digeríveis, mas mesmo assim, fique com a TOV. É impossível operar racionalmente em qualquer corretora mais cara do que a TOV então não tente, não invente e não faça diferente. Vá com o mais barato mesmo 🙂

      Abraço!

      Responder
  4. Hellmans

    Boa tarde Hugo,

    Estou acompanhando seu site a um tempo e tenho que te dar meus parabéns! pois é muito didático e tem me ensinado bastante.
    Ainda não entrei no mercado e como disponho de tempo estou estudando e simulando muito antes de entrar.
    Gostaria de saber se você conhece o simulador da BVMF? se já utilizou e o que acha?
    Como complemento do seu post eu gostaria de acrescentar que esses custo de aprendizado reduzido se ao invés de investir você primeiro simular. Eu utilizo o SimulAção da bvmf junto com os gráficos da ADFVN pois ambos tem delay de 15 min. Estava até pensando em escrever um artigo sobre ele pra que se possível você pudesse posta-lo.

    Abraço!

    Responder
    1. Hugo

      Oi Hellmans (XD)

      Eu até cheguei a abrir uma conta nesse simulador mas nunca fiz nada. Cotações atrasadas, falta de gráficos e toda aquela falta de praticidade em todo o lugar me desanimaram facilmente. Não cheguei nem mesmo a fazer 1 trade virtual. Acredito que um simulador de futuros da bolsa de Chicago resolveria muito bem o problema daqueles que desejam conhecer os mercados futuros.

      É importantíssimo você operar com dinheiro real mas ficar num simulador decente por alguns poucos meses enquanto estuda vale a pena sim. Mas precisa ser um decente, como aqueles americanos. Não conheço nenhum simulador de futuros decente mas deve existir.

      Ahh, e sobre o artigo, dê uma lida nisso: http://www.senhormercado.com.br/forum/viewtopic.php?f=8&t=13

      Obrigado e flw!
      Hugo

      Responder
  5. Pingback: Vale a Pena Usar o Stop Gain nos Trades ou Não? « Acordo Coletivo (Petroleiros, Bancários, Prof de Saúde)

  6. Pedro

    Olá, Hugo!
    Você já leu o Definitive Guide to Expectancy and Position Sizing do Van Tharp?
    Me interessei bastante por ele, mas o preço é bem alto, ainda mais com o BRL valendo nada.
    Então queria saber sua opinião.

    Valeu!

    Responder

Deixe uma resposta