Fundos de Ações Podem Ser Melhores do Que Ações

As duas maneiras mais populares de se investir na bolsa de valores são bem simples:

Ou você compra ações de alguma empresa a ser escolhida a dedo.

Ou então, aplica em algum fundo de ações, seja de um banco de investimento ou do banco que cuida da sua conta corrente.

Infelizmente muitos investidores mal prestam atenção ao que fazem quando vão investir e por isso, não param para considerar os prós e os contras dessas duas modalidades.

Para começar é preciso dizer que investir diretamente em ações é infinitamente melhor.

Se você ganhar dinheiro, ele será apenas seu (e um pouco do governo…) e as decisões sobre quais ações comprar ou vender são tomadas apenas por você.

Ou seja, você é o responsável total pelo seu dinheiro e ninguém mais.

Porém, para operar dessa maneira é preciso estudar muito, dedicar muitos anos ou pelo menos muitas horas para aprender a investir bem.

Além disso se o seu capital for pequeno, as taxas irão corroer o seu capital fazendo com que até se as ações subirem muito, você precisa de um milagre para ter algum lucro depois dos custos.

E é por isso que muitas vezes vale mais a pena investir num fundo. Para uma parcela gigante da população, fundos de ações podem ser muito melhores do que ações individuais.

As vantagens são muitas. Primeiro que você não precisa se dedicar tanto, afinal, os gestores do fundo que vão fazer o trabalho.

Segundo que ninguém precisa começar com 40 mil reais para investir já que muitos fundos aceitam aplicações mínimas (e põe mínimas nisso) de até 100 reais. E sem nenhuma taxa tosca com a de custódia.

E o melhor, tudo isso funciona de modo praticamente automático. Basta aplicar todos os meses ad infinutum para juntar muito dinheiro com o investimento.

Os pontos negativos são chatos também.

É preciso pagar taxas de administração que, apesar de serem proporcionalmente baixas (de 2% à 4% ao ano), com o passar dos anos, fazem diferença.

E também tem as taxas de performance, afinal, o fundo não trabalha de graça para você. Por isso muitos chegam a cobrar até 20% de todos os lucros que você fizer no fundo.

Se você gosta de cuidar das suas próprias coisa, azar, porque você é apenas o cliente e nada mais.

Porém, mesmo assim, é inegável que investir em um bom fundo ainda é uma idéia melhor do que investir em ações para pelo menos 90% das pessoas que simplesmente não tem tanto tempo ou paciência em suas mãos.

Então, se for o seu caso, mesmo com os contras, invista em um fundo de ações que eu garanto que depois de uns 20 anos, o trabalho terá valido extremamente a pena… ou melhor, a espera, porque trabalho você não terá nenhum. 😉



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


8 Comentários Fundos de Ações Podem Ser Melhores do Que Ações

    1. Hugo Teixeira

      Wow, o WP pulou os comentários!

      Enfim, qualquer coisa com small caps já pode ser considerada melhor do que 80% dos fundos por aí, o de small caps do BB e o novo da Caixa são bons. Acima disso o jeito é investir em fundos mais arrojados, como os Sparta que são melhores mas menos acessíveis.

      Abraço,

      Hugo

      Responder
  1. guilherme

    Olá Hugo, o que acha daquele fundo do banco do brasil “BB Ações Cielo” ? Pelo que vi, ele sempre opera no positivo, mesmo que seja zero vírgula alguma coisa . Qual sua opinião sobre este fundo para um iniciante?

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Acho horrível devido a baixa diversificação, é como comprar ações da Cielo e só. Se você tiver vários fundos de uma ação só, então tudo bem, mas se for para deixar tudo lá, você pode até se dar bem, mas o risco se torna muito alto porque seu capital fica ligado a um fundo que por sua vez, está ligado a um só ativo.

      Para iniciantes sempre recomendo fundos de small caps (mais arriscados na teoria, mais lucrativos na prática) e de dividendos, tanto faz de onde seja o fundo, contanto que tenha taxas baixas. 😉

      Abraço,

      Hugo

      Responder
  2. capelari

    hugo sou novo tenho 17 anos mas ja estou estudando muito para cpmeçar a aplicar estou adorando seu site e seus emails que me manda e minhas ideias que eu tinha são compativeis com os conselhos que tinha em seu site ….. neste comentario queria te perguntar como vc decide qual fundo ou ativo é melhor para compra …. questao de taxas rentabilidade ? e açoes ordinarias ou preferenciais? te agradreço muito se me responder pelo seu blog ou por email….. brigadao e parabens pelo seu sucesso hugo!.

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Oi Capelari,

      Eu sempre recomendo fundos de small caps como o do BB, acredito que sejam de longe as melhores opções. A caixa tem um bom também.

      As taxas de rentabilidade são variáveis, logo, fica impossível prever.

      Infos sobre os tipos de ações podem ser encontradas nesse blog mesmo, só digitar as palavras chave no search que irão aparecer vários posts.

      Abraço e sucesso pra você também. 🙂

      Hugo

      Responder
    1. Hugo Teixeira

      Sim, apesar de estar lateralizado já faz um tempo, qualquer fundo de small caps tende a ser uma ótima “aposta” para o longo prazo, logo, o recomendo para quem não tiver problemas em esperar.

      Ultimamente existem alguns fundos de dividendos (como o ETF DIVO11) também que são bastante interessantes. Como diversificar é necessário, misturar small caps com dividendos é uma ideia válida e segura… por longo prazo, preferencialmente. 😉

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *