O Dia Em Que o Meu Mundo Acabou

Eu usei esse artigo para o lançar o CSTUT mas o achei importante demais (de um PDV psicológico) para deixá-lo limitado às vossas caixas postais.

Sendo assim, posto-o aqui para quem não está cadastrado nas historinhas por e-mail.

Sintam-se livre para comentar. 😀

~ $ ~

Há alguns anos eu ganhei na loteria.

Não literalmente, mas na prática, contou como se fosse.

A mudança foi tão forte que eu senti como se o meu mundo tivesse acabado.

A história é a seguinte…

.
.
.

Na época em que eu conheci a bolsa, além de estudar o trading sem parar, eu estudava um pouco de filosofia só porque sim.

Lia daqui e dali feito o bom nerd que eu sou e sempre fui.

Então um dia eu me deparei com a frase:

“O homem não consegue o que ele quer mas sim, o que ele é.”

Na hora eu tomei um susto.

Ou um soco.

Na cara.

Tudo fez mais sentido.

Uma pessoa só tem chances de conseguir o que ela deseja se o que ela deseja for congruente com o que ela é, o que ela pensa e como ela age!

Por isso que tantos fracassam na vida e nos mercados.

Eles são INCONGRUENTES!

Quer um exemplo?

Aqui está…

Existem várias histórias de ricaços que perderam tudo mas após alguns anos se recuperaram como se nada tivesse acontecido.

Na bolsa, podemos citar o famoso trader Jesse Livermore.

O “Urso de Wall Street” quebrou várias vezes.

Precisou recomeçar várias vezes.

Sempre do ZERO!

Porém, não importa o quão terrível fosse a quebra original, ele sempre recuperava tudo.

O pior é que esse “fenômeno” não é raro.

Ele é comum.

Pode ser visto em qualquer lugar.

Você tira até o último centavo do rico, o joga na sarjeta e alguns anos depois lá está ele rindo de novo.

Por outro lado…

Você dá 10 milhões para uma pessoa “normal” e alguns anos depois lá está ela sem um mísero centavo porque gastou tudo.

E então?

Qual é o segredo?

Simples.

O rico falido nunca deixa de ser rico.

O pobre milionário nunca deixa de ser pobre.

Em outras palavras?

O rico pode ESTAR pobre sem nunca deixar de SER rico.

O pobre pode ESTAR muito rico sem nunca deixar de SER pobre.

Uma hora as coisas voltam ao normal.

Ao equilíbrio natural.

A congruência.

O rico volta a estar rico e o pobre volta a estar pobre.

Isso é inevitável porque…

“O homem não consegue o que ele quer mas sim, o que ele é”.

É uma frase fantástica.

Ela mudou a minha vida profissional.

Na verdade, eu senti como se o meu mundo e o meu passado de frustrações tivessem acabado no dia em que li essas palavras porque eu percebi que eu não queria apenas ser um trader mas sim, que eu sempre fui um trader.

A mentalidade.

O prazer em resolver puzzles.

A facilidade com números e computadores.

A incomum e inexplicável obsessão com dinheiro.

Pensando nisso agora, tudo faz sentido porque eu nunca tomei a decisão de viver dos mercados.

Eu não selecionei várias profissões, considerei prós e contras e fiquei com uma.

Eu apenas achei os mercados e percebi que era aquilo.

Não foi uma escolha.

Foi uma constatação.

Acredito também que se eu tivesse lutado contra essa constatação, contra essa congruência, eu seria miserável pois estaria lutando contra quem eu realmente era (e continuo sendo).

Eu queria ser um trader sim, mas acima de tudo, eu era um trader e não podia fugir disso.

É claro que eu tinha medo de fracassar fazendo algo totalmente incomum e sabia que seria mais fácil arrumar um emprego com benefícios e não gostava do fato de que ninguém estava me apoiando.

Mas o que eu poderia fazer?

Desistir da ideia?

Fugir?

Não, eu precisava superar os obstáculos porque eu não tinha escolha.

Eu podia mentir para mim mesmo dizendo que eu tinha mas só existia aquele caminho.

O que eu era e o que eu queria estavam em perfeita congruência e seria burrice ignorar tal fato.

E daí?

O resto da história você já conhece…

As coisas não foram muito agradáveis o tempo todo, (no começo foram horríveis, para dizer o mínimo) mas acabou dando tudo certo.

Será que deu certo porque eu…

Me esforcei?

Fui disciplinado?

Não desisto nunca?

Não!

Nada disso!

Essas coisas ajudam muito, mas o motivo real por ter dado certo foi que…

“O homem não consegue o que ele quer mas sim, o que ele é”.

Ou seja, deu certo porque eu sempre fui um trader.

Só precisei descobrir isso no momento certo.

Só precisei encaixar as peças no lugar.

Congruência + conhecimento.

Puzzle resolvido!

.
.
.

Enfim…

A moral da história e dessa frase genial é simples:

Se o que você quer não é o que você é, você nunca vai conseguir o que você quer e se conseguir, a ordem natural das coisas fará com que você volte ao seu estado anterior exatamente como o pobre que ganha na loteria e volta a ficar pobre.

Logo, se esse for o seu caso, sinto muito mas eu não posso te ajudar.

Não adiantaria pois falta congruência.

🙁

Porém, se o que você quer também é o que você é, você simplesmente não tem escolha.

Pode ser difícil, pode ser complicado, vai ser trabalhoso mas não tem outro jeito.

Ou você aceita o que você é ou você se contenta em ser miserável.

A congruência é uma peça fundamental para a felicidade.

Note que isso vale para todas as profissões.

Engenheiro.

Médico.

Físico.

Ator.

Trader.

Investidor.

Agora, se o seu sonho é atuar ou curar as pessoas, sinto muito mas eu também não posso fazer nada além de te desejar uma “boa jornada”.

Porém, se o seu sonho é se tornar um trader e viver da bolsa de valores, eu posso te dar uma mão.

Caso você tenha interesse, basta clicar aqui.

.
.
.

Hugo “Promessa é Dívida e Ainda Estou Vivo” Teixeira



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


14 Comentários O Dia Em Que o Meu Mundo Acabou

  1. Matheus

    Acredito que uma pessoa pode realizar seus desejos e aprender a “SER” com muito empenho, dedicação, estudo e por consequência mudar o homem que ele é.

    Você não?

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Mais ou menos.

      Eu acredito que as pessoas sempre pendem para os seus “eus” originais. Por isso, e de certa forma, o sucesso vem antes do trabalho porque quando você está alinhado com quem você é, você chega lá inevitavelmente.

      Se você tem desejos reais, você já é. Para alcançar o que será seu de qualquer forma, basta não lutar contra isso, estudar, trabalhar etc.

      Recomendo “The Strangest Secret” do Earl Nightingale. 😉

      Responder
    1. Hugo Teixeira

      Vou juntar os dois sites no domínio senhormercado, atualizar 60% dos posts, jogar 40% fora e mudar o tom de escrita (vai ficar mais ou menos como os últimos posts desse blog) para atingir um público mais velho, que tem paciência de ler os posts e não chega ao site cheio de ilusões bobas.

      Mas tem muito trabalho pela frente, comecei a mexer no layout só ontem e não tô feliz com o resultado, falta um pouco de sal e elegância…

      Qualquer coisa aceito sugestões. 🙂

      Responder
  2. Claudio

    A toa, no domingo, assistindo um filme aleatório, Dama de Ferro, me deparo com tal reflexão:

    “Cuidado com suas palavras, pois elas se tornam ações. Cuidados com as suas ações, pois elas se tornam hábitos. Cuidado com seus hábitos, pois eles se tornam seu caráter. E cuidado com seu caráter, pois ele se torna o seu destino. O que nós pensamos, se tornamos”.

    Excelente artigo, Hugo!
    Cya.

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Verdade.

      Falando nisso, lembrei agora de “Fear is the path to the dark side. Fear leads to anger. Anger leads to hate. Hate leads to suffering.”

      O Yoda não tem nada a ver com o assunto mas aí está. XD

      Obrigado pelo comentário. 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *