Qual é o Melhor ETF Para Investir?

Antes de saber qual é o melhor ETF, você sabe o que é um ETF?

O ETF é uma sigla americana para Exchange Traded Funds, que em bom português, significa fundos negociados na própria bolsa de valores e normalmente são fundos de índice.

Mas o que é esse tal de índice?

O índice é uma métrica, que o fundo vai seguir. Funciona de maneira similar a uma sombra.

Exemplo, o índice seria você, e a sombra o ETF. Por onde você andar, o que você fizer, ou deixar de fazer, a sombra (ETF) também fará. Simples assim.

No mercado financeiro, existem diversos tipos de índices. A bolsa brasileira tem um, que é o Ibovespa. Na verdade existem vários índices, mas o Ibovespa é o principal. Aqui vai uma breve lista com mais alguns índices…

  • Índice Financeiro;
  • Índice de Small Caps;
  • Índice Imobiliário;
  • Índice de Dividendos;
  • Índice de Governança.

Ainda existem muitos outros índices. Porem, vamos nos ater a esses aqui mesmo.

Enfim, qual seria a composição de um ETF?

Composição de Um ETF

Para aqueles que não entenderam ainda o funcionamento de um ETF, vamos explicar um pouco melhor…

Caro leitor, você curte salgadinho?

Então…

Um De Montão não seria um má ideia, não é mesmo? Afinal, parece loucura mas um ETF é praticamente a mesma coisa…

Se você gosta de Ambev (ABEV3), Itaú (ITUB4), Grendene (GRND3), do mesmo jeito que curte Ruffles, Doritos e Baconzitos você poderia facilmente adquirir um ETF!

Temos no mercado índices que comportam uma quantidade imensa de ações. Somente o Ibovespa possui mais de 50 empresas listadas!

Dentre essa lista existem empresas que talvez possam gerar prejuízos, mas devido a grande quantidade e a pulverização da carteira não existe riscos relevantes para perder todo o capital.

Segue a lista com as principais empresas que fazem parte do Ibovespa,

Só um detalhe; ITUB4 (Itaú) não está aparecendo na lista, mas é a empresa com maior peso no índice Ibovespa, tendo 11% de participação.

Legal não é? Você compra um ETF e consegue investir, em dezenas de empresas. Tudo de forma indireta, porem está ali! A participação em cada empresa existe.

O ETF consegue seguir a mesma oscilação do índice, devido à carteira estar bem próxima do índice.

Em outras palavras o ETF é um fundo. Só que ao invés de investir por meio de plataformas digitais, como os bancos e as próprias corretoras, você terá que comprar as cotas por meio de um Home Broker, através de uma corretora.

Da mesma forma que são negociadas as ações, ou fundos imobiliários. Só tem mais um porem…

Os ETF podem ser adquiridas por lotes de 10 cotas. Ou seja, não existe a necessidade de comprar lotes de 100! Com bem menos, o investidor vai conseguir ter exposição ao mercado!

Mas será que não tem custo essa brincadeira? Quanto custa investir em um ETF?

Ou melhor, quer pagar quanto??

Na realidade não é bem assim. Mas devido a grande quantidade de corretoras disponível no mercado, temos uma situação semelhante…

Investir em ETF incorre alguns custos, não é só comprar o ativo e pronto. Dependendo da estratégia empregada pelo cidadão, será necessário avaliar melhor a corretora.

Exemplo; Vamos supor que você esteja querendo seguir o caminho de Warren Buffett…

Então resolve botar em pratica um investimento mensal em ETF. Chegando o salário, você já vai e faz um TED para sua conta na corretora, comprando 10 em 10 cotas.

Todos os meses, isso com certeza vai gerar um custo. Essa despesa, tem nome, é chamada de Corretagem. Mas ela tem uma irmã, chamada de Custodia…

Portanto, essas duas despesas vão fazer companhia para você e seus investimentos, ou melhor, seus ETF. Porem, ao verificar o valor cobrado pelas corretoras, é possivel economizar bastante nessa hora.

Vamos fazer uma conta bem rápida. O valor médio de uma corretagem, para cada ordem, está em trono dos R$ 10,00.

Ou seja, em 12 meses (1 ano), o investidor vai estar desembolsando aproximadamente R$ 120,00! Com esse valor você pode fazer muita coisa, (inclusive comprar vários sacos do De Montão, junto com a Coca do Buffett)

Opa! Já tava esquecendo da irmã, a Custodia também tem preço, e está valendo por volta dos mesmos R$ 10,00!

Resumindo; O investidor, durante um ano, poderia ter um desembolso total de R$ 240,00 somente em Corretagem e Custodia.

No momento em que escrevo esse artigo, o ETF BOVA11, está valendo aproximadamente R$ 650,00 o lote com 10 cotas.

Esses custos, representam um pouco mais de 1/3 do valor! É muita coisa! Sagaz! Já estamos sabendo do funcionamento de um ETF…

Ela é praticamente um fundo de investimento, mas com as negociações sendo feitas por meio do mercado. E… Dependendo da corretora que eu for escolher, posso ter custos menores ou maiores…

Mas…. Vale a pena mesmo investir? Qual é a melhor?

Fazia tempo que o mercado não subia tanto em um breve espaço de tempo. Está certo que a bolsa brasileira já vinha caminhando de lado a um bom tempo.

Mas observando o período desde a crise de 2008 até 2015, nossa bolsa não conseguiu, nem de perto, alcançar o desempenho do mercado estrangeiro.

Para explicar o desempenho do mercado de ETF, vou utilizar o ETF BOVA11. Pelo simples motivo; Esse ETF é a mais negociada da bolsa, e segue de perto o índice Ibovespa, que nada mais é, o principal índice…

Deu para ver que o negócio está bom, não é? Para aqueles que investiram no inicio de 2016 conseguiram até o momento, acumular um ótimo rendimento!

Analisando a cotação mais baixa, que foi de aproximadamente R$ 37,00, o rendimento acumulado, poderia ter batido a marca dos 70%! Em um ativo relativamente seguro, uma vez que estamos falando de um fundo com varias empresas.

A explicação para esse desempenho é bem simples. O Brasil não estava muito bem das pernas antes do governo interino assumir.

Na realidade, o negócio não melhor muito até o momento (só a inflação, e agora a queda recente do juro), mas fora esses detalhes, o desemprego só cresce!

Maaaaaaaas o mercado, ou melhor, o Senhor Mercado não investe no hoje… e nem no amanhã…

Ele investe sobre expectativas! E quando falamos em expectativas, pode colocar ai, Futuras! Bem Futuras!

Por isso, é importante ter uma parte, não muito grande, pequena, do portfólio em renda variável.

Os ETF são mais interessantes devido ao baixo custo, e assim, comprando as cotas desse fundo de índice, o investidor já consegue ter uma exposição bem interessante ao mercado!

Quais são os outros ETF’s disponíveis no mercado?

Além do BOVA11, temos a SMAL11, DIVO11 e a IVVB11. Na realidade temos mais ETF porem essas são, em nossa opinião as mais relevantes.

O BOVA11 não vejo necessidade de falar sobre, acredito que o leitor já tenha uma boa noção sobre a mesma.

O SMAL11 já merece um pouco mais de atenção. Esse ETF segue de pertinho o índice de Small Caps da bolsa brasileira.

O que seria uma Small Cap?

São as empresas pequenas, menores, pequenininhas!

Não é bonitinho?? As Small Caps funcionam, mais ou menos como esse pequeno filhote! Ainda são pequenas, e provavelmente não possuem resultados fortes, havendo necessidade de grandes investimentos ainda…

Mas por que cargas d’agua eu vou querer investir em uma companhia assim? Se a mesma ainda nem vai conseguir me pagar bons dividendos??

Lembra-se caro leitor, que eu falei do Senhor Mercado? Ele compra…. Expectativas! Qual é a expectativa que temos sobre um filhote de Rottweiler?

Que ele cresça! É a mesma coisa que acontece com as Small Caps. E já tivemos algumas experiências de crescimento significativos no mercado…

Já ouviu falar de Hering?

É tipo isso… Mesmo havendo uma queda, a valorização que houve desde 2010 até o valor atual da ação foi impressionante!

Em questão de sete anos, a empresa praticamente aumentos em mais de 10 vezes o seu valor! Isso só é possível através da bolsa de valores!

Por isso acreditamos que é importante contar com uma fatia da carteira investida em ativos de renda variável.

DIVO11 é um ETF que segue de perto o índice de dividendos da bolsa. Nesse ETF temos varias empresas que são consideradas boas pagadoras de dividendos.

Ou seja, esse tal de dividendos, é uma espécie de distribuição de lucros que as companhias de capital aberto fazem.

Quando as mesmas possuem resultado e caixa, acabam fazendo isso, para remunerar os investidores e acionistas.

Sem duvidas o DIVO11 também é uma ótima maneira de diversificar os seus investimentos.

IVVB11 é um ETF razoavelmente nova, lançada em 2014. Segue de perto o índice americano S&P500.

Esse índice simplesmente compõe as 500 melhores empresas americanas! Não estou falando de 50 ou 100 companhias…

Estou falando de 500 EMPRESAS!

Sem duvidas! O IVVB11 não é uma má ideia!

Veredito!

Além da composição da carteira, ou se a mesma possui diversas companhias, precisamos averiguar se o ativo em questão possui liquidez…

O que seria a liquidez?

Quando estamos falando de um ativo com alta liquidez, significa que o mesmo possui muitas transações durante o dia.

Sendo que essas transações podem ocorrer de valores diferentes. Negócios envolvendo 10 cotas, outros com mais de 100 e assim por diante…

BOVA11 é disparado o ETF no mercado nacional com mais negociações, Ou seja, existe uma grande facilidade de comprar ou vender.

Essa facilidade também pode ajudar na questão do valor. Quando operamos ativos com pouca liquidez, às vezes é necessário, baixar muito o valor da negociação para poder liquida-la…

Coisa que não está nos planos de ninguém não é mesmo??

Então sugerimos que BOVA11 possa ser uma boa pedida. Um investimento mais conservador dentre os outros ETF’s que temos no mercado.

 



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


17 Comentários Qual é o Melhor ETF Para Investir?

    1. Hugo Teixeira

      O problema é que existem poucos ETF’s então se você ficar fora, é possível que eles subam demais sem você, todos de uma vez. Por isso que nesses investimentos você analisa a saúde da economia do país e pensa apenas no loooooooooongo prazo, porque no curto é difícil adivinhar as direções.

      Então é isso, se for para o longo prazo, vá em frente. Se for para o curto prazo, aí você estará entrando meio no escuro, já que a tendência atual é de baixa.

      Responder
  1. Hugo Teixeira

    Se você possuir várias ações, em média, a volatilidade poderá ser até menor. Nem precisaria de ETF’s.

    Estou falando de 6-12… Mais do que isso a rentabilidade começa a cair demais.

    Abraço,

    Hugo

    Responder
  2. Cassio

    Hugo,

    O artigo, como de praxe, está muito bom. Meus parabéns!

    Após a leitura fui olhar a rentabilidade do SMALL11 e achei estranho que o fundo apresenta um desempenho de -4,11% nos últimos 3 anos. Gostaria de entender o porque da preferência neste fundo mesmo com um desempenho ruim.

    Abraço

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      O desempenho está ruim porque o país está indo de mal a pior. Além disso, não perder mais de 50% nesse período como foi o caso de muitas ações, forçando um pouco a barra, chega a ser “louvável”.

      Em condições normais, os fundos de small caps reparam as perdas e ultrapassam todos os outros, com pouquíssimas exceções (normalmente difíceis de serem previstas).

      Sendo assim, a não ser que o atual governo continue detonando a economia por mais 4 anos, as small caps continuarão sendo recomendadas. 🙂

      Responder
  3. Fabio

    Olá Hugo Teixeira, a alguns dias comecei a aprender sobre esse fascinante mundo, a bolsa de valores, estou aqui primeiro para lhe agradecer suas informações, além de informais, que é otimo para leigos como eu, são muito claras e cheias de conteúdo. Segundo, sou uma pessoa de baixa renda, porém, conseguiria investir facilmente em ETF’s, mas, tenho algumas dúvidas; Quando invisto em ETF’s eles geram dividendos? Se sim, qual a forma de repasse igual do investimento em ações diretas ou de outra forma? No caso do ETF small11 quanto é cobrado de corretagem, por compra de 10 ou a taxa é cobrada individualmente mesmo comprando 10+ de uma vez? Obrigado por qualquer informação eu tinha outra questão mas não lembro. Até breve. Att, Fabio.

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Os dividendos das ações dos ETF’s são refletidos nos próprios preços dos ETF’s, ou seja, você recebe, mas não de forma direta.

      Tanto faz comprar uma cota de ETF ou 30 cotas, a taxa é por ordem executada. Ou seja, comprou de uma vez? Uma ordem. Comprou aos pouquinhos? Várias ordens.

      Responder
    1. Hugo Teixeira

      É uma das estrelinhas da bolsa agora.

      Não tenho problemas em recomendá-lo apesar da maior parte da sua existência ter sido lateral porque o mercado está muito ruim ultimamente e mesmo assim, o DIVO11 aguentou bem e agora está se mostrando capaz de apresentar uma performance bacana com novas máximas e afins.

      Boa opção para sua carteira de ETF’s. 🙂

      Responder
  4. Matheus Pinheiro

    Boa Tarde Senhor Mercado!

    Ainda investe no Small11?

    Tenho muito interrese em aprender a investir na bolsa! Gerei o boleto para seu E-book.

    Espero ter bastante sucesso com suas instruções!

    Sds,

    Matheus

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Oi Matheus,

      Não, faz um tempo que não mexo mais com ETF’s pois meu capital fica apenas nas ações. Depois que você aprende é melhor, mais fácil e você tem mais controle ignorando os fundos e ficando apenas com as ações em si. 😉

      Responder
  5. João Pedro Caetano

    Olá, Mestre Hugo!!

    Para iniciantes com aporte mensal de +/- 500,00/ 600,00 Dilmas, o que você recomenda no cenário atual? Etf’s ou Fundos de ações? (O foco é acumular capital para começar com ações individuais daqui um tempo) (depois de estudar muito, como você sempre recomenda aos “iniciantes de elite” haha)²

    Obrigado!!

    Responder
  6. Pedro Holtz

    Parabéns pelo artigo !
    Acredito que em 2018 é super interessante investir no BOVA11 em razão da bolsa estar subindo e com projeções de subir ainda mais. Correto?
    Obrigado.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *