5 Inimigos do Investidor de um Fundo de Ações

Existem várias opções de fundos de ações por aí, alguns bons e outros ruins.

A lista dos ruins é sempre composta de vários fundos de bancos com péssimos serviços.

Além disso, muitos deles são comandados por pessoas que se importam mais em não perder o dinheiro dos clientes do que em ganhar alguma coisa.

E ironicamente, é por isso que eles acabam perdendo dinheiro.

Você se lembra daquela velha frase que diz “Quem não faz, toma”? Então, ela também se aplica por aqui.

Mas existem outros problemas nos fundos de ações. E os investidores que os ignorarem, poderão se arrepender amargamente no futuro.

Portanto, tenha muito cuidado com…

5 – Taxas de Administração

Existem fundos por aí que cobram de 1,5% à 2% de taxa de administração. Esses valores não são muito altos e, para o mercado brasileiro, acabam sendo até atraentes.

Por outro lado, alguns gostam de enfiar a faca e chegam a cobrar mais de 4%.

Você até pode achar que isso é pouco mas eu te garanto, definitivamente não é.

Quando os juros compostos se acumularem e você calcular quanto deixou de ganhar por causa das taxas altas, com certeza levará um susto.

4 – Taxas de Performance

Se não bastassem as taxas de administração, existem também as chatas taxas de performance.

Apesar de muitos não cobrarem nada, alguns tem a audácia de cobrarem às vezes mais de 20% ao ano!

Logo, se você ganhar 100 mil investindo num fundo, será obrigado a dar 20 mil para eles.

Disso tudo sobrarão 80 mil que, depois do leão pegar a sua parte, não chegarão nem perto dos 100 mil originais.

Super divertido, uh?

3 – Administradores Ruins

Como citei no início, muitos administradores de fundos não se importam com o retorno dos clientes.

Eles apenas mexem com o dinheiro de forma que o fundo não fique parado e que nada seja perdido.

E se o resultado do ano for bom?

Aí muitos simplesmente param de operar para não arriscarem perder o que já fizeram para os clientes. Afinal, se eles perderem muito, serão demitidos.

2 – Não Saber o Que Acontece

As coisas podem piorar porque você provavelmente nem tem como saber que tipo de operação o fundo faz.

Eles podem dizer que são um fundo de small caps, mas quais small caps?

Podem dizer também que investem apenas em ações do setor X, mas quais são essas ações?

Será que se você perguntar eles irão responder?

Logo, um inimigo irritante do investidor de fundos é ficar no escuro sem saber o que acontece nem quando as coisas vão bem e nem quando elas vão mal.

1 – Investimentos Famosos

Muitos que começam a investir em fundos apenas pegam uma lista dos que mais renderam no ano passado e escolhem o do topo.

Mas como explico no meu e-book, esse não é o jeito correto de se escolher um fundo de qualidade.

Quem ignora esse conselho pode acabar com um fundo que teve 10 anos péssimos e apenas 1 bom, jogando-o para o topo da lista sem motivo lógico.

Por isso não faz sentido olhar só os lucros do ano mais recente e sim, de vários anos anteriores, além é claro, de diversos outros fatores importantes.

Mas como às vezes é difícil não se deixar levar por essas, aparentemente, fantásticas performances, esses investimentos famosos e inúteis são também um grande inimigo dos investidores de fundos.



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


12 Comentários 5 Inimigos do Investidor de um Fundo de Ações

  1. Paulo #

    Caro Hugo,

    Gostaria de fazer um questionamento.

    Vi que você recomenda para os iniciantes em investimentos, os fundos de ações. Os motivos já estão mais do que claros.

    No entanto uma pessoa iniciante, ao invés de ficar pagando taxas de administração e performance para esses fundos, não poderia investir a longo prazo numa ação?

    Veja meu raciocínio.

    Mesmo iniciante, vamos supor que eu faça uma análise rápida e identifico que determinada ação está com valor bem baixo e tem potencial de crescimento para os próximos anos. Eu não poderia simplesmente ir comprando essas ações? Inicio com 1.000,00 , no proximo mês compra mais 500,00 , depois mais 700,oo e assim por diante? Se esta ação que foi bem analisada, hoje está com valor baixo, no longo prazo estará bem melhor que o preço atual.

    Benefícios desta estrategia:
    1) Eu controlo onde quero investir
    2) Não pago taxa de administração e performance
    3) Uma aplicação por mês não vai gerar tanta corretagem assim, concorda?
    4) Não preciso iniciar na Bolsa com 10k ou 15k.

    Existe risco? Claro que sim, pois a ação pode cair ainda mais. Mas pegando as principais empresas, fazendo uma análise de seu potencial para os proximos anos, acredito que o risco esteja controlado.

    Abs

    Paulo

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Oi Paulo,

      Eu recomendo os fundos de ações mais para aqueles que tem muito pouco dinheiro e/ou não querem / não tem tempo de estudar ações.

      Você pode deixar o seu dinheiro nos fundos enquanto acumula no mínimo uns 7k-10k.

      Ao mesmo tempo você vai estudando.

      Então é simples:

      Quer investir mas não quer estudar? Fundos de ações.

      Quer investir em ações de qualquer jeito? Fundos de ações enquanto estuda e acumula mais dinheiro.

      Eu falo disso lá pro final do meu novo curso / newsletter / sei lá o nome daquilo… gratuito.

      Lancei hoje, tá na homepage. 🙂

      Abraço,

      Hugo

      Responder
  2. Jean

    Então para mim que sou recém chegado e tenho pouco dinheiro seria bom investir em um fundo de ação… mas só pq estou no inicio e estudando ainda, vou pesquisar mais, obrigado!!

    Responder
  3. Igor

    Fala Hugo, beleza?

    Será que vale a pena investir em fundos por corretoras?
    Eu fui hoje no banco feliz da vida pra investir num fundo small cap do BB (que li aqui ser um bom fundo) e outro de dividendos. Peguei minha senha e esperei e esperei, quando chegou minha vez e fui falar com o atendente, ele respondeu:
    “Err…só um minuto”
    10 minutos depois ele volta
    “Você tem que falar com o gerente…”
    Okay…mais uns 5 minutos e eu consigo chegar até o gerente, explico minha situação:
    “Só se você tiver conta corrente aqui”.

    Cara, além de serem despreparados, você ainda tem que ter uma conta no banco pra investir, e quando eu perguntei se pelo menos eles tinham alguma transparência quanto as ações que os administradores operava o gerente falou: “Não sei, essas coisas de investimento você faz tudo praticamente só pelo home broker”.

    O Bradesco também é uma porcaria, por isso fiquei meio com o pé atrás quanto aos bancos, será que as corretoras quebram o galho?

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Oi Igor,

      Uma das primeiras coisas que eu falo no “Como… Com pouco dinheiro” é exatamente isso: investir através de gerentes de banco e outros do tipo é impossível porque essa gente não sabe nada sobre nada, ainda menos sobre investimentos. Se for investir em fundos de bancos, o jeito é sim fazer tudo pela internet.

      Se você quiser investir em fundos de bancos de investimentos (esses tem um pessoal treinado), aí você pode visitá-los se quiser, mas ainda dá pra fazer tudo online.

      Estamos em 2012, tem a internet, melhor ficar com ela que a coisa fica mais fácil. 😉

      Abraço,

      Hugo

      Ps: corretoras podem quebrar o galho também, mas não como a int…

      Responder
  4. Evandro

    oi Hugo,

    a taxa de performance não é apenas sobre a diferença da performance do fundo em relação ao indice benchmark (CDI, Ibovespa, etc)?

    abraço!

    Responder
  5. Dummy

    Evandro, Exatamente. Não leve tudo que lê ao pé da letra, já achei muita contradição nesse blog, até porque um ser humano não se lembra de tudo o que diz e muda de ideia ao longo do tempo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *