Caro leitor,

Esses dias eu tive uma conversa curiosa.

Foi com um conhecido que me disse que ele não tinha certeza se queria se tornar um investidor.

Pois ele achava arriscado.

Eu achei isso muito estranho.

Por um simples fato:

Todos nós somos investidores.

Quer queiramos. Quer não.

A única diferença entre uma pessoa que se diz investidora e uma pessoa que acha que não é…

É que essa última tem uma PÉSSIMA estratégia de diversificação.

Isto é: no caso dessa pessoa as finanças dela dependem 100% de um emprego.

Esse emprego é literalmente a única fonte de renda dessa pessoa.

Seu único ativo.

E essa pessoa pode até achar que ela está evitando riscos ao não investir em outros ativos.

Mas como todo investidor sabe…

Não diversificar pelo menos um pouco é insanidade.

É extremamente arriscado.

Principalmente quando o seu único ativo é tão limitado quanto um emprego normal.

Pois, para começar, quando pagam bem empregos geralmente exigem um enorme investimento.

Afinal quanto você imagina que gastou durante a sua educação ou capacitação para enfim conseguir o seu emprego?

E isso sem contar todo o investimento de tempo exigido nessa educação e mais tarde no emprego em si…

Além disso é um ativo cujos retornos anuais crescem muito pouco ano a ano.

Mal vencem a inflação.

Se é que fazem isso.

E, Para Piorar Ainda Mais…

É um ativo que pode subitamente SUMIR.

Algo que nunca aconteceria nem com a ação mais arriscada da bolsa!

E quando o emprego some pode levar muito tempo até a pessoa substituí-lo por outro.

E o cara estava dizendo que queria evitar risco!

Pois é…

É uma situação irônica, certamente.

Mas é uma que se repete vez após vez em todos os aspectos da vida:

As pessoas que mais evitam riscos no fim são as que mais acabam se arriscando.

E isso vale inclusive para a nossa vida financeira.

Por isso eu digo:

Se você ainda não investe em outros ativos, então atenue os seus riscos.

Diversifique.

Crie outras fontes de renda, através de investimentos em ações, FIM’s, FII’s ou o que for.

Se você está preocupado com os riscos… ótimo!

Você deveria.

Certamente há riscos ao investir (ou melhor: diversificar).

Mas o jeito certo de reagir a isso não é desistindo de investir e se contentando com uma situação financeira que é tão frágil…

Que se você perder o seu emprego hoje você estará totalmente quebrado em questão de meses!

A reação correta é ESTUDAR sobre investimentos.

Estudar o bastante para você saber como investir sozinho.

Ou pelo menos para você saber selecionar as pessoas certas para te ajudarem.

De um jeito ou de outro não deixe de investir.

Pois mais uma vez:

Você já é um investidor.

E se você não sabe disso…

Significa apenas que você não deve ser um bom investidor ainda.

Atenciosamente,

Hugo Teixeira

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *