Vale a Pena Utilizar a Análise Fundamentalista?

Alguns posts atrás eu comentei que o investidor real, ou clássico, utiliza a análise fundamentalista para investir.

Também citei que um investidor é basicamente um homem de negócios que entra com o dinheiro em vez do trabalho, divulgação etc.

Logo, o investidor é um homem de negócios que usa a AF para escolher ações da bolsa de valores para investir.

Outro ponto importante é que esse tipo de investimento é sempre para o longo prazo pois a análise fundamentalista se foca na empresa que lançou a ação.

E como mudanças raramente causam efeitos imediatos nas empresas, obviamente os efeitos nas ações costumam demorar também.

Eu não estou falando de mudanças bruscas de preço mas sim, mudanças nos fundamentos, na política de dividendos e outras coisas mais, como um novo approach no setor, novo CEO, produto, mercado etc.

Por isso que a Análise Fundamentalista simplesmente não funciona no curto prazo.

Na verdade, quanto menor o prazo, pior a análise fundamentalista funcionará e mais os investidores manés e apressados gritarão que “essa m#rda não funciona!”.

Portanto, com essas duas colocações podemos descobrir se vale a pena para você usar a AF em seus investimentos.

Caso você goste do modo no qual as empresas funcionam, se é praticamente (ou literalmente) um empreendedor ou não goste muito de administração, talvez você realmente goste de análise fundamentalista já que ela não é nada mais do que um “julgamento” das empresas.

Não tem nada a ver com o sobe e desce das ações, tem a ver com negócios!

Outra coisa, se você consegue entender sem dificuldade que os investimentos nas ações são para o longo prazo, a AF será útil porque a tendência é que não ocorram problemas com falta de paciência, disciplina e outras coisas ruins que destrõem com qualquer plano de investimentos.

Novamente, ações podem variar terrivelmente de um dia para o outro por causa de crises e outros problemas que não tem nada a ver com a empresa. Mas ela? Vai muito bem obrigado.

Porém, se você odeia empresas, não suporta nem falarem de administração e não quer saber nada sobre elas, a AF será muito chata. Nesse caso, procure mais informações sobre a análise técnica e a análise gráfica.

E é claro, se o longo prazo está longe demais, talvez ser um investidor é uma idéia ruim. Nesse caso considere esquecer disso de investir e pense em se tornar um trader. Nesse ponto as duas dicas anteriores valem, procure estudar análise técnica ou gŕafica.

Lembre-se que um investidor real investe em empresas através das ações. Ao contrário dos traders, as ações são um meio e não um fim.

Então apenas escolha o seu lado e seja feliz.

Bons investimentos / trades / estudos. 🙂



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


7 Comentários Vale a Pena Utilizar a Análise Fundamentalista?

    1. Hugo Teixeira

      Oi Lucas,

      Literalmente é a vontade dos participantes do mercado em pagar mais por elas.

      Por exemplo: se a empresa da ação está crescendo, os lucros distribuídos aos acionistas vão crescer e aí, os participantes vão aceitar pagar mais pela ação para ter acesso aos dividendos.

      Outro exemplo: os participantes estão deduzindo lucros futuros e por isso, ação que a ação vai subir e a compram.

      É que nem em um mercado comum, sobe porque as pessoas aceitam pagar mais caro.

      Lei do mercado. 🙂

      Abraço,

      Hugo

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *