3 Motivos Para NÃO Investir no Mercado Fracionário

Muitas pessoas tem medo do mercado de ações fracionário e muitas vezes esses medos são racionais.

Mas às vezes eles apenas se aplicam à situações relevantes à certos tipos de investidores.

Logo, um investidor pode estar certo em temer o mercado fracionário da mesma maneira que um outro investidor pode estar errado em temer o fracionário, exatamente pelos mesmos motivos do primeiro.

E quais são esses motivos? Que tal esses?

3 – Alta Slippage

Slippage é quando você envia uma ordem de venda para uma ação de 25 reais mas você consegue vendê-la por apenas 24,93 ou algo assim.

Toda a diferença entre o preço desejado e o preço real é a slippage. Esse problema existe no mercado integral mas é muito pouco relevante já que a splippage normalmente fica por apenas alguns poucos centavos como 2 ou 3 no máximo.

Mas no mercado fracionário você pode perder bastante pois a liquidez desse mercado é bem menor.

E porque é bem menor? Porque todos os investidores estão operando ações no mercado integral e não no fracionário.

2 – Taxas de Corretagem

Ok, é óbvio que quem investe no mercado fracionário o faz porque não tem dinheiro para investir em lotes inteiros de ações.

Só que acontece muito de uma pessoa não ter dinheiro para comprar lotes, não ter dinheiro suficiente para pagar as taxas de corretagem de uma forma que o investimento ainda seja lucrativo.

Por exemplo, você quer comprar 3 ações, cada uma custa 30 reais. Ou seja, você gastará 90 reais. Mas e se a taxa de corretagem for de 15 reais por ordem e ainda existe a custódia de 6,90 por mês depois disso?

Aí esse investimento não valerá a pena por você já começará perdendo os 15 reais da compra das ações e ainda 6,90 nos meses subsequentes. Logo, se você tiver quase nada de dinheiro, você deve ficar longe do fracionário e talvez, ir para um fundo de ações.

1 – Liquidez Muito Baixa

A slippage é causada por uma falta de liquidez e isso já é ruim por si só. Mas as vezes a liquidez é tão ruim que mesmo com slippage você não consegue comprar ou vender ações.

Por exemplo, se com a slippage você quer vender por 25 mas recebe apenas 24, em algumas ações muito ilíquidas, como no caso de empresas muito pequenas, às vezes você vai querer vender por 25 e não encontrará um único lance, nem de 1 centavo!

Ou seja, não tem liquidez nenhuma e você simplesmente não tem como vender a ação, mesmo por um preço muito baixo.

Sendo assim, se você quer investir em ações do mercado fracionário mas tem quase nenhum dinheiro e quer operar ações de empresas muito pequenas com baixa liquidez e alta slippage, se faça um favor e fique longe do fracionário.



Descubra Como Conquistar a Sua Independência Financeira Em Apenas 10 Anos Investindo Só R$200 Por Mês!

Você vai descobrir...

  • Porque as maneiras mais populares de se atingir a independência financeira só estão fazendo você perder tempo (e oportunidades).

  • Quanto tempo você realmente tende a levar para atingir a sua independência financeira.

  • Porque a bolsa de valores pode acelerar a sua acumulação de capital em mais de 2x com toda a segurança do mundo.

  • O quê fazer para conquistar os seus objetivos da maneira mais rápida, fácil e simples possível.


2 Comentários 3 Motivos Para NÃO Investir no Mercado Fracionário

  1. Jean

    Bom dia Hugo!

    Analise a seguinte situação:

    Estou comprado em varias ações, todas compradas com lote padrão. Ou seja multiplos de 100. Agora o que acontece se no final do mês eu querer por exemplo me pagar um salário de 1% do valor total investido nas ações?

    Pela lógica eu teria que liquidar algumas ações PORÉM, o valor nunca iria dar certinho, e a ação que eu liquidasse acabaria ficando no fracionario pq eu realizei parcialmente o lucro (para fechar com o 1% que quero me pagar) e não vendi um lote inteiro. Vc acha que toda vez que eu vender devo liquidar lotes inteiros? Mesmo ultrapassando o 1% que eu gostaria de me pagar?

    Valeu!

    Responder
    1. Hugo Teixeira

      Oi Jean,

      Eu nunca tentei vender lotes não-inteiros e o certo seria arredondar para baixo.

      No começo é um saco, principalmente se você precisa do 1% e não tem como adiar a retirada do dinheiro. Mas não tem o que fazer, você segue as regras e uma hora ou outra o capital cresce o suficiente para que seja possível tirar sempre 1,02% ou 0,97% sem grandes diferenças do 1% normal.

      BTW, na esmagadora maioria das vezes você acaba tendo capital mofando na corretora (em mercado altista é menos comum) e pega seu salário disso, sem precisar vender nada, então esse realmente não é um problema grave.

      Abraço,

      Hugo

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *