Quanto ganha um Corretor da Bolsa de Valores?

Já faz algum tempo que venho percebendo nas estatísticas do site, uma constante procura por informações sobre a remuneração do agente autônomo de investimento. E por isso, para tirar essa grande dúvida dos leitores, contatei o muito prestativo, José Rafael V. Silva da corretora Thera Investimentos, que me passou tudo o que eu precisava saber para escrever esse artigo.

Agora, com esse material todo, chegou a hora de responder as perguntas:

Hoje o estágio! Amanhã a ANCOR e então finalmente…

Pô! Pro começo tá bom, não tá?

José Rafael diz que hoje, muitas corretoras, inclusive a Thera Investimentos, na qual ele trabalha, começam no sistema de ajuda de custo. Essa ajuda é para as pessoas novas e interessadas na profissão de corretor de valores que querem trabalhar na corretora, mas que ainda não tem carteira de clientes. Esta ajuda de custo pode variar bastante mas normalmente fica na faixa de R$ 300,00 a R$ 800,00 pelos primeiros 3 ou 6 meses, período necessário para o estagiário, e mesmo para o empregador, ver se está valendo a pena o serviço.

Depois, o aprendiz de corretor precisa ser aprovado no exame da Ancor para poder ser efetivado, mas não como funcionário. O que acontece é que as empresas de agentes autônomos de investimento não podem ter funcionários trabalhando como corretores se eles não pertencerem ao quadro societário da empresa. Ou seja, para um AAI trabalhar numa corretora de valores, ele precisa ser um sócio dessa empresa, mesmo que sua porcentagem seja nanicamente insignificante. Ele NÃO pode ser funcionário!

Quando o jovem corretor passa pela fase do treinamento e da efetivação, ele pode começar finalmente a receber uma comissão pelos seus clientes. A porcentagem desta comissão, ou “rebate”, é definida de acordo com o volume financeiro do agente autônomo, porém a variação costuma ser de 15% à 40% do valor total de corretagem gerado pelos clientes deste corretor. Quanto mais seus clientes operarem, mais ele receberá. A porcentagem vai depender de alguns fatores, como por exemplo, em qual corretora ele trabalha.

Quem achar pouco, pode trabalhar como pessoa jurídica para receber até 60% da comissão. Mas para isso é preciso gerar um volume muito grande de corretagem. Além de ser necessário montar uma empresa com vários funcionários, contratar um contador, cuidar da parte administrativa, financeira e etc. E dessa forma, o tempo para ser corretor será violentamente afetado. Por isso, para muitos, a idéia de ser sócio de uma corretora pode oferecer um benefício maior do que encarar como pessoa jurídica, mesmo ganhando proporcionalmente menos nas comissões.

Legal! Mas vale a pena? Leva muito tempo para comprar…

Sim, um tempão! Brinque com um desses até lá :D

Muitas pessoas me perguntam se vale a pena começar como estagiário, explica José Rafael, às vezes largando bons empregos com salários maiores, para trabalhar como corretor de valores. Minha resposta é sempre baseada no conceito de oportunidade presente x oportunidade futura. Algumas pessoas tem bons empregos com bons salários, mas qual será a faixa salarial máxima desse emprego? E depois de quanto tempo de serviço? Tudo isso deve ser levado em conta. Como um agente autônomo de investimento, você dependerá apenas do seu esforço para captar clientes e assim aumentar sempre sua receita.

A boa notícia é que muitas pessoas já estão vendo que a bolsa de valores não é mais um bicho de 7 cabeças e que é possível fazer investimentos seguros e rentáveis no longo prazo. E outra, a quantidade de investidores na Bovespa está aumentando cada vez mais, e isso trará muitas oportunidades para nós corretores, e nesse caso, a oportunidade futura pode se tornar bem mais interessante do que a presente.

E por isso, é possível sim ganhar muito dinheiro trabalhando como corretor. É difícil estimar os valores mas, dependendo do esforço da pessoa, é possível conseguir 2 dígitos em 2 ou 3 anos! Porém, a pessoa precisa entender que no começo será complicado, o salário inicial é pequeno. Mas no longo prazo, este salário poderá chegar a cifras que no emprego atual a pessoa não conseguiria nunca!

Super! E o que mais eu devo saber?

Que, acredite se quiser, 99% dos corretores da bolsa de valores NÃO POSSUEM Ferraris! Que surpresa incrível hein?

O agente autônomo de investimento NÃO PODE operar pelos seus clientes, apenas orientá-los. Ele também não pode receber pelo serviço de gestão de carteira ou de qualquer outro tipo de gestão. Um AAI apenas auxilia e orienta os clientes para que estes passem as ordens das operações. Porém preste atenção, eu estou falando APENAS dos corretores. Hoje, muitas corretoras contratam outras pessoas como analistas de investimentos, gestores de carteiras ou para auxiliar nos atendimentos telefônicos. Esses serviços são diferentes, com salários diferentes, e os interessados estão sujeitos a contratação por parte da corretora da forma típica, com análise de currículo, experiência no mercado e por aí vai.

Resumindo…

Se quiser seguir a carreira de corretor, seu caminho será mais ou menos assim: você começa estagiando e recebe uma ajuda de custo que varia de 300 à 800 reais. Depois, se passar na prova da Ancor, vira um agente autônomo de investimento e passa a receber uma porcentagem em cima do volume total de corretagem gerado pelos seus clientes. Esta porcentagem, ou rebate, varia de acordo com o total da corretagem gerada pelo corretor, mas normalmente fica entre 15% e 40%. Se achar pouco, trabalhe como pessoa jurídica, dessa forma você pode receber até 60%, apesar de ser realmente muito mais difícil. Lembrando que esses valores sempre dependerão do volume de corretagem gerada e da corretora na qual o profissional trabalha.

Então é isso galera, agora vocês já sabem quanto ganha um corretor de valores! Gostaria de agradecer novamente pela colaboração do José Rafael V. Silva da Thera Investimentos.

Ele também foi gente boa o bastante para deixar informações de contato para aqueles que quiserem tirar outras dúvidas. MSN: jrvsilva@yahoo.com e e-mail: jrv.silva@terra.com.br

Vocês podem também seguir a Thera Investimentos no Twitter!

41 Comentários Quanto ganha um Corretor da Bolsa de Valores?

  1. renato

    legal gostei da reportagem, mas depois que o camarada é efetivado como corretor ele ainda continua recebendo ajuda de custo da empresa ou ele passara a viver somente de comissoes?

    1. Hugo

      Olá Renato!

      Não, ele não ganha fixo. Basicamente a ajuda de custo no começo é só para impedir que o corretor morra de fome enquanto ainda não tem clientes hehehe.
      Depois que você é aprovado e efetivado, receberá apenas as comissões. Porém como já terá clientes, feitos no período de estágio, receberá mais do que recebia como aprendiz de corretor.

      Abraço!

  2. Jose Rafael

    Bom dia!
    Vou tentar esclarecer algumas dúvidas, que mtas pessoas tem me perguntado.
    Seguinte: o que nós AAI fazemos é intermediar as negociações de compra e venda de ações e outros títulos financeiros através de uma corretora diretamente na bolsa de valores. Quando o cliente PJ ou PF vende ou compra as ações ele paga uma taxa de corretagem que é ou um valor fixo por ordem ou uma tabela de corretagem variável pelo volume financeiro da compra ou da venda. Quando nossos clientes pagam uma taxa de corretagem para a corretora, nós AAI ganhamos uma comissão, ou seja um repasse em % do total do que nossos clientes gastaram em corretagem.
    Por exemplo, suponhamos que vc AAI tenha 10 clientes, cada um gasta cerca de 500,00 de corretagem por mês, então no mês, vc terá 5.000,00 em corretagem. A corretora paga para vc uma porcentagem deste valor, por exemplo, 15%. Então vc ganharia um salário de 750,00 reais. Certo?
    O pulo do gato é o seguinte: qto mais cliente vc tiver mais vc irá ganhar. Eu dei um exemplo com 10 clientes, mas se vc tiver 100, o que não é difícil, seu salário seria de 7.500,00, se vc tiver 400, seu salário seria de 30.000,00. Bom né??
    Mas como ter 400 clientes? Bom, é aí que entra o AAI da PJ. Por exemplo, qto maior a empresa de investimentos, ex. Thera Investimentos, maior a chance de vc ter cada vez mais clientes. Pois a empresa vai estar divulgado, fazendo palestras, cursos, etc… Então é sempre mto boa a parceria com uma empresa de investimentos, ok?

    Abraços.

    José Rafael

  3. Damian Paladini

    A corretora ou a empresa de investimentos da um apoio ao Agente, como lista de contatos e cede as suas instalações para o trabalho de captação?
    Há idade limite para as corretoras ou empresas de investimento para contratação? Ex: Tenho 34 anos, estou me preparando para a prova na ANCOR Desde já, muito obrigado

    1. Hugo

      Para a primeira pergunta a resposta é sim. A corretora dá o suporte necessário para que o agente autônomo comece. Incluindo as instalações e ajuda com a captação de clientes.

      Agora sobre a idade, é possível que algumas corretoras sejam mais chatinhas em relação a isso. Porém, como eu não sou um corretor, não saberia te informar os detalhes. Acredito que o José Rafael (tem os contatos dele no artigo) poderia te ajudar nessa, blz?

      Abraço!

  4. Jean Lima

    Olá meu nome é Jean e estou pesquisando sobre a profissão de corretor de valores.
    No tópico voçê fala que depois de 2 ou 3 anos é possivél conseguir uma renda de 2 digítos, não seria de 3?

    1. Hugo

      Olá Jean!

      Normalmente essa história dos dígitos se refere à renda anual.
      Mas a renda de dois dígitos que o José Rafael mencionou, é mensal ;)

      “Qualquer coisa de 10 à 99 mil” foram suas palavras.

      Não sei se dá mesmo pra tirar tanto em poucos anos mas teoricamente é possível sim. Trabalho comissionado, ganha demais quem trabalha bem e demais, ganha pouco quem trabalha mal e pouco :)

  5. Mateus

    O correto trabalharia direto na correta, ou ele pode trabalha por conta própria?
    outra dúvida que tenho é se a corretora ficam apenas na cidade de São Paulo ou tem em Porto Alegre também.

    1. Hugo

      Pode trabalhar por conta. Dá até para abrir sua própria empresa e trabalhar como pessoa jurídica. Mas como mencionado no artigo, é bem complicado e é mais difícil. Acho que para começar, é melhor trabalhar na corretora mesmo.

      Existem corretoras em todos os lugares. Eu digitei corretora de valores porto alegre no google e apareceram várias. Olha aí os resultados e depois dê uma passada para conhecê-las, pode ser interessante :)

  6. André Fabrini

    Boa tarde

    Galera tenho 21 anos e gosto muito do mercado de ações, estou cursando contabilidade e gostaria de me informar sobre as profissões, que regem o mercado, tenho um emprego estável em uma empresa internacional, será que seria uma boa troca?

    1. Hugo

      Olá André!

      Você quer se informar sobre as profissões que regem o mercado porque considera trocar de carreira? Quais profissões exatamente?

      Se quiser se tornar um corretor, sugiro que visite uma corretora para ver como funciona o negócio. Financeiramente vale muito a pena (pelo que alguns corretores que eu conheço me disseram) porém se você não gostar do trabalho, então aí não adianta.

      Abraço!

  7. André Fabrini

    Meu caro, o que acontece e que gostaria de iniciar do zero e aprender o que for possivel. nesta área irei falar com o rapaz da thera

  8. Anderson Augusto

    Boa tarde, parabens pelo artigo achei muito interessante.
    Bem, eu tenho 30 anos e sou consultor de TI atualmente e formado em eng. computacao e pos-graduado em marketing e essa area de TI ja foi muito boa mas atualmente esta muito concorrida fazendo com q os rendimentos caiam. Atualmente ganho na faixa de 1 digito(X.000,00)/mes e nao estou satisfeito com meus rendimentos. Ja estou pensando seriamente em pular para outros campos e o mercado financeiro sempre me chamou a atenção, enfim estou em duvida em me dedicar para o concurso de fiscal da receita federal, q ganha inicialmente +- 14mil e com o tempo vai para uns 20/25mil + beneficios (ou na area tributaria), ou me dedicar para se tornar um corretor de valores, pois quero mudar meus rendimentos para a casa dos 2 digitos. O q vcs acham?? É possivel chegar a ganhar igual ou + a um fiscal? Pouco possivel ou bem possivel?
    E no caso do corretor é facil conseguir estagio na area para iniciar? O q precisaria para isso (outra faculdade, cursos, pós)? Atualmente estou começando a operar, em paralelo, para mim mesmo. (Fiz alguns cursos de AT)

    Obrigado!

    1. Hugo

      Olá Miiiiister Annndeeeeerson! :D

      Ok, será que você ganhará mais como corretor do que como um fiscal da receita?

      Minha resposta para sua dúvida é: eu não sei direito! Mas não priêmos cânico! Eu tenho certeza de que o José Rafael poderá te ajudar (e eu também acabei de enviar um e-mail pra ele com a sua dúvida).

      Mas de qualquer forma, tentarei falar algumas coisas:

      Como você tem pós em marketing, acho realmente muito difícil não conseguir estágio na área. Só que é como está escrito no artigo, você ganhará realmente muito pouco no começo. Se está insatisfeito com seus rendimentos agora, provavelmente ficará mais ainda começando do zero. Acredito também que muitos dos estagiários são adolescentes recém-formados, seria isso um problema?

      De acordo com a lógica, é possível ganhar milhões como corretor de valores pois você recebe por comissão, logo, não existe um teto salarial. Se você tiver 10 clientes, ganhará pouco, se tiver 10000 clientes e todos eles forem day-traders ou scalpers muito bem sucedidos, você ganhará realmente muito.

      Só que esbarramos naquela, será que você quer ser um corretor? Talvez você não goste do trabalho. Vai ver você gostaria mais de se tornar um policial de impostos para ir apreender ferraris ou barcos de traficantes (ou não, na verdade eu não sei o q um fiscal faz :P, provavelmente é algo muito mais chato), ou continuar na área de TI. De qualquer forma, não sei se um fiscal vai ganhar mais do que 25 mil e além disso, um teto salarial é uma coisa extremamente conformista. Não pelo valor, mas pelo fator: “Eu estou ficando melhor, porque não estou ganhando mais?”

      Por isso pode ser uma boa conhecer alguns fiscais e corretores para se localizar melhor.

      De qualquer forma, boa sorte com a sua escolha!

  9. Ulisses

    Hugo,

    Eu trabalhei em uma multinacional no setor de tecnologia durante 4 anos (2 como estagiario enquanto terminava a faculdade de administração e 2 como efetivo), mas decidi demitir o meu chefe rsrs, pois realmente não gostava do que eu fazia (Analisar Contratos de Prestação de Serviços de Tecnologia). Me interesso pelo mercado de ações a muitos anos, e comecei a operar com mais afinco a uns 3 anos. Decidi sair do meu emprego para estudar tudo que for possível sobre investimentos e atualamente também estou fazendo Pós Graduação em Mercado Financeiro. Meu objetivo é operar para mim e/ou montar um clube de investimentos ou corretora no futuro quando as coisas ficarem mais claras. Atualmente a carreira de AAI tem chamado a minha atenção também, gostaria de saber a sua opinião sobre o que compensa mais, aprender a operar para mim e ser um Investidor Autonomo ou estudar para ser um Agente Autonomo de Investimento. Atualmente tenho 25 anos quase 26 e moro com meus pais.

    Obrigado,
    Ulisses

    1. Hugo

      Existe um mundo de diferenças entre as duas profissões.

      Um investidor/especulador autônomo está totalmente por conta. E um AAI lida com várias pessoas todos os dias e executa as ordens de vários clientes.

      O que compensa mais? Por um lado um especulador/investidor autônomo tem realmente toda a autonomia do mundo. Ninguém depende dele e ele não depende de quase ninguém. E do outro, um AAI tem que cuidar das ordens dos clientes e, apesar de ainda ser um autônomo, não tem tanta “liberdade” como alguém que investe/opera por conta.

      Outra. Não tem como um AAI fazer um “trade ruim” com seus clientes e perdê-los todos de uma vez, agora um trader, pode se pegar na estaca zero se não tiver muito cuidado. É uma carreira perigosa.

      Mas as duas oferecem grandes vantagens financeiras. Como não existe teto salarial para nenhuma delas, é possível fazer muito dinheiro.

      Eu acredito que a escolha deve se basear no que você realmente quer fazer e na “intensidade” da autonomia que você precisa para trabalhar sem acordar todos os dias desejando que estivesse fazendo outra coisa.

      Para terminar, existe também a terceira opção, abrir um hedge fund! Me avise se você quiser montar um :P

      Abraço,
      Hugo

  10. André Fabrini

    Caro Ulisses essa era minha duvida também, este site é muito intuitivo, e sendo assim esclarece muitas duvidas, no momento estou pensando em tirar o CPA-10 para operar clubes de investimentos, é uma boa opção.

    1. Hugo

      Um hedge fund é um fundo sem frescuras.

      Enquanto um fundo mútuo besta tem várias restrições bobas (nada de vendas à descoberto por exemplo), os traders de um hedge fund fazem diversos tipos de operações diferentes. Fazem hedge, arbitragem, operam opções, usam alavancagem e etc.

      Existe aquela imagem de que um hedge fund é mais arriscado do que um fundo comum, e às vezes, dependendo de seus gestores, é verdade. Porém, os fundos comuns costumam ser conservadores demais, oferecendo retornos menores.

      Basicamente, um mais arriscado e outro, mais conservador.

      Abraço,
      Hugo

  11. FABRICIO

    Como faço para me tornar um hedge fund. Tenho 26 anos, sou graduado em administração, faço por graduação em gestão de vendas, trabalho como vendedor de varejo ha 5 anos no mercado e nesse periodo passei por 4 empresas diferentes, logo não é o que quero para meu futuro, visto que acordo todo dia pensando que poderia estar focando meus esforços em outras areas, e como sempre tive muito interrese por este mercado desde a epoca da faculdade, pensei nisso como uma opção que me agradaria.

    Tambem estou levando em consideração as seguintes possibilidades: AAI e investidor / especulador autonomo.

    Obrigado,

    1. Hugo

      Olá Fabrício!

      Você quer saber como se tornar um hedge fund manager? Sinto muito mas eu não sei! Mas se quiser apenas trabalhar num fundo, acredito que uma idéia interessante seria a de contatar alguns fundos brasileiros e pedir informações.

      Agora, existe uma diferença entre abrir um fundo e e trabalhar com trader num fundo. É claro que é possível fazer os dois mas é bem complicado para quem não tem muita experiência na área. Se você não opera, melhor começar a estudar isso antes de tudo.

      BTW, você me lembrou da história do Salem Abraham. O cara aprendeu com um dos Turtles Traders e começou a operar. Ele se deu bem, seus retornos foram bons e um fundo (ou banco, não lembro) pediu para que ele operasse com o dinheiro de alguns clientes. É claro que isso só aconteceu depois de um tempo. Mas existem muitos traders que fazem isso, só não sei te dizer exatamente como hehehe :D

      Abraço,
      Hugo

  12. viviane

    Ola, gostaria de saber como é o mercado de trabalho para as mulheres ou se é estritamente para homens?
    É necessário para se candidatar a estagiário ter ensino superior completo (ou cursando?
    O que é necessário ter no curriculo para ser contratado por uma corretora?

    Obrigada

    1. Hugo

      Olá Viviane!

      Eu nunca conheci uma mulher corretora mas não é proibido não. É apenas bem raro.

      Para estagiar, no sentido legal da palavra, é preciso pelo menos estar cursando o ensino superior. O que acontece em muitas corretoras não é um estágio, e sim, um período de aprendizagem. Tudo bem que dá na mesma mas a palavra estágio requer o curso superior. É uma lei boba.

      De qualquer forma, é possível sim se tornar uma corretora de valores sem ensino superior, basta encontrar uma corretora que não tenha esse requerimento. Se for contratada para esse “estágio”, depois de um tempo (e de ter passado no exame da ancor, que ajuda tudo no currículo) poderá sim ser efetivada.

      Porém, eu não conheço nenhuma corretora sem o requerimento do ensino superior. Mas isso porque eu não sou um corretor. Mas o José Rafael da Thera/XP Investimentos poderá te dar uma luz nessa questão.

      Vale a pena tentar falar com ele!

      Abraço,
      Hugo

  13. RÔMULO QUIRINO

    OLÁ MEU CAMARADA! O SEU ARTIGO DISPENSA MAIS COMENTÁRIOS. SOU PM E GOSTARIA DE SABER SE TERIA ALGUM IMPECILHO JURÍDICO PARA CONCILIAR A PROFISSÃO DE CORRETOR COM A DE POLICIAL? ABRAÇO.

    1. Hugo

      Oi Rômulo!

      Até onde eu saiba não existe nenhuma limitação na profissão de corretor que possa impedir outras atividades. Só que talvez exista alguma limitação por parte da polícia.
      Agora, mesmo se você puder ser os dois, não acha que é meio demais não? Se os seus horários como policial são noturnos e de poucas horas, talvez até seja possível não sofrer com tanto trabalho. Mas as duas profissões são estressantes demais. Você corre o risco de “burneautear”, ou seja, depois de um tempo, não consegue fazer bem nem um nem o outro.

      Vale a pena dar uma pensada nisso ae!

      Abraço,
      Hugo

      ps: confira se não existe alguma limitação por parte da polícia.

  14. Felipe

    Fala Hugo, muito bom seu artigo cara, estou numa dúvida tremenda, ainda não tirei o registro da Ancor, pretendo fazer a próxima prova e estou indeciso sobre a mudança pois hoje sou funcionário de um grande banco e tenho uma renda razoável com benefícios e tudo mais e recebi uma proposta para ir pra uma corretora que é afiliada da xp investimentos, sei que num primeiro momento não vou ter uma renda igual a mesma, foi me oferecido 30% da corretagem e uma base de ciente que se encontram inativos, mas tenho dúvida de quanto tempo posso demorar para chegar ao patamar salaria que eu tenho hoje sem contar que o emprego é em outra cidade.

    Em relação ao pagamento de fgts/inss/imposto de renda etc fica tudo por conta do agente?
    Hoje tenho uma renda com benefícios de mais ou menos 3.000 reais mensais será que em quanto tempo consiguirei chegar em uma renda deste nível ou melhor?! Sei que é difícil prever isso mas a minha maior dúvida é “Vale a pena trocar um emprego fixo em um grande banco por um emprego de AAI?!” no banco me sinto engessado e que a carreira é estressante e mal gratificada.

    Muito bom seu artigo, meus parabéns!

    1. Hugo

      Oi Felipe e obrigado!

      Agora, eu não sou um corretor de valores, apenas falei com um. E por isso, não tenho como ajudar muito. Porém, para compensar, eu encaminhei seu comentário por e-mail para o José Rafael da Thera Investimentos que com certeza poderá te ajudar melhor.

      Pra não passar em branco, digo isso: se seu emprego é uma droga e você o odeia, é melhor pensar em outras alternativas. Afinal, entre com certeza ficar na merda ou talvez ficar na merda por seguir um caminho diferente, é melhor arriscar seguir um caminho diferente. Mesmo porque você nunca chegará a lugar algum fazendo alguma coisa que você odeia. E mesmo se chegar, no final das contas, o custo benefício não irá compensar. Então, boa decisão para você :)

      Btw, você pode sempre juntar uma grana pra aguentar as pontas por alguns meses enquanto tenta uma carreira diferente. Pelo menos é o que eu faria.

      Abraço,
      Hugo

  15. Felipe

    É cara, esse é meu pensamento, juntar uma grana, meter as caras e arriscar, mas como ainda tenho alguns meses até a próxima prova da ancor vou continuar captando o máximo de dados possível para tomar essa grande decisão. Mas concordo muito contigo, eu não gosto de trabalhar aonde eu trabalho e acho que ninguém que está lá gosta mas suporta pelo dinheiro porque só quem trabalha no banco no varejo que sabe como é desgastante.

    Sobre o email encaminhado, ele vai me responder ou vai responder você e você me repassa?!

  16. Jose Rafael V Silva

    Fala Felipe, tudo bem?
    Respondendo seu e-mail, posso dizer q eu tb trabalhava em um banco (e diferentemente de mtos, eu adorava!! hehe), e deixei o emprego para atuar como AAI. Hoje trabalho na Thera Investimentos, afiliada da XP tb.
    1) O AAI nao eh funcionario da empresa! O AAI tem sempre que ser um sócio da empresa de agentes autonomos de investimentos.
    2) O AAI ganha por comissão. Ou seja, um variável em cima do que os clientes geram de corretagem. Este variavel pode começar em 15% e chegar até 30%, dependendo do volume operado pelo AAI.
    3) Por ser variável, existem os prós e os contras! Os pros eh q enquanto a bolsa subir, enquanto os n. de clientes q investem na bolsa aumentarem, seu salario tb vai aumentar. A propria bovespa espera que o n. de investidores sai dos autais 500mil para 5 MILHOES nos prox 5 anos. Ou seja, o crescimento eh mto grande. Contra: o contra do variavel, eh q no começo vc ganha mto pouco e a maior parte das corretoras nao pagam fixo, apenas uma ajuda de custo no começo, que normalmente eh pequeno.qu
    4) Se compensa? Tudo depende! Cada um eh cada um! Eu acredito e o campo para AAI eh mto promissor, pois acredito na bolsa de valores! Acredito que o n. de investidores só tende a subir no longo prazo. Acredito que nos prox anos a bolsa vai subir bem, vai atrair mais investidores, vai ter mais operacoes, vai gerar mais renda etc.
    5) Minha sugestao: vai tentando captar clientes no banco, vai tentando ver se vc conseguiria um n. bom de clientes antes de mudar de profissao. Para vc ter uma renda de 3K como AAI, vc vai precisar ter em média uns 40-50 clientes.
    Bom, espero ter ajudado. Qualquer dúvida, pode me contactar, ou entrar em nosso site http://www.therainvestimentos.com.br.
    Abraços.

  17. Felipe

    Muito obrigado pela resposta, e te digo que o trabalho de bancário é legal até certo ponto, mas essa n;ao é a questão rs, estou muito interessado nessa área e essa oportunidade que surgiu é bastante boa pra mim pois acredito que assim que eu me tornar AAI eles vão me repassar alguns clientes que estão inativos, ou seja, não vou começar exatamente do 0, entendeu, cada dia mais estou empolgado com essa oportunidade, o problema é só que ainda não tenho o registro, mas pretendo fazer a próxima prova.

    Obrigado pelas informações.
    Grande abraço

  18. Ulisses

    Olá Hugo,

    Gostaria de saber qual é o perfil dos clientes de um AAI, pois hoje em dia muitas pessoas realizam suas transações via Homebroker.

    Irei prestar a próxima prova da Ancor e já quero ir me preparando.

    Penso em ser um AAI durante o dia e um Investidor Autonomo durante uma parte da noite.

    Abraço,
    Ulisses

    1. Hugo

      Cara, o perfil eu sei lá uaheuaheaueha

      Os AAI tem os clientes do home broker. O corretor recebe as comissões do que os caras do HB geram de corretagem e não só do que os clientes do telefone geram.

      Acho que a maioria das pessoas hoje em dia usa os HBs da vida e apenas os mais velhos que odeiam tecnologia ou os caras vítimas das instabilidades de energia elétrica ou de conexão de banda larga operam pelo telefone. No caso, as corretagens são mais caras.

      Bons estudos e boa prova na ANCOR pra você! Eu estava pensando em virar AAI também mas… sei lá, eu estou bastante perdido hoje uehuehueheuh

      Abraço,
      Hugo

  19. Ulisses

    Hugo,

    Poderia comentar um pouco sobre as outras certificações do mercado financeiro, sobre o grau de importância e o peso que elas tem em um CV para a contratação em uma corretora.

    Certificação Profissional ANBID – Séries 10 e 20 (CPA-10 e 20)
    Certificação de Gestores ANBID – CGA
    Certificação Especialista de Investimento – CEI

    Se possível também fale sobre o grau de dificuldade para tirar essas certificações.

    Abraço,
    Ulisses

  20. velaepavio

    Ola,

    Minha irma eh corretora e trabalha na ICAP na mesa de boi gordo. Entao TEM Mulher. E tem outras mulheres la.

    Meu primeiro emprego foi numa corretora de valores, que nem existe mais. Foi em 1998 e nao tinha mulher corretora, mas tinha vendedora de cota de fundo de investimento. (resposta pra viviane)

    Lembro que o corretor que mais fazia grana na corretora e na epoca tinha um Audi a4 era um cara que fazia “front run”. Esqueci o nome em portugues, mas eu acho que era “fazer um preco medio no cliente”.

    Lembro que o Morgan Stanley era um dos grandes clientes em indice e o cara comprava o primeiro lote e vendia o ultimo em uma grande order a mercado.Rolava e os caras faziam uma grana e os donos ou faziam vista grossa ou nao sabiam, pois isso eh ilegal. LOGICO.

  21. ivaldo oliveira

    Passando por aqui, nao poderia deixar de dar meu pitaco…..minha formaçao eh juridica, embora estou deixando de lado futura advocacia pelo Mercado Financeiro (como investidor), e com base nesta minha formaçao, e sem querer ser chato, acho bom corrigirmos a denominação de “corretor”, pois aqui tratamos de profissão autonoma, no caso dos agentes autonomos de investimento. Ou seja, teoricamente nao existe a profissao de Corretor de Valores, estamos confundindo a funçao do AAI com as atividades empresariais das CORRETORAS DE VALORES, credenciadas junto a CVM. Geralmente, algumas pessoas sao levadas a crer que estao investindo atraves de uma Corretora, quando estao sendo intermediadas por um agente autonomo. Portanto, quando nos referimos as denominaçoes “corretor” e “corretora” nos posts acima, geralmente estamos tratando de Agentes Autonomos e de seus Escritorios. No geral, a matéria é muito esclarecedora, inclusive com a desmitificação de pseudo riqueza por simples labuta nas empresas de corretagem, Corretoras ou Escritorios de AAIs. Os sites da ANCOR, ANBIB, CVM, BOVESPA esclarecem melhor. ABç.

  22. vinicius

    Buenas! Tenho 34 anos e opero no mercado financeiro há uns 4 anos apenas por “hobbie” via home-broker. Desejo fazer a prova para AAI. E gostaria muito de trabalhar numa corretora. Gostaria de perguntar se:
    1. a minha idade tem algum peso na hora da contratação?
    2. Eu deveria tentar ingressar em uma corretora como estagiário primeiro? Mesmo antes de fazer a prova? Seria essa a melhor maneira para ingressar numa corretora?
    Obrigado e um grande abraço

  23. Anonimo

    Boa noite pessoal, sou AAI e tive que tornar socio de um afiliado a XP. Se tornar socio de uma corretora é muito ruim pq vão lhe pagar através de dividendos, melhor através de prestação de serviços onde vc pode descontar suas despesas pessoais no IR. O ganho mensal a nível nacional dos AAI são R$ 3500, sem férias, decimo terceiro Inss. Tenho 2 anos de experiência e já passei deste valor mensal a muito tempo, realmente precisamos levar em consideração este beneficios que não temos e que derrubam nossos rendimentos.
    Somente recomendo para aqueles que amam a profissão e levam o dinheiro do cliente muito a sério.
    Carga horaria no inicio de carreira é bem pesada, pois precisa captar muito.
    Muitos conflitos de interesses entre a corretora, afiliado e AAI, fazem muita pressão para girar o $$ do cliente, todos ganham se vc girar, lembrando que a área de análise tb possue metas e ganham de acordo com o giro do papel na corretora.
    A pessoa precisa ter um bom conhecimento de mercado para não machucar seus clientes com operações que foram criadas somente para girar. As corretoras so querem contratar pessoas sem experiencia para para formar vendedores e não pessoas que realmente irão apreender com o mercado, pois um AAI com experiencia pode filtrar muitas operações que são nada mais que criadas para girar os clientes.

    A taxa de desistencia é acima de 55% na XP investimentos a nível nacional, que na minha opinião é muito ruim.

    Muito obrigado a todos e sucesso

Os comentários estão fechados.