Porque Day-Traders Aprendem Mais Rápido e Melhor

Todos os dias traders manés que operam em qualquer escala temporal perdem fortunas por não saberem o que estão fazendo. Os day-traders costumam perder muito mais e mais rápido pois jogam com uma maior frequência. Por outro lado, traders capazes e não bestas conseguem lucros enormes em operações bem sucedidas e aprendem bastante. Não importa em qual prazo operem.

Agora, eu tenho falado muito mal dos day-traders ultimamente. Porém vale notar que estou me referindo aos day-traders bananas. Aqueles totalmente perdidos que apenas querem ficar ricos rapidamente mas não consideram nem por um único segundo a possibilidade de se sentarem numa cadeira para lerem a porra de um livro sobre o assunto. Para esses, termos como “sistema de trading” são totalmente alienígenas.

Mas tudo bem. Neste post, quero falar de um outro tipo de day-trading. Aquele inteligente e lucrativo. E para isso, apresento alguns motivos (dados em parte pelo Brett Steenbarger em seu livro Enhancing Trader Performance) pelos quais o day-trading é a melhor maneira de se aprender a operar na bolsa de valores rapidamente e com muita eficiência, mesmo sendo uma modalidade mais cara do que as outras.

Ok, hora de começar. O day-trading é ótimo para o aprendizado pois o operador é obrigado a…

1 – Pensar Cedo no Position Sizing e nas Taxas. Se não Pensar, Morre em 5 Dias…

...ou em 7. Na verdade sei lá, depende e talz...

Um swing ou position trader até consegue sobreviver por um tempo mesmo sem saber nada sobre position sizing e sem nem considerar as taxas de corretagem e de custódia, emolumentos e etc. Como ele opera com uma frequência relativamente baixa, não percebe, no começo, o peso desses fatores em suas operações. Só depois de um tempo que ele sentirá os efeitos de ter ignorado esses pontos cruciais. E então, precisará ir atrás de uma solução antes que seja tarde demais, isto é, se já não for.

Só que um day trader que não pensa nas taxas ou no position sizing, sobrevive muito, mas muito menos mesmo. Enquanto algumas operações por mês podem não gerar a corretagem suficiente para acabar com um position trader banana, alguns poucos trades por dia podem destruir a conta de um day-trader mané em pouquíssimo tempo. E é fácil de perceber o problema pois no final do dia, esse operador vai notar que, mesmo tendo lucrado, seu capital estará mais baixo do que “deveria”.

Mas está aí a vantagem sobre os outros operadores. O day-trader banana (mas não burro) percebe o problema antes daqueles que operam em períodos maiores. Logo, poderá mudar sua estratégia mais cedo e assim, especular corretamente. Os outros também perceberão os erros uma hora ou outra. Porém como o day-trader percebe antes, corrige suas falhas rapidamente. No final todos podem ter perdido a mesma quantia de dinheiro, só que o day-trader perdeu muito menos tempo.

2 – Operar com uma Frequência Maior

Agora minha sonequinha pós Bovespa e pré ForexXxZzzZzZZZzz...

Na minha época “Uia, eu ser day-trader das borsas de vaiôres”, AKA, quando era um completo imbecil, fiz 10 day-trades. Tudo bem que foram ao longo de alguns dias porém eu aprendi um bocado nessas míseras 10 operações. Agora, e se esses mesmos trades tivessem sido feitos, não em apenas poucos dias, mas sim, em vários meses ou anos? Deixando o dinheiro de lado. Como teria sido para minha “formação”?

Muito pior! Porque teria levado muito mais tempo! Se você pudesse escolher entre operar 10 swing trades ou 70 day-trades em um mês, mesmo fazendo mais dinheiro nos 10 swing-trades, aprenderia mais com as operações diárias. Mais trades, mais experiência. Operações curtas oferecem a possibilidade de se aprender mais em menos tempo. Novamente, estou falando de experiência, e não de dinheiro.

De qualquer forma, muitos especuladores ficaram famosos pelas suas enormes operações de longo prazo, seus “killings”. Porém, muito antes disso, eles já tinham adquirido muita experiência em vários curtos trades feitos anteriormente. Alguns exemplos? Jesse Livermore, Paul Tudor Jones, Richard Dennis e hmm, mais uns 50k? Todos começaram operando no curto prazo.

3 – Agir Rapidamente, Sem Poder Hesitar

Calma, você dirá para o seguro que a culpa foi da árvore...

No final do pregão surge um sinal de compra no ativo VALE5. Você está no trabalho e não pode operar agora, decide ir para casa primeiro. Chega lá, come um bolinho, liga o notebook e entra no Home Broker com o objetivo de operar no aftermarket. E lá está a VALE5, toda bonitinha e pronta para ser comprada. Se você for mané, poderá enrolar e enrolar e racionalizar e pensar em todos os prós e contras mesmo considerando que já tinha se comprometido em comprar a ação. Afinal, você tem tempo, não tem?

Depois de muita enrolação (ou não), você compra (ou não). Tanto faz. O importante é que você teve espaço para pensar, ou seja, não teria feito diferença se tivesse esperado 5 minutos para iniciar o trade num mórbido aftermarket da noite de uma sexta-feita véspera de feriado. Só que um day-trader não desfruta dessa inútil comodidade. Ou ele inicia a operação na hora H ou já era. Esse tipo de operador é forçado a fazer a coisa certa na hora certa. Se deixar para depois, adeus trade!

Além disso, dessa maneira, o day trader estimula sua memória de curto prazo para operações. É muito mais fácil você errar estando no “calor do momento” do que quando está tranquilinho pensando no trade enquanto toma um suquinho. Considerando que nossa memória de curto prazo é o que nos destrói se não soubermos treiná-la, os day-traders tem uma vantagem imensa porque é exatamente esse tipo de memória que eles mais treinam, todos os dias. Também, é dela que eles mais precisam.

Tradução: Se especuladores são jogadores de xadrez, day-traders são pilotos de corrida. Não entendeu isso e nem o último parágrafo? Então espere, falarei mais das memórias de curto e longo prazo dos especuladores mais para a frente. E até lá, fica a pergunta…

Você seria um day-trader se pudesse, apenas com o intuito de intupir sua cabeça com experiência?


"O que um ET tem a ver com a
bolsa de valores?"




Clique nele e descubra!


8 Comentários Porque Day-Traders Aprendem Mais Rápido e Melhor

  1. Gaspar

    “Você seria um day-trader se pudesse, apenas com o intuito de intupir sua cabeça com experiência?”

    Sim

    Estou com esse planejamento para as férias hehe, não existe teoria sem prática.

    Ninguém aprende a andar de bicicleta sem tomar uns tombos, perder dinheiro de começo todo mundo perde, mas . . . há uma enorme diferença entre perda calculada e burrice descabida.

    Abração

    PS Você já leu algo sobre o Larry Williams? Será que não valeria um artigo sobre ele?? (sugestão/pedido rsrs)

    Responder
    1. Hugo

      E outra grande diferença existe entre tentar aprender com 3 mil reais e com 30 mil reais. Principalmente se você não tiver mais em algum lugar.

      Só que não dá para fazer day-trades, nem para aprender, com pouco dinheiro, só numa nova crise, com toda a volatilidade doidona. Agora é complicado. Sem a mínima chance de ganhar fica difícil de aprender.

      Não conhecia o cantor de blues Larry Williams, agora conheço, porque entrei no artigo errado :P

      De qualquer forma um cara que consegue 11,376% em um ano deve alavancar até as cuecas!

      Legal que eu não sabia que o Williams %R tinha sido criado por esse cara. E vale a sugestão, acho que poucos aqui estão familiarizados com esse indicador e seu autor.

      Flw \o/

      Responder
  2. Gaspar

    Pois é né! Eu também conheço dois Larry Williams graças ao Google.

    E também conheço a filha dele que quando tinha 16 aninhos fez 1000% em doze meses no mesmo campeonato de traders que seu pai anos antes(filha do Larry trader ok )

    Mas se Larry alavanca as cuecas, o Dan Zanger deve alavancar até o (bem deixa pra lá. . .) pra chegar nos 164.000% em 18 meses :D

    Responder
  3. Sobrinho

    Olá, ainda sobre tempo de operação e capital disponível para operar, achei interessante sua postura que li em algum outro comentário seu, vc dizia que gostava de operar num meio termo entre swing e position.

    Para o capital que pretendo começar de 5mil acho essa postura bem interessante, levando em consideração os gastos com corretagem e plataforma, quero aprender, mas quero ter saldo positivo. Se possível gostaria que vc falasse um pouco dessa filosofia pouco explorada nos sites e cursos. Eh necessário ter plataforma? que tempo gráfico vc usa? o diário e o semanal? entra no intraday e acompanha o melhor ponto p entrar? qd vc ta de olho numa ação, vc deixa algum tipo de “gatilho” p entrar automatico caso vc n esteja na hr q ela bater o preço de entrada?
    Fiz um bocado de perguntas neh! n precisa resp todas n hehehe

    Grato pela atenção

    Responder
    1. Hugo

      Então Sobrinho, na verdade essa história toda de day, swing e position trades é embaçada. Você pode definir bem um day-trade, já que ele nasce e morre no mesmo dia. Agora, um scalper-trade também nasce e morre no mesmo dia. Logo, e se passar um tempão e o scalper simplesmente se tornar um day-trade? Ele é um scalper longo ou um day-trade normal? Da mesma forma, um swing pode continuar seguindo a tendência, e como nenhum sinal de saída apareceu, acaba se tornando um position. Mas quando você é stopado, será em poucos dias. Logo, o que é essa operação? Um swing mesmo ou um position fracassado?

      A verdade é que muitos dos seus “swings” serão day-trades frustrados e vários de seus “positions”, serão swings frustrados. Alguns swings se tornarão positions também, por isso, eu fiz a classificação do meio-termo, que inclui um pouco dos dois, swings “médios” e “longos” e positions “curtos” e “médios”. Essas definições são mais para termos uma idéia da duração de uma operação mas, como você sabe, são conceitos genéricos e pouco definidos. Não podemos simplesmente classificá-los com uma tabelinha.

      Ok, plataforma eu não vejo necessidade. Normalmente os recursos oferecidos pela própria corretora são suficientes. E em prazos mais longos, não justifica assinar uma plataforma se não for viável para você. É claro que é legal não precisar calcular um stop atr ou poder fazer backtests com facilidade sem precisar programar tudo no excel, mas a plataforma é apenas uma comodidade, é mais fácil e ajuda. Mas como é caro, melhor esperar ter mais dinheiro antes.

      Só o diário. Nunca gostei de misturar escalas temporais, como por exemplo, entrar no semanal e sair no diário ou algo assim. Sempre que tentei, alguma coisa saiu errada. É claro que é possível mas definitivamente não faz meu estilo. Eu olho os semanais, é claro, mas só para poder ver com mais facilidade para onde a tendência está indo. Ver de “cima do prédio” por assim dizer. Nunca olho o intraday porque 95% daquilo é barulho, não indica nada. Por isso é melhor ver tudo mais de longe.

      Sobre usar uma ordem de compra start, depende. Se o seu sistema for baseado em rompimentos, como o dos turtles, será possível e até recomendado utilizar um stop compra. Basta colocar a ordem quando o preço estiver “cozinhando”, isto é, chegando mais ou menso perto do ponto de compra, assistir o que acontece e depois, colocar o stop. Agora, se você utiliza médias móveis, não dá para fazer isso já que, basicamente, todas as suas operações serão feitas no final do pregão e às vezes, até no after-market. Ou seja, usar ou não uma ordem start depende do operador e do seu sistema.

      E eu nunca fico longe na hora em que a ação pode bater no preço de entrada. Nessa hora você pode ter o interesse em “sentir” como o papel se comporta depois de sua compra. Além disso, se fizer parte do seu sistema, vai querer colocar o stop assim que for possível, de preferência, imediatamente! Não saia de casa sem estar “protegido”! Hehehehe :P

      Teria sido mais engraçado se eu deixasse de responder a última só porque você falou que não precisava responder, mas blz XD

      Abraço,
      Hugo

      Responder
  4. Sobrinho

    Boa explicaçao! Sinto que essa fase inicial de aprendizado tem varias barreiras, sempre bom ler um site assim, psicologia e gestao de risco, excelente!!!… vo fazer mais perguntas nos outros post p manter o costume

    Responder
  5. zecatrader

    já perdi muita grana na bolsa (algo em torno de 35% de meu capital de 20k que reservei na época)…a parte boa é que senti como funciona realmente a coisa, passei a ler de tudo sobre mercados ( atualmente Forex), estatísticas, probabilidades, etc etc…a ruim é que tenho medo de perder de novo, como se tudo isso fosse uma mentira…mas em breve voltarei…Sr Mercado, me aguarde, quero oq é meu de volta….:D

    Responder
    1. Hugo

      Cuidado com isso Zeca!

      Algumas pessoas que perdem, dizem que é impossível vencer na especulação. Elas acham mais fácil se iludirem achando que ninguém consegue ganhar do que aceitar que, não é que não é possível, mas sim, elas que não conseguiram. A verdade machuca o ego das pessoas.

      BTW, é melhor ver esse dinheiro perdido como “despesas com educação” em vez de uma grana que o mercado “pegou” de você. Psicologicamente, ver o dinheiro sem muitas emoções ajuda a tirar o ego da frente. Mesmo porque ele só atrapalha :)

      Abraço!

      Responder

Deixe uma resposta